Simule e contrate

G1


Além da capital alagoana, Rio Largo também registrou diversos pontos de alagamento. Além da capital alagoana, Rio Largo também registrou diversos pontos de alagamento.

Produto já estava vencido e foi descartado; a espécie está em período de reprodução e a pesca é proibida. O pescado foi destruído e levado para um aterro sanitário Divulgação/Polícia Ambiental Um estabelecimento de São Sebastião foi alvo de fiscalização da Polícia Ambiental na tarde desta quarta-feira (14). No local foram encontrados 25 quilos de camarão armazenados incorretamente e que estavam impróprios para o consumo. O local acabou multado em R$ 3 mil. Segundo a Polícia Ambiental, uma equipe fazia uma patrulha de rotina pela Costa Norte da cidade quando encontrou um comércio vendendo camarões. A venda deste tipo de pescado não deveria acontecer, já que a pesca está proibida. Os camarões estão em época de reprodução e a captura é proibida por lei. No local, os policiais encontraram 25 quilos de camarão armazenados de forma irregular. A aparência do pescado também levantou suspeitas e a equipe acionou a Vigilância Sanitária da cidade. Os agentes fizeram avaliações e constataram que o crustáceo estava estragado e impróprio para consumo. No próprio estabelecimento o pescado foi destruído e levado para descarte em um aterro sanitário. O proprietário do local foi multado em R$ 3 mil, mas o estabelecimento não deve sofrer sanções. Veja mais notícias do Vale do Paraíba e região
Segundo a polícia, crimes foram confirmados por laudos periciais. Em Goianésia do Pará, homem é preso pela Polícia Civil suspeito de estupro de vulnerável Um homem de 51 anos foi preso suspeito de estuprar as cinco filhas, com idades entre 4 e 13 anos, em Goianésia do Pará, no sudeste do estado. O mandado de prisão preventiva pelo crime de estupro de vulnerável foi cumprido nesta quarta-feira (14). De acordo com a Polícia Civil, o suspeito era investigado pela prática de atos libidinosos contra as próprias filhas. A partir do inquérito instaurado foi solicitado o mandado de prisão ao titular da Vara Única da Comarca. O suspeito estava localizado em uma região rural do município, situada a cerca de 65 quilômetros do centro de Goianésia. Segundo a PC, a materialidade dos crimes foi confirmada por laudos periciais. O preso foi encaminhado à Unidade Polícia para procedimentos penais e em seguida foi levado para a Cadeia Pública de Tucuruí, município vizinho. A pena prevista para esse crime é de reclusão, de oito a 15 anos. Dados Segundo a Divisão de Estatística da Polícia Civil do Estado do Pará (Divest), com dados coletados e analisados nesta quarta-feira, em 2019 foram registrados 1.140 casos desse tipo de crime no estado. Em 2020, o número ficou em 932 casos. De janeiro até 14 de abril deste ano, 860 casos foram registrados. Para Cristina Maria Bastos, da Delegacia Especializada no Atendimento à Criança e Adolescente (Deaca), com a pandemia da Covid-19, crianças passaram a ficar mais tempo em casa e longe da escola e de outros ambientes sociais, se tornando mais vulneráveis e indefesas. Denúncias Suspeitas de casos de agressão ou abuso sexual devem ser denunciados imediatamente por meio do Disque Denúncia 181, em que a identidade do denunciante e denunciado é preservada.

Agendamento deve ser realizado pelo "Clique Vacina". Primeira fase da campanha abrange crianças de 6 meses a 6 anos, gestantes, puérperas, indígenas e trabalhadores da saúde. Prefeitura de Mogi faz agendamento on-line para vacinação contra a gripe Divulgação/PMMC Mogi das Cruzes abriu nesta quarta-feira (14) o agendamento on-line para a vacinação contra a gripe. A primeira fase da campanha nacional vai de 12 de abril a 10 de maio e atende crianças de 6 meses a menores de 6 anos (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas, povos indígenas e trabalhadores da saúde. Para a primeira etapa, Mogi recebeu 16 mil doses. Cidades do Alto Tietê iniciam vacinação contra a gripe; veja as informações O agendamento on-line está disponível para este sábado (17) em 12 unidades de saúde: Alto Ipiranga; Botujuru; Braz Cubas; Jardim Camila; Jardim Universo; Mineração; Nova Jundiapeba; Ponte Grande; Santa Tereza; Santo Ângelo; Vila Natal; Vila Suíssa. Segundo a Prefeitura, o agendamento, que é realizado pelo Clique Vacina, deve ser utilizado para crianças de 6 meses a 6 anos incompletos que estejam com caderneta de vacinas em dia. É preciso portar o CPF da criança para fazer o agendamento. Caso contrário, a vacinação será feita diretamente na unidade. O município informou que gestantes, mulheres até 45 dias após o parto, indígenas e trabalhadores da saúde que atuam como autônomos ou em clínicas particulares também podem realizar o agendamento on-line. Quem trabalha em hospitais e unidades públicas de saúde receberá a dose nos locais de trabalho. De acordo com a Prefeitura, é considerado trabalhador da saúde quem atua nos espaços e estabelecimentos de assistência e vigilância à saúde humana dos diferentes níveis de complexidade (sejam profissionais de saúde ou trabalhadores de apoio) como hospitais, unidades de pronto atendimento e unidades da atenção básica, clínicas, ambulatórios, laboratórios, drogarias. Para esse público, é preciso apresentar RG ou Registro Profissional e comprovante de atuação (crachá ou holerite). A Prefeitura informou que crianças de até 5 anos e 11 meses com vacina de rotina já agendada nas unidades de saúde, no período da campanha, devem comparecer no dia do agendamento da vacina de rotina para receber a dose contra a gripe, sem necessidade de agendamento. Aquelas que estão com a caderneta de vacinação em atraso devem comparecer à unidade de saúde em qualquer dia, também não necessitando de agendamento. No caso de gestantes que estiverem com consulta de pré-natal ou exames agendados nas unidades de saúde de Mogi, dentro do período divulgado para a campanha, a dose será aplicada no mesmo dia. Puérperas com consulta do bebê já agendada, dentro do período da campanha de vacinação, também terão a dose aplicada no dia da consulta. Assista a mais notícias do Alto Tietê

Veja números de pessoas infectadas e de óbitos pela doença em cada cidade. Paciente com coronavírus é transportado em hospital de campanha Amanda Perobelli/Reuters As prefeituras da região de Campinas (SP) registraram nesta quinta-feira (15) mais casos positivos de Covid-19 e mortes pela doença. Veja, abaixo, números de infectados e óbitos por cidade. Desde o início da pandemia, já foram contabilizados 232.149 registros confirmados da enfermidade e 6.710 vidas perdidas nos 31 municípios da área de cobertura do G1 Campinas. Atualizações Mogi Guaçu totaliza 303 óbitos (+4) e 11.399 casos (+77) Pedra Bela soma 291 infectados (+11) Casos e mortes por Covid-19 confirmados pelas cidades *A prefeitura de Valinhos mudou o método de divulgação dos casos de Covid-19 na segunda-feira (27/04), passando a contabilizar pacientes que não são moradores da cidade. Seguindo orientação da Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo, no entanto, o G1 vai desconsiderar os casos de não-munícipes no cálculo para evitar duplicidade, já que estes já devem constar na estatística da cidade onde residem. **A prefeitura de Mogi Guaçu confirmou nesta quarta-feira (17/06) que contabiliza na soma total de casos pacientes que não são moradores da cidade. Seguindo orientação da Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo, no entanto, o G1 vai desconsiderar os casos de não-munícipes no cálculo para evitar duplicidade, já que estes já devem constar na estatística da cidade onde residem. ***A prefeitura de Mogi Mirim informou em 28 de julho que o quinto óbito divulgado pela administração municipal, um homem de 82 anos morto em 16 de junho na capital paulista, não se referia a um morador. O caso foi retirado do balanço da cidade. A informação foi atualizada na reportagem dos casos de coronavírus do G1 Campinas em 29 de julho. Cronologia das mortes confirmadas Campinas Veja aqui o perfil de todas as mortes registradas em Campinas Sumaré Veja aqui o perfil de todas as mortes registradas em Sumaré Indaiatuba Veja aqui o perfil de todas as mortes registradas em Indaiatuba Hortolândia Veja aqui o perfil de todas as mortes registradas em Hortolândia Americana Veja aqui o perfil de todas as mortes registradas em Americana Mogi Guaçu Veja aqui o perfil de todas as mortes registradas em Mogi Guaçu Paulínia Veja aqui o perfil de todas as mortes registradas em Paulínia Valinhos Veja aqui o perfil de todas as mortes registradas em Valinhos Mogi Mirim Veja aqui o perfil de todas as mortes registradas em Mogi Mirim Itapira Veja aqui o perfil de todas as mortes registradas em Itapira Águas de Lindoia 05/04: Homem, 78 anos, com comorbidade. Estava internado no HC da Unicamp. 06/06: Homem, 60 anos, com comorbidades. 16/06: Homem, 85 anos, com comorbidades. Estava no AME Campinas. 13/07: Homem, 54 anos. Estava no AME de Amparo. 29/07: Homem, 63 anos, com comorbidades. Estava internado em Campinas. 16/11: Mulher, 23 anos. 23/11: Homem, 52 anos. Estava internado em Amparo. 01/02/2021: Homem, 79 anos. 06/02: Homem, 84 anos. 14/02: Homem, 90 anos. 17/02: Mulher, 82 anos. Moradora do Lar São Camilo de Lélis. 19/02: Homem, 74 anos. Morador do Lar São Camilo Lélis. 03/03: Homem, 83 anos. Estava internado em Amparo. 04/03: Homem, 64 anos. Estava internado em Itapira. 04/03: Mulher, 85 anos. Moradora do Lar São Camilo de Lélis e que estava no hospital municipal. 17/03: Homem, 85 anos. Estava internado em São Paulo. 19/03: Mulher, 43 anos. 29/03*: Homem, 36 anos. *Data de divulgação do óbito. 04/04: Mulher, 56 anos. 04/04: Mulher, 58 anos. 10/04: Homem, 69 anos. 12/04: Mulher, 64 anos. Estava no AME Campinas. Amparo 05/04: Mulher, 71 anos, morreu em Valinhos, segundo a prefeitura. 22/05: Homem, 88 anos, com comorbidades, estava internado na Santa Casa Anna Cintra. 28/05: Homem, 84 anos. 30/05: Mulher, 74 anos. Estava internada na Beneficência Portuguesa. 31/05: Homem, 71 anos. 09/06: Homem, 48 anos, com comorbidades. Estava internado na Santa Casa Anna Cintra. 21/06: Homem, de 81 anos, estava internado na Santa Casa Anna Cintra. 28/06: Mulher, 60 anos, com comorbidades. Estava no HC de São Paulo. 04/07: Homem, 81 anos, com comorbidades. Estava internado na Santa Casa Anna Cintra. 05/07: Mulher, 59 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 15/07: Mulher, 76 anos, com comorbidades. Estava internada na Beneficência Portuguesa. 20/07: Mulher, 21 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 21/07: Homem, 64 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 23/07: Homem, 50 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 24/07: Mulher, 72 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 25/07: Mulher, 64 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 28/07: Mulher, 95 anos. Estava na Beneficência Portuguesa de Amparo. 29/07: Mulher, 79 anos. Estava no Hospital Vera Cruz, em Campinas. 01/08: Homem, 58 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 28/08: Homem, 74 anos. Estava no HC da Unicamp. 11/09: Homem, 41 anos, sem comorbidades. Estava na Beneficência Portuguesa. 15/09: Homem, 32 anos. Estava na Beneficência Portuguesa. 16/09: Mulher, 89 anos, com comorbidades. Estava na Beneficência Portuguesa. 21/09: Homem, 67 anos, com comorbidades. Estava internado em Valinhos. 25/09: Homem, 82 anos. Estava internado em Campinas (SP). 28/09: Homem, 78 anos. Estava na Beneficência Portuguesa. 29/09: Homem, 83 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 01/10: Homem, 65 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 14/10: Homem, 69 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 14/10: Homem, 62 anos, sem comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 11/11: Homem, 60 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 12/11: Homem, 62 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 27/11: Homem, 64 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 01/12: Mulher, 76 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 13/12: Homem, 67 anos, com comorbidades. Estava na Beneficência Portuguesa. 17/12: Mulher, 68 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 29/12: Homem, 80 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 30/12: Homem, 74 anos. 30/12: Homem, 84 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 02/01: Homem, 48 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 04/01: Homem, 84 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 06/01: Homem, 71 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 10/01: Mulher, 88 anos. Estava na Beneficência Portuguesa. 12/01/2021: Mulher, 94 anos, com comorbidades. Estava na Beneficência Portuguesa. 12/01: Homem, 72 anos. Estava internado em Valinhos. 13/01: Mulher, 86 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 14/01: Mulher, 78 anos, com comorbidades. Estava na Beneficência Portuguesa. 14/01: Homem, 86 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 15/01: Homem, 82 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 16/01: Homem, 79 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 16/01: Mulher, 52 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 20/01: Mulher, 90 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 20/01: Mulher, 78 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 20/01: Homem, 87 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 21/01: Mulher, 82 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 21/01: Mulher, 65 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 21/01: Mulher, 79 anos, sem comorbidades. 23/01: Mulher, 53 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 23/01: Mulher, 67 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 24/01: Mulher, 83 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 28/01: Mulher, 77 anos. Estava na Beneficência Portuguesa. 28/01: Homem, 82 anos. Estava na Beneficência Portuguesa. 30/01: Mulher, 75 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 30/01: Mulher, 80 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 31/01: Mulher, 79 anos. Estava na Beneficência Portuguesa. 31/01: Homem, 46 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 02/02: Mulher, 62 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 02/02: Mulher, 73 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra 04/02: Homem, 61 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 06/02: Homem, 78 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 06/02: Mulher, 92 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 06/02: Mulher, 72 anos. Estava na Beneficência Portuguesa. 08/02: Mulher, 80 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 10/02: Mulher, 81 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra.⠀ 10/02: Mulher, 75 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 10/02: Homem, 64 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 13/02: Mulher, 83 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 17/02: Mulher, 52 anos, com comorbidades. Estava na Beneficência Portuguesa. 17/02: Mulher, 62 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 23/02: Homem, 84 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 28/02: Homem, 29 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 05/03: Homem, 55 anos, com comorbidades. Estava internado em Campinas. 10/03: Homem, 72 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 12/03: Homem, 58 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 14/03: Mulher, 89 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 14/03: Homem, 71 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 15/03: Mulher, 68 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 15/03: Homem, 78 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 17/03: Homem, 64 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 18/03: Mulher, 85 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 20/03: Homem, 73 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 21/03: Homem, 78 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 21/03: Homem, 78 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 22/03: Mulher, 35 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 23/03: Mulher, 70 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 23/03: Homem, 51 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 26/03: Mulher, 74 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 26/03: Homem, 82 anos. Estava na Beneficência Portuguesa. 27/03: Mulher, 77 anos. estava no HC da Unicamp. 27/03: Mulher, 56 anos. Estava na Beneficência Portuguesa. 28/03: Mulher, 78 anos. Estava na Beneficência Portuguesa. 28/03: Homem, 46 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 28/03: Homem, 74 anos. Estava na Santa asa Anna Cintra. 31/03: Homem, 37 anos. Estava na Beneficência Portuguesa. 31/03: Homem, 56 anos. Estava na Beneficência Portuguesa. 31/03: Homem, 81 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 01/04: Mulher, 62 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 01/04: Homem, 64 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 02/04: Homem, 61 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 02/04: Homem, 73 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 02/04: Homem, 81 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 03/04: Homem, 73 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra 03/04: Homem, 87 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra 05/04: Homem, 65 anos. Estava na Beneficência Portuguesa. 05/04: Homem, 48 anos. Estava na Beneficência Portuguesa. 06/04: Homem, 72 anos. Estava na Beneficência Portuguesa. 09/04: Mulher, 61 anos. Estava na Beneficência Portuguesa. 09/04: Mulher, 82 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 10/04: Mulher, 35 anos. Estava na Beneficência Portuguesa. 12/04: Homem, 70 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. (ATUALIZAÇÃO: Amparo havia confirmado a morte de uma mulher de 60 anos em 9 de dezembro, mas removeu da lista. Segundo a prefeitura, a Vigilância Epidemiológica recebeu a confirmação por meio de boletim assinado por um médico, mas o exame de PCR feito na vítima descartou a presença do novo coronavírus) Vinhedo 07/04: Homem, 72 anos, sem comorbidades. Ficou internado na Santa Casa da cidade. 12/06: Homem, 77 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa. 13/06: Mulher, 76 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa. 15/06: Homem, 53 anos, sem comorbidades. Estava na Santa Casa. 18/06: Mulher, 92 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa. 20/06: Homem, 63 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa. 22/06: Mulher, 32 anos, com comorbidade. Estava no AME de Campinas. 22/06: Mulher, 82 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa. 23/06: Homem, 86 anos, sem comorbidades. Estava na Santa Casa. 23/06: Homem, 85 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa. 26/06: Mulher, 69 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa. 28/06: Homem, 53 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa. 12/07: Mulher, 88 anos, sem comorbidades. Estava na Santa Casa. 13/07: Mulher, 55 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa. 23/07: Homem, 87 anos, com comorbidades. 25/07: Homem, 44 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa. 24/07: Homem, 69 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa. 27/07: Homem, 76 anos, com comorbidades. Estava em hospital particular de Valinhos. 30/07: Homem, 50 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa. 03/08: Homem, 60 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa. 04/08: Mulher, 55 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa. 04/08: Homem, 83 anos, com comorbidades. Estava em hospital particular de Valinhos. 09/08: Mulher, 77 anos, sem comorbidades. Estava na Santa Casa. 10/08: Homem, 91 anos, sem comorbidades. Estava na Santa Casa. 12/08: Mulher, 67 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa. 12/08: Mulher, 99 anos, com comorbidades. Estava em hospital privado em Jundiaí (SP) 18/08: Homem, 87 anos, sem comorbidades. Estava na Santa Casa. 20/08: Homem, 48 anos, com comorbidades. Estava em hospital privado em Campinas. 20/08: Homem, 86 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa de Valinhos. 28/08: Mulher, 65 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa. 31/08: Homem, 75 anos, com comorbidades. Estava em hospital particular de Jundiaí (SP) 31/08: Homem, 43 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa. 05/09: Mulher, 63 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa. 11/09: Mulher, 68 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa. 14/09: Homem, 70 anos, com comorbidades. Estava na Santa. 19/09: Homem de 85 anos, com comorbidades. Estava em um hospital em São Paulo (SP). 02/10: Mulher, 76 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa. 23/10: Homem, 59 anos, com comorbidades. Estava internado em hospital de Jundiaí (SP). 09/11: Homem, 81 anos, com comorbidades. 09/11: Mulher, 92 anos, com comorbidades. 17/11: Mulher, 67 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa. 29/11: Mulher, 74 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa. 04/12: Mulher, 49 anos, com comorbidades. Estava internada em hospital de Jundiaí (SP). 04/12: Mulher, 36 anos, com comorbidades. 05/12: Mulher, 70 anos, como comorbidades. Estava em hospital de Campinas. 08/12: Mulher, 56 anos, com comorbidades. Estava internada na Santa Casa de Vinhedo. 29/12: Mulher, 83 anos, com comorbidades. Estava internada na Santa Casa de Vinhedo. 30/12: Mulher, 67 anos, com comorbidades. Estava internada em Jundiaí. 01/01/2021: Homem, 73 anos, sem comorbidades. Estava internado na Santa Casa de Vinhedo. 09/01: Homem, 58 anos, sem comorbidades. Estava internado na Santa Casa de Vinhedo. 10/01: Mulher, 85 anos, com comorbidades. Estava internado na Santa Casa de Vinhedo. 12/01: Mulher, 76 anos, com comorbidades. 16/01: Homem, 81 anos, com comorbidades. 22/01: Mulher, 88 anos, com comorbidades. Estava internada no Hospital Galileo. 23/01: Mulher, 76 anos, com comorbidades. 26/01: Mulher, 55 anos, sem comorbidades. Estava na Santa Casa de Vinhedo. 30/01: Homem, 65 anos, com comorbidades. Estava internado no Hospital Galileo. 04/02: Homem, 52 anos, sem comorbidades. Estava na Santa Casa de Vinhedo. 06/02: Mulher, 75 anos, com comorbidades. 08/02: Mulher, 56 anos, com comorbidades. 13/02: Mulher, 86 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa de Vinhedo. 14/02: Homem, 54 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa de Vinhedo. 17/02: Mulher, 86 anos, com comorbidades. Estava internada no Hospital Paulo Sacramento, em Jundiaí (SP). 19/02: Mulher, 67 anos, com comorbidades. 24/02: Mulher, 84 anos, com comorbidades. 03/03: Homem, 66 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa de Vinhedo. 03/03: Homem, 78 anos, com comorbidades. 05/03: Homem, 85 anos, com comorbidades. Estava internado em Campinas. 08/03: Homem, 71 anos, com comorbidades. 09/03: Mulher, 58 anos, com comorbidades. 11/03: Homem, 66 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa. 11/03: Homem, 68 anos, com comorbidades. 14/03: Homem, 37 anos, com comorbidades. 16/03: Mulher, 83 anos, com comorbidades. 18/03: Mulher, 82 anos, com comorbidades. 18/03: Mulher, 67 anos, com comorbidades. 21/03: Mulher, 64 anos, sem comorbidades. 22/03: Homem, 85 anos, com comorbidades. 23/03: Mulher, 63 anos, com comorbidades. 23/03: Mulher, 67 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa de Vinhedo. 24/03: Homem, 64 anos, sem comorbidades. 24/03: Mulher, 30 anos. Estava na UPA. 25/03: Homem, 74 anos, com comorbidades. 25/03: Homem, 33 anos, com comorbidades. 25/03: Homem, 53 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa de Vinhedo. 25/03: Mulher, 80 anos. Estava na Santa Casa. 27/03: Homem, 82 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa de Vinhedo. 27/03: Mulher, 91 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa de Vinhedo. 28/03: Homem, 68 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa de Vinhedo. 28/03: Mulher, 49 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa de Vinhedo. 29/03: Homem, 66 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa de Vinhedo. 31/03: Homem, 71 anos, sem comorbidade. Estava na Santa Casa de Vinhedo. 31/03: Mulher, 29 anos, sem comorbidades. Estava na Santa Casa de Vinhedo. 01/04: Homem, 65 anos, sem comorbidades. Estava internado em Jundiaí. 02/04: Homem, 72 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa de Vinhedo. 02/04: Homem, 82 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa de Vinhedo. 06/04: Mulher, 30 anos, sem comorbidades. Estava na Santa Casa de Vinhedo. 08/04: Homem, 62 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa de Vinhedo. 08/04: Homem, 53 anos, sem comorbidades. Estava na Santa Casa de Vinhedo. 09/04: Homem, 81 anos, sem comorbidades. Estava na Santa Casa de Vinhedo. 09/04: Homem, 40 anos, sem comorbidades. Estava na Santa Casa de Vinhedo. 09/04: Homem, 81 anos , sem comorbidades. Estava na Santa Casa de Vinhedo. 11/04: Homem, 86 anos, com comorbidades. Estava internado em Jundiaí. Louveira 26/04: Homem, 70 anos, tinha comorbidades. Estava internado no Hospital São Vicente. 30/04: Homem, 70 anos, tinha comorbidades. Estava internado no Hospital São Vicente. 04/06: Homem, 63 anos, tinha comorbidades. Estava internado em Jundiaí. 06/06: Mulher, 80 anos, tinha comorbidades. 11/06: Homem, 76 anos, tinha comorbidades. 13/06: Homem, 60 anos, com comorbidades. 29/06: Mulher, 71 anos. 29/06: Mulher, 83 anos. 29/06: Homem, 61 anos. 30/06: Homem, 50 anos. 02/07: Homem, 51 anos. 03/07: Homem, 54 anos. 10/07: Homem, 87 anos 13/07: Homem, 54 anos. 13/07: Homem, 75 anos. 13/07: Mulher, 38 anos, com comorbidades. 21/07: Mulher, 84 anos. 07/08: Homem, 48 anos, com comorbidades. 12/08: Homem, 47 anos, com comorbidades. 16/08: Homem, 60 anos, com comorbidades. 17/08: Homem, 64 anos, com comorbidades. 22/08: Homem, 64 anos, com comorbidades. 01/09: Homem, 69 anos, com comorbidades. 11/09: Homem, 81 anos, com comorbidades. 12/09: Mulher, 67 anos, com comorbidades. 05/11: Homem, 65 anos, com comorbidades. 11/12: Homem, 89 anos, com comorbidades. 25/12: Homem, 54 anos. 07/01: Mulher, 73 anos. 13/02: Homem, 70 anos, com comorbidades. 21/03: Mulher, 66 anos. 22/03: Homem, 80 anos. 23/03: Homem, 51 anos. 24/03: Homem, 72 anos. 29/03: Homem, 75 anos, com comorbidade. 29/03: Homem, 55 anos, com comorbidade. 29/03: Homem, 33 anos, sem comorbidades. 30/03: Mulher, 56 anos, com comorbidade. 30/03: Homem, 65 anos, com comorbidade. 02/04: Homem, 65 anos, com comorbidade. 04/04: Homem, 59 anos, com comorbidade. 05/04: Mulher, 29 anos, sem comorbidades. 05/04: Mulher, 68 anos, com comorbidade. 06/04: Mulher, 71 anos, com comorbidade. 07/04: Mulher, 75 anos, com comorbidade. 08/04: Homem, 78 anos, com comorbidade. 09/04: Mulher, 74 anos, com comorbidade. 09/04: Mulher, 57 anos, com comorbidade. 09/04: Homem, 76 anpos, com comorbidade. 10/04: Mulher, 73 anos, com comorbidade. 12/04: Mulher, 52 anos, com comorbidade. 14/04: Mulher, 54 anos, sem comorbidade. Monte Mor 25/04: Homem, 69 anos, estava internado no Hospital Estadual de Sumaré. 28/04: Mulher, 78 anos, estava internada no Hospital Regional de Sumaré. 30/05: Homem, 76 anos, estava internado na UPA Jardim Amanda, em Hortolândia. 05/06: Homem, 62 anos, estava internado no Haoc, em Indaiatuba. 08/06: Homem, 46 anos, estava internado no AME de Campinas. 08/06: Mulher, 63 anos, estava internada em São Paulo. 13/06: Homem, 84 anos, estava internado no AME de Campinas. 18/06: Homem, 56 anos, estava internado em Campinas. 20/06: Homem, 54 anos, estava internado em hospital particular de Campinas. 21/06: Homem, 64 anos, estava no AME Campinas. 21/06: Homem, 93 anos, estava em hospital particular de Indaiatuba. 21/06: Mulher, 70 anos. A prefeitura não informou outros detalhes. 26/06: Homem, 35 anos, estava no Hospital Estadual de Sumaré. 29/06: Mulher, 88 anos, com comorbidades. 30/06: Homem, 55 anos, com comorbidades. Morreu em casa. 01/07: Homem, 60 anos, estava em Amparo. 02/07: Mulher, 47 anos, estava no Hospital Municipal Ouro Verde. 06/07: Homem, 43 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Regional de Sumaré. 15/07: Mulher, 57 anos, com comorbidades. 15/07: Homem, 46 anos, sem comorbidades. 20/07: Homem, 68 anos, com comorbidades. 21/07: Mulher, 43 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Regional de Sumaré. 21/07: Mulher, de 43 anos, com comorbidades. 24/07: Mulher, 15 anos, como comorbidades. 26/07: Homem, de 48 anos, com obesidade. Estava no AME Campinas. 26/07: Mulher, 64 anos, com comorbidades. Estava no AME Campinas 28/07: Mulher, 64 anos, com comorbidades. 06/08: Homem, 70 anos. 08/08: Mulher, 71 anos. 12/08: Homem, 66 anos, com comorbidades. Estava no Hospital das Clínicas de São Paulo. 16/08: Mulher, 52 anos. 16/08: Homem, 52 anos. Estava no Hospital Santa Ignês. 19/08: Homem, 70 anos. Estava no Hospital regional de Osasco. 21/08: Mulher, 94 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Beneficente Sagrado Coração de Jesus. 28/08: Homem, 83 anos, com comorbidades. Estava no HC da Unicamp. 05/09: Mulher, 68 anos. Estava internada no Hospital de Santo Antônio do Pinhal. 10/09: Mulher, 73 anos. Estava no Hospital de Campanha do Ibirapuera. 27/09: Mulher, 61 anos. Estava internada no Hospital Municipal Ouro Verde. 01/10: Mulher, 94 anos. Estava no Hospital Emílio Ribas, em São Paulo. 08/10: Mulher, 37 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Regional de Sumaré. 14/10: Homem, 77 anos. Estava no Hospital Beneficente Sagrado Coração de Jesus. 26/10: Homem, 77 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Ignês, em Indaiatuba. 01/11: Mulher, 70 anos. 10/11: Homem, 71 anos. 14/12: Mulher, 72 anos, com comorbidades. 20/12: Mulher, 80 anos. Estava internada no Centro Médico de Campinas. 25/12: Homem, 71 anos. Estava no Hospital Beneficente Sagrado Coração de Jesus. 26/12: Homem, 68 anos. 28/12: Homem, 70 anos, com comorbidades. 01/01/2021: Homem, 56 anos. 17/01: Homem, 66 anos, sem comorbidades. 22/01: Mulher, 53 anos, com comorbidades. 26/01: Mulher, 79 anos. 29/01: Homem, 64 anos, com comorbidades. 29/01: Mulher, 78 anos, com comorbidades. 03/02: Homem, 78 anos, com comorbidades. 04/02: Homem, 62 anos, sem comorbidades. 10/02: Homem, 65 anos. 12/02: Mulher, 38 anos, sem comorbidades. 18/02: Mulher, 75 anos, sem comorbidades. 19/02: Homem, 78 anos, sem comorbidades. 20/02: Homem, 69 anos, com comorbidade. 26/02: Homem, 75 anos, sem comorbidade. 28/02: Homem, 42 anos, sem comorbidades. 01/03: Mulher, 70 anos, com comorbidade. 02/03: Mulher, 67 anos, sem comorbidades. 05/03: Mulher, 30 anos, sem comorbidades. 28/02: Mulher, 37 anos, sem comorbidades. 06/03: Mulher, 30 anos, sem comorbidades. 06/03: Homem, 77 anos, sem comorbidades. 07/03: Homem, 58 anos, sem comorbidades. 07/03: Homem, 86 anos, sem comorbidades. 07/03: Homem, 63 anos, sem comorbidade. 08/03: Homem, 60 anos, sem comorbidades. 09/03: Homem, 74 anos, sem comorbidades. 09/03: Mulher, 73 anos, sem comorbidades. 10/03: Homem, 60 anos, sem comorbidades. 12/03: Mulher, 87 anos, sem comorbidade. 14/03: Mulher, 56 anos, sem comorbidade. 16/03: Homem, 61 anos, sem comorbidades. 17/03: Homem, 81 anos, sem comorbidades. 17/03: Mulher, 65 anos, sem comorbidade. 18/03: Homem, 67 anos, sem comorbidades. 18/03: Mulher, 68 anos, sem comorbidade. 19/03: Homem, 58 anos, sem comorbidade. 21/03: Homem, 84 anos, sem comorbidade. 22/03: Homem, 74 anos, sem comorbidade. 22/03: Mulher, 55 anos, sem comorbidade. 22/03: Mulher, 85 anos, sem comorbidade. 22/03: Homem, 66 anos, sem comorbidade. 23/03: Homem, 56 anos, sem comorbidade. 23/03: Homem, 78 anos, sem comorbidade. 23/03: Homem, 47 anos, sem comorbidade. 24/03: Homem, 65 anos, sem comorbidade. 26/03: Mulher, 69 anos, sem comorbidade. 27/03: Homem, 61 anos, sem comorbidade. 28/03: Homem, 57 anos, sem comorbidade. 30/03: Mulher, 70 anos, sem comorbidades. 31/03: Homem, 76 anos, sem comorbidade. 03/04: Homem, 37 anos, sem comorbidades. 04/04: Homem, 67 anos, com comorbidade. 05/04: Homem, 39 anos. 06/04: Homem, 64 anos, com comorbidades. 07/04: Homem, 59 anos, com comorbidade. 10/04: Mulher, 63 anos com comorbidades. 10/04: Mulher, 60 anos, com comorbidades. 11/04: Mulher, 66 anos, com comorbidades. 11/04: Homem, 77 anos, com comorbidade. 12/04: Homem, 22 anos, sem comorbidades. 13/04: Mulher, 91 anos, com comorbidades. 14/04: Homem, 54 anos, sem comorbidades. Santo Antônio do Jardim 18/05: Mulher, 74 anos, com comorbidades. 05/06: Mulher, 67 anos, com comorbidades. 16/10: Homem, 82 anos, com comorbidades. 04/03/2021: Homem, 81 anos, com comorbidades. 10/03: Mulher, 74 anos, sem comorbidade. 21/03: Mulher, 87 anos, sem comorbidades. 25/03: Mulher, 57 anos, com comorbidades. 29/03: Mulher, 54 anos, sem comorbidades. 02/04: Mulher, 55 anos, com comorbidades. 09/04: Mulher, 72 anos, sem informações sobre comorbidades 12/04: Homem, 63 anos, sem informação sobre comorbidades 12/04: Mulher, 45 anos, sem comorbidades. Espírito Santo do Pinhal 22/05: Mulher, 25 anos, tinha comorbidades. 08/06: Homem, 48 anos, tinha comorbidades. 17/06: Homem, 73 anos, não tinha comorbidades. 24/06: Mulher, 61 anos, com comorbidades. 19/07: Homem, 72 anos, com comorbidades. 01/08: Mulher, 87 anos, com comorbidades. 02/08: Homem, 33 anos, com comorbidades. 05/08: Homem, 72 anos, com comorbidades. 06/08: Mulher, 77 anos, com comorbidades. 06/08: Mulher, 70 anos, com comorbidades. 08/08: Homem, 71 anos, com comorbidades. 15/08: Homem, 60 anos, com comorbidades. 17/08: Homem, 71 anos, sem comorbidades. 18/08: Mulher, 74 anos, sem comorbidades. 18/08: Homem, 64 anos. 22/08: Homem, 21 anos. 01/09: Homem, 70 anos, com comorbidades. 01/09: Mulher, 79 anos. 05/09: Homem, 65 anos, com comorbidades. 21/09: Homem, 85 anos, com comorbidades. 24/09: Mulher, 81 anos, com comorbidades. 29/09: Mulher, 73 anos, sem comorbidades. 24/12: Mulher, 75 anos, com comorbidades. 26/12: Homem, 68 anos, com comorbidades. 01/01/2021: Homem, 72 anos, com comorbidade. 03/01: Homem, 56 anos, com comorbidade. 11/01: Mulher, 88 anos, com comorbidades. 14/01: Homem, 90 anos, sem comorbidades. 15/01: Mulher, 82 anos, com comorbidades. 18/01: Homem, 74 anos, com comorbidades. 22/01: Homem, 82 anos, sem comorbidades. 22/01: Homem, 88 anos, com comorbidades. 27/01: Homem, 79 anos, com comorbidades. 28/01: Homem, 71 anos, com comorbidades. 30/01: Homem, 65 anos, sem comorbidades. 03/02: Homem, 64 anos, com comorbidades. 05/02: Homem, 79 anos, com comorbidade 09/02: Mulher, 50 anos, com comorbidades. 09/02: Mulher, 61 anos, com comorbidades. 09/02: Mulher, 61 anos, com comorbidade. 11/02: Mulher, 70 anos, com comorbidades. 12/02: Mulher, 84 anos. 18/02: Mulher de 62 anos, com comorbidades. 19/02: Mulher, 55 anos, com comorbidades. 15/02: Homem, 55 anos, com comorbidade. 20/02: Mulher, 49 anos, sem comorbidade. 24/02: Homem, 53 anos, com comorbidade. 26/02: Homem, 7 anos. 27/02: Homem, 56 anos. 28/02: Homem, 74 anos, com comorbidade. 03/03: Homem, 89 anos, com comorbidade. 04/03: Mulher, 81 anos, com comorbidade. 06/03: Homem, 63 anos, com comorbidade. 10/03: Mulher, 71 anos. 15/03: Homem, 72 anos. 16/03: Homem, 80 anos. 18/03: Mulher, 64 anos. 21/03: Mulher, 80 anos. Estava em Poços de Caldas (MG). 22/03: Homem, 66 anos. Estava em Poços de Caldas (MG). 23/03: Homem, 45 anos. 23/03: Homem, 45 anos. 25/03: Mulher, 84 anos. 25/03: Homem, 83 anos. 27/03: Homem, 69 anos. 01/04: Mulher, 72 anos. 01/04: Mulher, 63 anos. 01/04: Mulher, 63 anos. 02/04: Mulher, 57 anos 04/04: Mulher, 63 anos. 08/04: Homem, 60 anos. 13/04: Homem, 30 anos. Socorro 19/05: Mulher, 83 anos. 26/05: Homem, 77 anos. 01/06: Homem, 73 anos. 22/06: Homem, 55 anos. 29/06: Mulher, 83 anos. Estava internada em São Paulo. 02/07: Homem, 81 anos, sem comorbidades. 05/08: Mulher, 36 anos, com comorbidades. 17/08: Mulher, 83 anos. 25/08: Homem, 68 anos, com comorbidades. 02/09: Homem, 68 anos, com comorbidades. 07/11: Mulher, 79 anos, sem comorbidades. 13/11: Mulher, 95 anos, com comorbidades. 23/12: Homem, 82 anos, com comorbidade. 25/12: Homem, 66 anos, com comorbidades. 03/01/2021: Mulher, 65 anos, sem comorbidades. 06/01: Mulher, 75 anos, com comorbidades. 09/01: Mulher, 84 anos, com comorbidades. 17/01: Homem, 64 anos, com comorbidade. 27/01: Homem, 60 anos, com comorbidades. 09/02: Mulher, 101 anos. Estava internada em Bragança Paulista. 16/02: Mulher, 74 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa de Bragança Paulista. 20/02: Homem, 67 anos, com comorbidades. 24/02: Mulher, 65 anos, com comorbidades. 25/02: Homem, 52 anos, com comorbidades. 11/03: Homem, 57 anos, sem comorbidades. 11/03: Homem, 92 anos, com comorbidades. 17/03: Mulher, 71 anos, com comorbidades. 24/03: Mulher, 47 anos, com comorbidades. 24/03: Homem, 71 anos, com comorbidade. 27/03: Mulher, 60 anos, sem comorbidades. 31/03: Mulher, 47 anos, sem comorbidades. 31/03: Homem, 77 anos. Estava internado no Hospital Albert Sabin, em Atibaia. 01/04: Homem, 75 anos, com comorbidades. 05/04: Homem, 86 anos, sem comorbidades. Estava em isolamento domiciliar. 07/04: Homem, 89 anos, sem comorbidades. 11/04: Mulher, 40 anos. Estava na Santa Casa de Bragança Paulista. Jaguariúna 17/05: Homem, 74 anos, com comorbidades. 29/05: Homem, 62 anos, sem comorbidades. 29/05: Homem, 40 anos, com comorbidades. 04/06: Homem, 63 anos, com comorbidades. 08/06: Homem, 80 anos, com comorbidades. 09/06: Mulher, 69 anos, com comorbidades. 16/06: Homem, 48 anos, sem comorbidades. 16/06: Homem 75 anos, com comorbidades. 05/07: Homem, 83 anos, com comorbidades. 07/07: Mulher, 64 anos, com comorbidades. 15/07: Mulher, de 56 anos, com comorbidades. 19/07: Mulher, 90 anos, com comorbidades. 22/07: Homem, 82 anos, com comorbidades. 07/08: Mulher, 85 anos, com comorbidades. 08/08: Homem, 77 anos, com comorbidades. 10/08: Homem, 72 anos, com comorbidades. 16/08: Homem, 65 anos, com comorbidades. 20/08: Homem, 79 anos, com comorbidades. 01/09: Homem de 44 anos, com comorbidades. Estava internado no HC da Unicamp; 02/09: Mulher, 79 anos, com comorbidades. 04/09: Homem de 86 anos, com comorbidades. Estava internado no Hospital Walter Ferrari 05/09: Mulher, 66 anos, com comorbidades. Estava na Casa de Saúde de Campinas. 05/09: Homem, 71 anos, com comorbidades. Estava na Casa de Saúde de Campinas. 09/09: Mulher, 76 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal. 17/09: Mulher, 83 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal. 22/09: Homem, 64 anos, sem comorbidade. Estava no Hospital de Jundiaí (SP). 01/10: Homem, 55 anos, com comorbidades. Estava na Casa de Saúde de Campinas. 03/10: Mulher, 78 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal. 13/10: Homem, 68 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal. 07/11: Homem, 75 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Walter Ferrari. 28/11: Homem, 54 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Walter Ferrari. 02/12: Homem, 65 anos, com comorbidades. Estava internado em Campinas. 19/12: Mulher, 87 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari. 21/12: Mulher, 88 anos, com comorbidades. Estava no Centro Médico de Campinas. 22/12: Mulher, 63 anos, sem comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari. 23/12: Mulher, 60 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari. 14/01: Homem, 57 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari. 14/01: Mulher, 81 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari. 17/01: Homem, 67 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari. 18/01: Homem, 72 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari. 18/01: Homem, 58 anos, com comorbidades. Estava no HC da Unicamp. 29/01: Mulher, 79 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Dr. Mário Gatti. 02/02: Homem, 66 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Renascença. 03/02: Homem, 71 anos, com comorbidades. Estava no Centro Médico, em Campinas. 05/02: Mulher, 63 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari. 05/02: Mulher, 66 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari 08/02: Homem, 92 anos. 16/02: Mulher, 62 anos, com comorbidades. 17/02: Mulher, 59 anos, com comorbidades. 19/02: Homem, 69 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari . 20/02: Mulher, 73 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari. 20/02: Mulher, 96 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari. 04/03: Mulher, 59 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari. 06/03: Homem, 81 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari. 07/03: Homem, 73 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari. 10/03: Homem, 85 anos, com comorbidades. Estava no hospital Walter Ferrari. 11/03: Homem, 70 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Walter Ferrari. 14/03: Homem, 77 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Walter Ferrari. 14/03: Homem, 82 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Walter Ferrari. 16/03: Homem, 67 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Walter Ferrari. 17/03: Homem, 81 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Walter Ferrari. 17/03: Mulher, 67 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Walter Ferrari. 17/03: Homem, 70 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Walter Ferrari. 19/03: Mulher, 71 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Walter Ferrari. 19/03: Homem, 63 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Walter Ferrari. 19/03: Mulher, 78 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Walter Ferrari. 19/03: Homem, 66 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Walter Ferrari. 20/03: Mulher, 65 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Walter Ferrari. 20/03: Homem, 69 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Walter Ferrari. 20/03: Mulher, 80 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Walter Ferrari. 20/03: Homem, 31 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Walter Ferrari. 20/03: Homem, 79 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Walter Ferrari. 20/03: Mulher, 81 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Samaritano, em Campinas. 21/03: Homem, 84 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Samaritano, em Campinas. 22/03: Homem, 76 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari. 22/03: Homem, 79 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari. 23/03: Homem, 40 anos, sem comorbidades. Estava no Hospital Walter Ferrari. 23/03: Mulher, 80 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Walter Ferrari. 23/03: Mulher, 68 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari. 25/03: Mulher, 62 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Walter Ferrari. 26/03: Mulher, 74 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari. 27/03: Mulher, 87 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari. 28/03: Homem, 51 anos, sem comorbidades. Estava no Hospital Walter Ferrari. 29/03: Homem 61 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Walter Ferrari. 29/03: Homem, 43 anos, sem comorbidades. Estava no Hospital Walter Ferrari. 29/03: Homem, 65 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari. 29/03: Homem, 65 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari. 30/03: Mulher, 73 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari. 30/03: Mulher, 74 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari. 31/03: Mulher, 81 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari. 03/04: Homem, 38 anos, sem comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari. 05/04: Homem, 91 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari. 05/04: Mulher, 31 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari. 07/04: Homem, 61 anos sem comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari. 07/04: Homem, 61 anos, com comorbidade. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari. 10/04: Homem, 62 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari. 12/04: Homem, 66 anos, com comorbidades. 12/04: Homem, 76 anos, com comorbidades. 12/04: Mulher, 69 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari. 12/04: Mulher, 64 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Walter Ferrari. Artur Nogueira 30/05: Homem, 96 anos, com comorbidades. Estava internado no HC da Unicamp. 23/06: Homem, 70 anos, com comorbidades. Estava internado no HC da Unicamp. 21/07: Homem, 68 anos, com comorbidades. Estava na Casa de Saúde de Campinas. 22/07: Mulher, 86 anos, com histórico de comorbidades. 24/07: Homem, 65 anos, sem comorbidades. Estava em hospital da cidade. 24/07: Mulher, 63 anos, sem comorbidades. Estava na Santa Casa de Limeira (SP). 25/07: Homem, 80 anos, com histórico de comorbidades. Estava internado no AME-Campinas. 06/08: Mulher, 58 anos, com comorbidades. Estava em hospital da cidade. 14/08: Homem, 41 anos, com comorbidades. Estava internado no Hospital Samaritano de Campinas. 14/08: Homem, 88 anos, sem comorbidades. Estava em hospital da cidade. 18/08: Mulher, 71 anos, sem comorbidades. Estava em hospital da cidade. 19/08: Mulher, 76 anos, com comorbidades. Estava no Hospital de São José dos Pinhais. 20/08: Homem, 72 anos, com comorbidade. Estava em hospital particular. 21/08: Homem, 61 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Ouro Verde, em Campinas. 10/09: Homem, 78 anos, com comorbidades. Estava no HC da Unicamp. 13/09: Homem, 81 anos, sem comorbidade. Estava no Hospital Sociedade Operária Humanitária de Limeira. 22/09: Mulher, 70 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Emílio Ribas (SP) 28/09: Homem, 83 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Emílio Ribas (SP). 25/09: Mulher, 59 anos, com comorbidades. Estava em hospital de Espirito Santo do Pinhal. 29/09: Mulher, 58 anos, com comorbidades. Estava no Caism, da Unicamp. 28/09: Mulher, 75 anos, com comorbidades. Estava no Mario Covas, em Santo André (SP). 04/10: Mulher, 64 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Regional de Osasco (SP). 16/10: Mulher, 82 anos, sem comorbidades. Estava no Hospital das Clínicas de SP. 18/10: Homem, 68 anos, sem comorbidades. Estava no Incor (SP). 23/10: Mulher, 69 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Mário Covas, em Santo André. 25/10: Mulher, 64 anos, com comorbidades. Estava internada em Americana. 06/11: Mulher, 80 anos, com comorbidades. Estava no HC em São Paulo. 10/11: Mulher, 66 anos, com comorbidades.. Estava em hospital de Amparo. 29/11: Homem, 68 anos, com comorbidades. Estava em hospital da cidade. 02/12: Mulher, 70 anos, sem comorbidades. Estava em hospital de Jaguariúna. 03/12: Homem, 46 anos, com comorbidades. 04/12: Mulher, 91 anos, com comorbidades. Estava em hospital da cidade. 08/12: Homem, 86 anos, sem comorbidades. Estava em hospital da cidade. 10/12: Homem, 58 anos, com comorbidades. Estava internado em hospital particular. 12/12: Mulher, 38 anos, com comorbidades. 15/12: Mulher, 95 anos, sem comorbidades. Estava no Hospital Bom Samaritano. 27/12: Homem, 42 anos, com comorbidades. Estava no HC da Unicamp. 05/01/2021: Mulher, 71 anos, com comorbidades. Estava na hospital da cidade. 14/01: Homem, 58 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Beneficência Portuguesa em Campinas. 17/01: Homem, 79 anos, com comorbidades. Estava no hospital da cidade. 18/01: Homem, 43 anos, sem comorbidade. 19/01: Mulher, 72 anos, com comorbidades. Estava no hospital da cidade. 30/01: Homem, 41 anos, com comorbidades. Estava no hospital da cidade. 01/02: Mulher, 85 anos, com comorbidades. Estava no hospital da cidade. 07/02: Mulher, 71 anos, sem comorbidades. 16/02: Homem, 67 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Renaissance de Goiânia (GO). 18/02: Homem, 44 anos, sem comorbidades. Estava no hospital da cidade. 25/02: Mulher, 78 anos, com comorbidade. Estava no hospital da cidade. 28/02: Mulher, 23 anos, sem comorbidade. Estava no HC da Unicamp, em Campinas. 07/03: Homem, 93 anos, sem comorbidades. Estava no hospital da cidade. 08/03: Homem, 31 anos, com comorbidade. 10/03: Mulher, 75 anos, com comorbidades. 15/03: Mulher, 50 anos, sem comorbidades. 15/03: Mulher, 85 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Madre Theodora, em Campinas. 16/03: Mulher, 46 anos, sem comorbidades. 19/03: Mulher, 42 anos, sem comorbidades. Estava no hospital da cidade. 19/03: Mulher, 68 anos, com comorbidades. Estava no hospital da cidade. 19/03: Homem, 48 anos, sem comorbidades. Estava no hospital da cidade. 21/03: Mulher, 68 anos, sem comorbidade. 22/03: Homem, 58 anos, com comorbidades. 22/03: Homem, 51 anos, sem comorbidade. 25/03: Homem, 56 anos, sem comorbidades. Estava no hospital da cidade. 25/03: Mulher, 68 anos, sem comorbidades. Estava no hospital da cidade. 25/03: Homem, 63 anos, sem comorbidades. Estava no hospital da cidade. 25/03: Homem, 66 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Unimed de Limeira. 28/03: Mulher, 62 anos, sem comorbidades. Estava no hospital da cidade. 28/03: Homem, 55 anos, sem comorbidades. Estava no hospital da cidade. 29/03: Homem, 73 anos, sem comorbidades. Estava no hospital da cidade. 29/03: Homem, 58 anos, com comorbidade. Estava no hospital da cidade. 30/03: Homem, 35 anos, sem comorbidades. Estava no hospital da cidade. 31/03: Homem, 82 anos, sem comorbidades. Estava no AME de Campinas. 02/04: Mulher, 51 anos, sem comorbidades. Estava no hospital da cidade. 03/04: Mulher, 61 anos, sem comorbidade. Estava no hospital da cidade. 04/04: Homem, 93 anos, com comorbidades. Estava no Centro Médico de Campinas. 06/04: Homem, 57 anos, sem comorbidades. Estava no hospital da cidade. 06/04: Mulher, 77 anos, com comorbidades. Estava no hospital da cidade. 06/04: Mulher, 68 anos, sem comorbidades. Estava no Hospital Celso Pierro, em Campinas. 07/04: Mulher, 70 anos, sem comorbidades. Estava no hospital da cidade. 08/04: Mulher, 71 anos, com comorbidade. Estava no hospital da cidade. 09/04: Homem, 71 anos, com comorbidade. Estava no hospital da cidade. 12/04: Homem, 63 anos, sem comorbidade. Estava no hospital da cidade. 14/04: Homem, 62 anos, com comorbidades. Estava no hospital da cidade. Morungaba 01/06: Homem, 75 anos. 03/06: Homem, 45 anos, com comorbidades. 25/08: Homem, 69 anos, sem comorbidades. 31/08: Homem, 67 anos, com comorbidade. 15/12: Homem, 85 anos, com comorbidades. Estava internado em Jundiaí. 31/01/2021: Mulher, 85 anos. 31/01: Homem, 73 anos. 15/02: Homem, 80 anos. Estava no Hospital Vera Cruz, em Campinas. 12/02: Homem, 56 anos, com comorbidades. 27/02: Mulher, 71 anos. 28/02: Mulher, 52 anos. 03/03: Mulher, 87 anos. 21/03: Homem, 46 anos. 22/03: Homem, 52 anos. 23/03: Mulher, 96 anos. 30/03: Homem, 41 anos. 01/04: Mulher, 52 anos. 02/04: Homem, 80 anos. 02/04: Homem, 71 anos. 02/04: Mulher, 70 anos. Estiva Gerbi 07/06: Homem, 59 anos, com comorbidades. Estava internado no Hospital Municipal de Mogi Guaçu. 02/07: Homem, 31 anos, era hipertenso, diabético, obeso e asmático. 11/07: Mulher, 40 anos, com comorbidades. 15/07: Mulher, 89 anos, sem comorbidades. 25/08: Homem, 82 anos, com comorbidades. Estava internado. 18/11: Mulher, 69 anos, com comorbidades. Estava internada em Mogi Guaçu. 15/12: Mulher, 57 anos, com comorbidades. 15/12: Homem, 63 anos, sem comorbidade. 04/02/2021: Homem, 83 anos. 09/02: Homem, de 85 anos, com comorbidade. 15/02: Mulher, 84 anos. 23/02: Homem, 27 anos, com comorbidade. 07/03: Homem, 50 anos. 08/03: Homem, 64 anos. 31/03: Homem, 25 anos. 02/04: Homem, 37 anos. 08/04: Mulher, 41 anos. Pinhalzinho 17/06: Homem, 81 anos, com comorbidades. 26/06: Homem, 49 anos. 02/07: Homem, 68 anos, tinha comorbidades e era fumante. 01/08: Mulher, 80 anos. 29/08: Homem de 91 anos, com comorbidades. 04/01: Homem, 91 anos, sem comorbidade. 13/01: Mulher, 68 anos. 30/01: Mulher, 83 anos, com comorbidades. 15/02: Homem, 85 anos. 28/02: Homem, 73 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa de Bragança Paulista.. 02/03: Mulher, 86 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa de Bragança Paulista. 08/03: Homem, 65 anos, sem comorbidades. 13/03: Homem, 54 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Bragantino. 15/03: Homem, 46 anos, sem comorbidades. Estava no Hospital Bragantino. 20/03: Homem, 78 anos. 23/03: Homem, 35 anos. 31/03: Mulher, 83 anos. 06/04*: Mulher, 79 anos. 07/04*: Homem, 82 anos. 08/04*: Mulher, 76 anos. Pedreira 06/07: Mulher, 62 anos, com comorbidades. 11/07: Homem, 81 anos, com comorbidades. Estava internado em Amparo. 26/07: Mulher, 63 anos, com comorbidades. Estava internada na capital. 06/08: Mulher, 86 anos, com comorbidades. Estava internada em hospital de Pedreira. 14/08: Homem, 28 anos, com comorbidades. Estava internado em Amparo. 16/08: Mulher, 80 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Humberto Piva. 25/08: Homem, 62 anos, com comorbidades. Estava internado em Campinas. 03/10: Mulher, 75 anos, com comorbidades. 09/10: Homem, 78 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Humberto Piva. 01/12: Homem, 50 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa de Amparo. 02/12: Homem, 55 anos, com comorbidades. Estava no Hospital de Pedreira. 04/12: Mulher, 82 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Municipal Humberto Piva. 08/12: Homem, 87 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Humberto Piva. 11/12: Mulher, 45 anos, com comorbidades. Estava no Hospital de Pedreira. 13/12: Homem, 81 anos, com comorbidades. 22/12: Homem, 67 anos, com comorbidades. Estava no Hospital de Pedreira. 25/12: Homem, 54 anos, com comorbidades. Estava no Hospital de Pedreira. 26/12: Homem, 58 anos, sem comorbidades. Estava internado em Campinas. 28/12: Mulher, 78 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Humberto Piva. 01/01/2021: Mulher, 75 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Humberto Piva. 08/01: Mulher, 90 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Humberto Piva. 13/01: Homem, 60 anos, com comorbidades. Estava no Hospital de Pedreira. 25/01: Homem, 78 anos, com comorbidades. Estava no Hospital de Pedreira. 25/01: Mulher, 57 anos, com comorbidades. Estava no Hospital de Pedreira. 05/02: Homem, 58 anos, sem comorbidades. 06/02: Mulher, 67 anos, com comorbidades. 06/02: Homem, 58 anos, com comorbidades. 09/02: Homem, 82 anos, com comorbidades. 20/02: Mulher, 84 anos, estava no Hospital Vera Cruz, em Campinas. 21/02: Mulher, 71 anos, com comorbidades. 21/02: Mulher, 58 anos, com comorbidades. Estava internada na Santa Casa Anna Cintra de Amparo. 23/02: Homem, 72 anos, com comorbidades. 24/02: Mulher, 46 anos, com comorbidades. 28/02: Mulher, 68 anos, com comorbidades. 28/02: Homem, 56 anos, sem comorbidades. 03/03: Homem, 57 anos, com comorbidades. 04/03: Homem, 74 anos, com comorbidades. 05/03: Homem, 89 anos, com comorbidades. 07/03: Mulher, 53 anos, com comorbidades. Estava internada em Amparo. 07/03: Homem, 35 anos, com comorbidades. 07/03: Homem, 73 anos, com comorbidades. 14/03: Homem, 78 anos, com comorbidades. 15/03: Homem, 26 anos, com comorbidades. 16/03: Mulher, 82 anos, com comorbidades. Estava internada no Hospital Humberto Piva. 16/03: Homem, 75 anos, com comorbidades. 16/03: Homem, 65 anos, com comorbidades. 17/03: Mulher, 36 anos, com comorbidades. 18/03: Mulher, 71 anos, com comorbidades. 19/03: Homem, 74 anos, com comorbidades. Estava internado em Amparo. 20/03: Homem, 59 anos, com comorbidades. 20/03: Homem, 66 anos, com comorbidades. Estava internado no Hospital Humberto Piva. 20/03: Mulher, 85 anos, com comorbidades. Estava internada no Hospital Humberto Piva. 21/03: Mulher, 70 anos, com comorbidades. 21/03: Homem, 88 anos, com comorbidades. Estava internado no Hospital Humberto Piva. 22/03: Homem, 43 anos, sem comorbidades. Estava internado em Amparo. 24/03: Homem, 60 anos, com comorbidades. Estava internado no Hospital Humberto Piva. 27/03: Homem, 83 anos, com comorbidades. 28/03: Mulher, 66 anos, com comorbidades. 29/03: Homem, 45 anos, com comorbidades. 29/03: Mulher, 68 anos, com comorbidades. 29/03: Mulher, 68 anos, com comorbidades. 31/03: Mulher, 34 anos, sem comorbidades. 01/04: Mulher, 38 anos, com comorbidades. 03/04: Homem, 60 anos, sem comorbidades. Estava internado no Hospital Humberto Piva. 05/04: Mulher, 55 anos, com comorbidades. 05/04: Mulher, 81 anos, com comorbidades. Estava internada no Hospital Humberto Piva. 06/04: Mulher, 71 anos, com comorbidades. 06/04: Homem, 69 anos, com comorbidades. Estava internado em Amparo. 06/04: Homem, 53 anos, sem comorbidades. Estava internado no Hospital Humberto Piva. 06/04: Homem, 56 anos, sem comorbidades. Estava internado no Hospital Humberto Piva. 06/04: Mulher, 51 anos, sem comorbidades. 07/04: Mulher, 41 anos, sem comorbidades. Estava internada em Amparo. 08/04: Homem, 66 anos, sem comorbidades. 09/04: Mulher, 72 anos, sem comorbidades. 09/04: Mulher, 50 anos, com comorbidades. Estava internado no Hospital Humberto Piva. 12/04: Mulher, 43 anos, com comorbidades. Estava internada no Hospital Humberto Piva. 14/04: Homem, 72 anos, com comorbidades. Santo Antônio de Posse 08/07: Mulher, 77 anos. 13/07: Mulher, 70 anos, com comorbidades. 14/07: Mulher, 41 anos, com comorbidades. 23/07: Homem, 42 anos. 25/07: Homem, 76 anos, com comorbidades. 06/08: Homem, 39 anos, com comorbidades. 03/09: Homem, 67 anos. 24/09: Homem, 81 anos. Estava internado em Itapira. 07/10: Homem, 64 anos, com comorbidades. Estava internado em Campinas. 22/10: Homem, 51 anos, sem comorbidades. Estava internado em Osasco. 26/10: Homem, 73 anos, com comorbidades. Estava internado em Mogi Mirim. 28/10: Homem, 71 anos, com comorbidades. Estava internado em Jaguariúna. 11/11: Mulher, 68 anos, com comorbidades. Estava internada em Amparo. 22/12: Homem, 73 anos. Estava internado em Campinas. 23/12: Mulher, 60 anos, com comorbidades. Estava internada em Campinas. 26/12: Mulher, 79 anos, com comorbidades. Estava internada em Campinas 03/01/2021: Homem, 69 anos, com comorbidades. Estava internado em Campinas. 31/01: Mulher, 79 anos. Estava internada em Campinas. 19/02: Homem, 91 anos. Estava internado em Mogi Mirim. 11/03: Mulher, 72 anos. Estava internada na Unicamp. 14/03: Homem, 67 anos. Estava internado em Jaguariúna. 15/03: Homem, 87 anos, com comorbidades. 16/03: Homem, 51 anos, sem comorbidades. Estava internado em Amparo. 20/03: Mulher, 65 anos. Estava internada em Amparo. 02/04: Mulher, 83 anos. 02/04: Homem, 63 anos. 04/04: Mulher, 76 anos. 05/04: Mulher, 68 anos. Estava internada em Campinas. Lindoia 21/07: Homem, 78 anos, com comorbidades. 08/09: Mulher, 49 anos, com comorbidade. 19/09: Mulher, 79 anos, com comorbidade. 26/12: Mulher, 75 anos, com comorbidade. 18/03/2021: Mulher, 62 anos, com comorbidade. 19/03: Homem, 78 anos, com comorbidades. 25/03: Homem, 39 anos, sem comorbidades. 28/03: Mulher, 74 anos, com comorbidades. 29/03: Mulher, 66 anos, com comorbidades. 31/03: Mulher, 42 anos, com comorbidades. 03/04: Mulher, 76 anos, com comorbidades. 04/04: Homem, 82 anos, com comorbidades. 07/04: Homem, 74 anos, com comorbidades. 08/04: Mulher, 70 anos, com comorbidades. 14/04: Mulher, 73 anos, com comorbidades. 14/04: Homem, 56 anos, sem comorbidades. Tuiuti 30/07: Mulher, 65 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa de Bragança Paulista. 08/08: Mulher, 62 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa de Bragança Paulista. 18/09: Homem, 89 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa de Bragança Paulista. 01/10: Homem, 81 anos. 23/11: Mulher, 91 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa de Bragança Paulista. 06/01/2021: Mulher, 72 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa de Bragança Paulista. 07/01: Mulher, 67 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa de Bragança Paulista. 28/02: Homem, 83 anos, com comorbidade. Estava em hospital de Atibaia. 13/03: Mulher ,93 anos, sem comorbidades. 28/03: Homem, 27 anos, com comorbidades. 04/04: Homem, 67 anos, com comorbidades. Holambra 05/08: Homem, 83 anos, com comorbidades. Estava no Hospital de Campanha do Ibirapuera. 07/08: Homem, 59 anos, com comorbidades. Estava em hospital particular. 30/08: Mulher, 69 anos, com comorbidades. Estava no HC da Unicamp. 23/12: Homem, 84 anos, com comorbidades. Estava no HC da Unicamp. 15/01/2021: Mulher, 68 anos, com comorbidades. Estava em hospital de Cosmópolis. 22/01: Homem, 71 anos, sem comorbidades. Estava em hospital privado. 12/02: Homem, 77 anos, com comorbidades. Estava em hospital particular de Campinas. 15/02: Homem, 97 anos, com comorbidades. Estava no Hospital Estadual de Sumaré. 26/03: Mulher, 57 anos, com comorbidades. Pedra Bela 11/08: Homem, 69 anos, hipertenso. Estava em hospital de Bragança Paulista. 17/08: Mulher, 89 anos, sem comorbidades. Estava em hospital de Bragança Paulista. 03/09: Mulher, 90 anos, sem comorbidades. Estava em casa. 08/01/2021: Mulher, 62 anos, sem comorbidade. 12/01: Mulher, 41 anos, com comorbidade. 01/02: Homem, 71 anos, com comorbidades. Serra Negra 25/08: Homem, 76 anos. 14/11: Mulher, 71 anos. 06/12: Homem, 93 anos. 13/12: Homem, 76 anos. 31/12: Mulher, 80 anos. 31/12: Mulher, 81 anos. 04/01/2021: Homem, 68 anos. 11/01: Homem, 68 anos. 11/01: Mulher, 91 anos. 16/01: Homem, 81 anos. 18/01: Mulher, 79 anos. 24/01: Mulher, 91 anos. 27/01: Homem, 85 anos. 28/01: Homem, 72 anos. 28/01: Homem, 60 anos. 30/01: Mulher, 89 anos. 04/02: Homem, 72 anos. 12/02: Homem, 77 anos. 12/02: Mulher, 74 anos. 14/02: Homem, 79 anos. 22/02: Homem, 59 anos, com comorbidades. Estava internado em Campinas. 23/02: Mulher, 73 anos. 23/02: Mulher, 76 anos. 26/02: Homem, 67 anos. 27/02: Homem, 76 anos. 28/02: Mulher, 61 anos. 02/03: Mulher, 74 anos. 19/03: Mulher, 76 anos. 20/03: Homem, 66 anos. 20/03: Homem, 57 anos. 21/03: Mulher, 67 anos. 23/03: Homem, 68 anos. 24/03: Homem, 57 anos. 25/03: Mulher, 71 anos. 27/03: Homem, 52 anos. 27/03: Mulher, 59 anos. 28/03: Mulher, 51 anos. 28/03: Homem, 82 anos. 29/03: Homem, 41 anos. 30/03: Mulher, 90 anos. 31/03: Mulher, 34 anos. 01/04: Mulher, 65 anos. 05/04: Homem, 71 anos. 14/04: Homem, 45 anos, sem comorbidades. Estava no Hospital Santa Rosa de Lima. Monte Alegre do Sul 30/12: Homem, 68 anos, com comorbidades. 31/01/2021: Mulher, 83 anos, com comorbidades. 13/01: Homem, 82 anos, com comorbidades. 10/02: Homem, 73 anos, com comorbidades. 25/02: Homem, 97 anos, com comorbidades. 18/03: Mulher, 83 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 08/03: Mulher, 81 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 23/03: Homem, 77 anos, com comorbidades. Estava na Santa Casa Anna Cintra. 28/03: Homem, 59 anos. Estava na Santa Casa Anna Cintra. Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Sorocaba (SP) está vacinando idosos a partir de 67 anos. Em Jundiaí (SP), idosos com mais de 72 anos serão vacinados nesta quinta-feira (15). Regiões de Sorocaba e Jundiaí continuam vacinação contra a Covid-19 para idosos Prefeitura de Sorocaba/Divulgação As cidades das regiões de Sorocaba e Jundiaí (SP) continuam a campanha de vacinação contra a Covid-19 para idosos nesta quinta-feira (15). Em Sorocaba estão sendo vacinados com a primeira dose os idosos com mais de 67 anos. A aplicação ocorre no Instituto Humberto de Campos, no Jardim Zulmira. Até o meio-dia serão vacinados idosos que tem 67 anos e que nasceram entre janeiro e junho. A partir deste horário e até as 16h, serão vacinados os que nasceram entre julho e dezembro. Além do Instituto Humberto de Campos, também tem vacinação no Shopping Cianê, no Centro, ao lado do Terminal Santo Antônio; no Shopping Cidade, na zona norte, e na Sociedade Recreativa São Bento, no Jardim Prestes de Barros. Região de Jundiaí Em Jundiaí, os idosos com mais de 72 anos recebem a segunda dose da vacina nesta quinta-feira, das 16h às 19h, por meio de sistema drive-thru no Parque Da Uva. A Prefeitura de Itatiba (SP) também abriu o agendamento para a aplicação da segunda dose em idosos de 69 a 74 anos. A vacinação ocorrerá neste domingo (18), no Parque da Juventude. 'Drive-thru bem legal' Sorocaba terá o "Drive-thru bem legal", uma parceria da TV TEM com a Prefeitura de Sorocaba. A ação ocorrerá nesta sexta-feira (16) e no sábado (17). As doações podem ser feitas das 7h às 17h. O drive-thru será na Avenida Engenheiro Carlos Reinaldo Mendes, na altura do número 3.41. Os alimentos serão destinados ao Fundo Social de Solidariedade, que vai distribuir para as famílias que precisam de ajuda. VÍDEOS: veja as reportagens do Bom Dia Cidade e do TEM Notícias de Sorocaba e Jundiaí Veja mais notícias da região em G1 Sorocaba e Jundiaí

Entre os 42 mil soldados que Moscou enviou à península que anexou em 2014 está um de seus grupos de assalto mais famosos. A brigada é formada, entre outros, por um batalhão de tanques AFP/Via BBC Tanques e tropas russas mais uma vez colocaram o leste da Ucrânia em alerta máximo. Desde o final de março, o Kremlin enviou milhares de soldados e artilharia pesada para a região de Donbass, a área instável onde ocorreu a guerra de 2014, que deixou mais de 14 mil mortos e ainda não terminou. Rússia precisa encerrar mobilização militar na Ucrânia, diz Otan Conflito na Ucrânia revive dias tensos Kremlin descarta possibilidade de guerra com Ucrânia Mas o deslocamento militar que desencadeou os alertas da aliança militar ocidental Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) não se limita a essa área: Moscou também reforçou seus regimentos na Crimeia, a península ucraniana que a Rússia anexou em 2014. Entre o grande grupo de mais de 42 mil soldados que enviou para a região em menos de três semanas, está um de seus batalhões de combate mais lendários. É a 56ª Brigada de Assalto Aéreo, que estava baseada na região de Volgogrado, a quase 1,5 mil quilômetros de distância. Reservistas das forças de defesa trerritorial da Ucrânia treinam nos arredores de Kiev, neste sábado (10) Valentyn Ogirenko/Reuters No entanto, no final de março, o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, anunciou que seu país planejava transformar a brigada em um regimento de assalto aerotransportado e que ela seria enviada para Feodosia, na península ucraniana. Não é a primeira vez que a Rússia envia tropas para o território que anexou. No entanto, o contexto em que ocorre um destacamento de um dos batalhões que o país usou em guerras recentes tem causado temores tanto na Ucrânia quanto na comunidade internacional. A chegada do batalhão aerotransportado à Crimeia foi protagonista de inúmeros vídeos e fotos divulgados nas redes sociais, nos quais um grande número de armas pesadas e tanques são vistos cruzando a ponte que Putin construiu entre o território russo e a Crimeia. Aumenta tensão entre Rússia e Ucrânia após exercícios militares Mas o que se sabe sobre essa brigada e por que sua chegada à península aumentou a preocupação com o destacamento militar russo? O maior envio Segundo especialistas e jornalistas dos serviços russos e ucranianos da BBC, a transferência do batalhão para Fedosia deve ser vista em um contexto mais amplo: o da mobilização de mais de 80 mil soldados russos para os arredores da Ucrânia nas últimas três semanas. Fontes da inteligência ucraniana disseram à BBC que com o envio da 56ª Brigada Aerotransportada, as forças russas adicionais somam 16 batalhões táticos, que seriam compostos por até 14 mil soldados. No total, de acordo com a presidência ucraniana, a Rússia agora tem cerca de 41 mil soldados na fronteira oriental, além de 42 mil na Crimeia. "É provavelmente a maior mobilização militar que a Ucrânia já viu em sua vizinhança desde 2015", disse Anders Åslund, pesquisador do Atlantic Council, uma entidade de pesquisa com sede em Washington, à BBC News Mundo (serviço em espanhol da BBC). As intenções da Rússia com esse envio de tropas não são claras, mas começaram a causar preocupação no Ocidente. Há poucos dias, um alto funcionário russo garantiu que seu país pode intervir para defender as pessoas de origem russa no leste da Ucrânia e disse que uma escalada do conflito poderia ser "o começo do fim para a Ucrânia". Dmitry Kozak comparou a situação dos separatistas russos à de Srebrenica, a cidade na Bósnia e Herzegovina onde 8 mil muçulmanos foram mortos pelas forças sérvias da Bósnia em 1995. "Se, como diz nosso presidente, houver um Srebrenica lá, provavelmente teremos que ir defendê-los", disse a autoridade. Após reações do Departamento de Estado dos EUA, o presidente Joe Biden ligou para Vladimir Putin na terça-feira — a segunda vez desde que ele assumiu o cargo — para "reduzir as tensões" após a concentração militar russa. "O presidente Biden enfatizou o compromisso inabalável dos EUA com a soberania e integridade territorial da Ucrânia", disse a Casa Branca em um comunicado. Uma comissão da Otan também se reuniu em Bruxelas na terça-feira para discutir a situação em Donbass e na Crimeia, pedindo à Rússia que pare de enviar tropas. O secretário-geral da aliança, Jens Stoltenberg, também garantiu que os membros da organização nunca reconheceriam a anexação "ilegal e ilegítima" da Crimeia e condenou o reforço militar das últimas semanas na península. Segundo o correspondente do serviço ucraniano da BBC, Vyacheslav Shramovich, uma das questões que ainda não foram resolvidas é qual a mensagem que a Rússia quer enviar com o envio de novas tropas tanto na fronteira com a Ucrânia como na península. E, sobretudo, as funções que um órgão militar como a 56ª Brigada da Crimeia poderia ter. A 56ª brigada Segundo dados do Ministério da Defesa da Rússia, a 56ª Brigada foi formada em 1946 a partir de dois regimentos de infantaria, um dos quais havia lutado anteriormente na Hungria como parte da Frente Ucraniana. Na década de 1980, foi um dos batalhões da Rússia Soviética na guerra do Afeganistão e depois nas duas guerras da Chechênia (primeiro em 1994 e depois em 1999). "As unidades dessa brigada eram as que cobriam a fronteira com a Geórgia na Chechênia", explica Shramovich. Suas ações ali, no entanto, não se limitaram a vigiar a fronteira. A brigada realizou também o avanço por terra das forças, que colocaram em prática a chamada "doutrina de Grozny", que consistia em arrasar a capital chechena com bombardeios para facilitar a entrada de tropas e artilharia pesada. Após a Segunda Guerra da Chechênia, o batalhão ficou posicionado na cidade de Kamyshin, na região de Volgogrado. De acordo com o Ministério da Defesa da Rússia, a brigada consiste em: Segundo o grupo de pesquisadores ucranianos InformNapalm, os caças da 56ª Brigada faziam parte dos grupos táticos do batalhão russo que atuavam nas Donbass em 2014 e entre aqueles concentrados perto da fronteira oriental. A Rússia negou a participação do batalhão na guerra. Treinamento em alto nível Mykola Beleskov, consultor-chefe do Instituto Nacional de Estudos Estratégicos da Ucrânia, garante que uma das características desse batalhão é seu treinamento de alto nível e seu envio a áreas onde a Rússia tem interesse em iniciar um conflito. "Este é um batalhão que participa ativamente de exercícios de alto nível. Todo o exército russo recebe treinamento de alto nível, mas neste caso eles vão um passo adiante", disse ele ao serviço ucraniano da BBC. "Eles preparam os soldados da brigada e seus comandantes para atuar em toda a profundidade das defesas inimigas, para capturar pontes, para entrar pelo flanco ou pela retaguarda", acrescenta. O envio à Crimeia, no entanto, pegou o analista de surpresa, embora ele diga que é consistente com os planos militares anteriores de Moscou. "Os russos declararam oficialmente que estão preparando um cenário para a defesa de toda a costa do Mar Negro. Ou seja, preveem um aumento de suas tropas na Crimeia e no território de Krasnodar (sudoeste da Rússia)." Isso, acredita ele, pode "abrir caminho para planos adicionais", no longo prazo. No entanto, o especialista garante que ainda é muito cedo para determinar se a realocação da 56ª Brigada na Crimeia pode ser considerada a etapa final da preparação do exército russo para uma ação decisiva. "Até agora, não podemos dizer que tudo o que vemos significa preparação para uma agressão em grande escala. Embora as bases para isso possam estar sendo lançadas, ainda é muito cedo para falar sobre isso", afirma. Veja os vídeos mais assistidos do G1
Na representação, o Ministério Público afirmou que a lei contraria as orientações das autoridades sanitárias, violando o decreto estadual. A Promotoria de Justiça enviou ao procurador geral da Justiça uma representação para analisar uma ação de inconstitucionalidade contra a lei municipal que permite o funcionamento do comércio em geral em Itapeva (SP). Além disso, também foi pedida a suspensão das autorizações. Na representação, o Ministério Público afirmou que a lei contraria as orientações das autoridades sanitárias, violando o decreto estadual. Segundo o MP, essas violações foram feitas sem justificar as medidas de flexibilização, com base em análises científicas. Além disso, o Ministério Público também afirmou que continuará acompanhando o caso da cidade e, caso seja necessário, todas as medidas cabíveis serão adotadas. Veja mais notícias no G1 Itapetininga e Região VÍDEOS: assista às reportagens da TV TEM

Estudantes e professores das instituições públicas e privadas do país podem submeter os trabalhos até o dia 5 de maio. O evento será realizadovirtualmente, entre os dias 7 e 11 de junho. Trabalhos de reflexão teórico também podem ser submetidos. DIVULGAÇÃO/UNIJORGE A Facape em parceria com a Liga Acadêmica de Direito do Vale do São Francisco está com inscrições abertas gratuitas para a 'IV Mostra de Ensino, Pesquisa e Extensão'. Estudantes e professores de qualquer instituição pública e privada do país podem submeter os trabalhos até o dia 5 de maio. O evento será realizado de forma virtual, entre os dias 7 e 11 de junho. As pessoas interessadas podem realizar as inscrições através do e-mail: [email protected] É necessário enviar o resumo e ficha preenchida em arquivo único no formato word. Os trabalhos podem ser de qualquer área de conhecimento, em sala de aula de graduação, pós-graduação ou pesquisa e extensão. Serão aceitos apenas atividades concluídas de 2017 em diante ou que ainda estejam sendo realizadas. Trabalhos de reflexão teórico também podem ser submetidos. Todos os participantes vão receber certificados de apresentação em evento científico nacional, além de publicação dos anais até o mês de outubro. Outras informações podem ser obtidas no edital do evento. Acompanhe as notícias do Sertão de PE

Cinthia Ribeiro antecipou também critérios que serão usados para a seleção dos moradores que receberão o Cartão da Família. Prefeita Cinthia Ribeiro apresenta regras para receber o auxílio emergencial da prefeitura A prefeita de Palmas Cinthia Ribeiro (PSDB) disse que nesta sexta-feira (16), o município vai disponibilizar o link virtual onde os moradores farão o cadastro para receber o auxílio de R$ 200, anunciado nessa semana, para atender pessoas impactadas pela pandemia da Covid-19. A declaração foi dada em entrevista ao Bom Dia Tocantins, nesta manhã. "Nós vamos lançar, a partir de amanhã [sexta-feira] o link disponível na página [da prefeitura]. A medida provisória será publicada no Diário Oficial ainda hoje, logo na sequência o decreto trará todos os detalhes, inclusive o link que estará disponível para toda a população fazer o cadastro", disse ela. A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico ficará responsável por analisar os cadastros. A prefeita informou que o sistema fará um cruzamento das informações repassadas com os bancos de dados nacionais, a fim de evitar fraudes. O auxílio será repassado, por meio do 'Cartão da Família' e deve atender 15.398 pessoas. O valor de até R$ 200 será destinado para quem não é assistido por outros programas sociais. O benefício será entregue por três meses, podendo ser prorrogado. O total de investimento é de R$ 10 milhões. Prefeita Cinthia Ribeiro Reprodução/TV Anhanguera O decreto, que será publicados nos próximos dias, conterá todos os detalhes dos critérios usados para a seleção. Cinthia adiantou alguns deles. "A pessoa tem que residir em Palmas há mais de um ano, tem que estar acima de 18 anos para se inscrever. Ela só pode ter uma renda até dois salários mínimos [...], mas não por emprego formal, ou seja, é aquela pessoa que não tem cargo comissionado, não tem carteira assinada no último ano. Que tenha uma renda informal de até dois salários mínimos", explicou. A prefeita disse ainda que o intuito é fazer o dinheiro girar e, assim, contemplar o comércio local. "Todo comércio local fará sua inscrição através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico porque o nosso intuito é de fazer a nossa economia circular, principalmente os pequenos negócios. As pessoas cadastradas podem optar por fazer as compras em um grande atacadista, em uma rede de supermercados, assim como também no comércio mais próximo da sua casa". Ela afirmou que 49.808 palmenses estão no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico). Desse total, 12.603 são beneficiárias do Bolsa Família, outra parcela está sendo contemplada pelo auxílio das cestas básicas e há pessoas que estão inscritas no auxílio emergencial do governo federal. Essas pessoas não serão atendidas no auxílio da prefeitura. Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Micheleto tinha 59 anos e estava internado desde 20 de março no Hospital Santa Cruz, em Curitiba. Michel Micheleto, presidente da Aerp, morreu vítima da Covid-19 aos 59 anos Divulgação/Aerp O presidente da Associação das Emissoras de Radiodifusão do Paraná (Aerp), Michel Micheleto, morreu vítima da Covid-19 em Curitiba na madrugada desta quinta-feira (15). O executivo de 59 anos foi internado no dia 20 de março no Hospital Santa Cruz, em Curitiba, por complicações da doença. Micheleto era diretor executivo da Rádio Banda B. Ele deixa esposa e dois filhos. Repercussão O governador do Paraná Ratinho Junior (PSD) publicou uma nota lamentando a morte do presidente da Aerp. "Michel foi um dos comunicadores mais importantes do Paraná. Deixa como legado a credibilidade e um trabalho incansável em prol das rádios, uma das grandes paixões do paranaense. Que Deus conforte o coração de seus familiares e amigos", disse o governador. CORONAVÍRUS NO PARANÁ: Veja as principais notícias ACOMPANHE: Média móvel de mortes e casos no estado VACINAÇÃO NO PARANÁ: Veja perguntas e respostas O secretário da Justiça, Família e Trabalho do Paraná, Ney Leprevost, também lamentou a morte de Micheleto nas redes sociais. "Parte ainda muito jovem, tinha grandes projetos para o futuro. Era um gestor de veículos de comunicação dos mais competentes", afirmou. A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert) e p Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão do Paraná (Sert-PR) também manifestaram pesar pelo falecimento de Michel Micheleto. Covid-19 em Curitiba Na quarta-feira (14), Curitiba chegou a 183.090 casos do novo coronavírus, com 4.310 mortes registradas pela doença. A ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva exclusiva para a doença é de 92%, conforme o boletim divulgado pela prefeitura. Um mês após início das restrições mais rígidas contra Covid-19, Curitiba registra queda de 43% nos casos ativos No mesmo dia, a prefeitura prorrogou o decreto da bandeira laranja, que permite que serviços não essenciais funcionem com restrições. A prefeitura também diminuiu o horário do toque de recolher, que passou a valer das 23h às 5h. VÍDEOS: Mais assistidos do G1 PR Veja mais notícias da região em G1 Paraná

Imunização ocorre a partir desta sexta, 16, em Belém, Ananindeua e Marituba. Profissionais da segurança pública recebem segunda dose da vacina contra Covid-19 . Prefeitura de Jundiaí/Divulgação Profissionais da segurança pública vão receber a segunda dose da vacina contra Covid-19 a partir desta sexta-feira (16), de acordo com a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup). Ao todo, foram disponibilizadas 4.954 doses de vacinas que serão aplicadas em quatro postos, instalados em Belém, Ananindeua e Marituba. A etapa de vacinação compreende a complementação da primeira dose, aplicada em março deste ano. Confira a lista de profissionais que serão imunizados: Agentes das polícias Militar e Civil Agentes do Departamento de Trânsito (Detran) Agentes do Corpo de Bombeiros Servidores do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves Agentes da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) Guardas municipais de Belém Guardas municipais de Marituba Agentes da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob) Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Federal (PF) que atuam na região metropolitana de Belém O primeiro dia da vacinação será voltado para o efetivo da Polícia Militar. A imunização será realizada de 9h às 16h, em dois postos: no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças, no Marco; e no Quartel do Comando-Geral da instituição, na Avenida Augusto Montenegro, ambos em Belém. A imunização segue a partir de sábado (17) em três postos: no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (Cfap), no Quartel do Comando-Geral (QCG) e em Marituba, com posto a ser definido pela Secretaria Municipal de Saúde de Marituba. A conclusão da vacinação do grupo está prevista para a próxima segunda-feira (19), com a distribuição de 470 doses para servidores no posto instalado no Centro de Formação Aperfeiçoamento e Especialização (Cfae), no Conjunto Cidade Nova VII, em Ananindeua. Para se vacinar, é preciso apresentar documento de identificação, crachá institucional e a carteira de vacinação do SUS (Sistema Único de Saúde).

Médico Virgilio Gonçalves Souza Junior estava internado em estado grave. Ele atendia em hospitais e na clínica particular que tinha na capital sul-mato-grossense. Pediatra estava internado com Covid-19 Redes sociais O médico pediatra e ex-superintendente da Secretaria Municipal de Saúde, em Campo Grande, Virgilio Gonçalves Souza Júnior, morreu quarta-feira (14), devido à Covid-19. Ele estava internado em estado grave e não resistiu às complicações da doença, que até último boletim da Secretaria de Estado de Saúde, divulgado quarta-feira, havia matado 5005 pessoas em Mato Grosso do Sul. Nas redes sociais, muitas demonstrações de carinho ao médico, responsável pelo atendimento a diversas crianças em hospitais e no consultório que tinha para atendimentos particulares. O pediatra também foi diretor técnico da Maternidade Cândido Mariano, referência no atendimento materno no estado, sendo inclusivo o autor do projeto que criou a UTI Neonatal da unidade.

Operação entre Maceió e Rio Largo foram interrompidas porque linha férrea ficou alagada em um trecho pelo qual passa o VLT. Viagens nos demais trechos de Maceió continuam mantidas. Água da chuva deixou os trilhos do trem encobertos na região do Bebedouro, em Maceió Chove forte na Grande Maceió nesta quinta-feira (15). O volume de chuva foi tão grande que encobriu a linha férrea em um trecho de Fernão Velho, em Maceió. Com isso, a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) decidiu suspender temporariamente as viagens entre Bebedouro e Lourenço de Albuquerque. "A operação não tem previsão de retorno até que as chuvas diminuam e o alagamento seja resolvido. A equipe de manutenção da CBTU está trabalhando ativamente para desobstruir a malha ferroviária que está sofrendo com galhos e árvores no entorno", diz trecho do comunicado divulgado pela empresa (leia na íntegra ao final do texto). Os trens e VLTs continuam operando normalmente nas estações em Jaraguá, Central e Bom Parto, assim como entre Satuba e Lourenço de Albuquerque. Água da chuva encobriu os trilhos, dificultando a passagem de trens e VLTs no Fernão Velho, em Maceió Laerte/Arquivo Pessoal Leia abaixo a íntegra da nota da CBTU COMUNICADO A CBTU Maceió informa que está cancelada temporariamente, desde às 8 horas desta quinta-feira, 16, a operação de trens entre Bebedouro e Lourenço de Albuquerque, em virtude das forte chuvas que estão ocorrendo em Maceió e região, as quais alagaram vários trechos da ferrovia. A operação não tem previsão de retorno até que as chuvas diminuam e o alagamento seja resolvido. A equipe de manutenção da CBTU está trabalhando ativamente para desobstruir a malha ferroviária que está sofrendo com galhos e árvores no entorno. Informa ainda que os trens em Jaraguá e Bom Parto, assim como entre Satuba e Lourenço de Albuquerque, estão circulando normalmente até o presente momento. Veja os vídeos mais recentes do G1 AL Veja mais notícias da região no G1 AL

Tripulantes encontrados em embarcação na costa do estado aguardam procedimento de extradição, que é discutido entre os governos dos dois países. Venezuelanos detidos por pesca ilegal na costa do Amapá fizeram teste rápido de Covid-19 e avaliação de saúde GEA/Divulgação Os 16 pescadores venezuelanos detidos há 25 dias na Costa do Amapá por pesca ilegal, receberam ajuda humanitária e atendimento médico no porto da Marinha, em Santana, região metropolitana de Macapá. A embarcação e tripulantes aguardam procedimento de extradição, que é discutido entre os governos do Brasil e da Venezuela. A ação conjunta de órgãos de saúde e assistência social do Amapá concedeu aos pescadores cestas básicas, testes rápidos de Covid-19, avaliação psicológica, entre outros exames. Da direita para a esquerda: conselheiro da embaixada da Venezuela, Tomás Silva; Governador do Amapá, Waldez Góes GEA/Divulgação O governador Waldez Góes recebeu nesta semana o ministro conselheiro da Embaixada da Venezuela, Tomás Silva, para tratativas sobre o caso. Em uma rede social, Góes expressou a posição do governo quanto ao retorno dos pescadores ao país de origem. “É uma questão de cunho humanitário, e por isso vamos interceder junto à nossa chancelaria para que eles possam retornar a seu país de origem. Tenho certeza que esse caso logo será resolvido e que as relações entre os nossos povos e nossos países sairão mais fortalecidas após uma solução para esta questão”, publicou no Twitter. Embarcação venezuelana chegou em porto no Amapá na manhã deste sábado (20) Arilson Freires/Rede Amazônica A Marinha apreendeu os homens no litoral do Amapá em 20 de março com cerca de 3 toneladas de pescado ilegal. A embarcação não tinha autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para a pesca na região. Conforme a Capitania dos Portos, os estrangeiros ainda tentaram fugir da abordagem, entretanto o barco foi alcançado e teve o controle assumido pela patrulha naval. Em terra, a embarcação passou por fiscalização da própria Marinha, como também pela Polícia Federal (PF) e Vigilância Sanitária. Até o momento, o setor de imigração da PF avalia a situação dos tripulantes. Não havendo necessidade de ficarem presos no Brasil, eles serão deportados para a Venezuela. Veja o plantão de últimas notícias do G1 Amapá ASSISTA abaixo o que foi destaque no AP:
Testes em laboratório foram encaminhados ao Instituto Adolfo Lutz para a confirmação da circulação da variante na cidade. Prefeitura de Ilha Solteira confirma variante P1 do coronavírus no município A Prefeitura de Ilha Solteira (SP) confirmou a presença de uma variante do coronavírus no município. O anúncio foi feito durante uma transmissão ao vivo na internet, na quarta-feira (14). De acordo com o município, a variante brasileira registrada na cidade é a P1. Contudo, detalhes sobre os pacientes não foram informados. Para confirmar a circulação da variante no município, testes em laboratório foram encaminhados ao Instituto Adolfo Lutz. Durante a transmissão ao vivo, a prefeitura também informou que o Hospital Regional de Ilha Solteira está com lotação máxima em leitos de enfermaria e Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para tratamento da Covid. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado na quarta-feira (14), a cidade tem 1.647 casos positivos da doença, sendo 1.520 curados e 57 mortes. Veja mais notícias da região no G1 Rio Preto e Araçatuba VÍDEOS: veja as reportagens da região V
PEC já passou pela CCJ da Câmara e agora precisa de aval da comissão especial antes de ir ao plenário. Na volta dos trabalhos, comissão elegeu novo presidente, o deputado Aliel Machado (PSB-PR). A Câmara reinstalou nesta quinta-feira (15) a comissão especial que discute a proposta de emenda à Constituição (PEC) da segunda instância. Os trabalhos da comissão haviam sido interrompidos em razão da pandemia de Covid-19. Na volta dos trabalho, o colegiado elegeu um novo presidente, o deputado Aliel Machado (PSB-PR). Atualmente, conforme entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), um condenado só começa a cumprir a pena de prisão após o chamado trânsito em julgado da sentença (ou seja, depois de esgotadas todas as possibilidades de recurso). A PEC determina que o réu poderá ser preso ainda que restem recursos pendentes ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) e ao próprio STF. Entenda o texto O texto original da PEC modificava os artigos 102 e 105 da Constituição, acabando com o recurso extraordinário apresentado ao Supremo Tribunal Federal (STF) e com o recurso especial, ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). Uma eventual apelação ao STJ e ao STF somente seria possível por meio de novas ações, chamadas ações revisionais, independentes do processo original que levou à condenação. O relator, deputado Fábio Trad (PSD-MS), no entanto, modificou a proposta original a fim de agilizar a aprovação do texto. A mudança proposta por Trad mantém os recursos extraordinários e especiais, mas a execução da pena torna-se obrigatória após decisão de segundo grau. Na prática, isso faria com que o réu pudesse recorrer até a segunda instância (tribunais de Justiça dos estados e tribunais regionais federais) e, depois disso, o processo seria considerado transitado em julgado (ainda que restem recursos pendentes). Se os recursos aos tribunais superiores tiverem “plausibilidade jurídica”, o juiz que analisar a apelação poderá suspender a execução da decisão da segunda instância, permitindo que o condenado aguarde o julgamento do recurso em liberdade. O relator decidiu modificar a proposta após sugestões de especialistas ouvidos em audiências na Câmara, incluindo o ex-ministro e ex-presidente do STF Cezar Peluso. Segundo Trad, a modificação visa dar agilidade na implementação da norma, uma vez que, mantidos os recursos revisionais, como na proposta original, seria necessário aprovar uma nova lei para regulamentá-los, o que atrasaria o processo de implementação da regra. O texto já passou pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara em novembro de 2019 e agora precisa do aval da comissão especial para seguir ao plenário da Casa.

Gael, de sete dias, estava 'desfalecido, sem respirar e com a face roxeada', segundo militares. Equipe fez manobras para desengasgar criança e a levaram até UPA de São Sebastião. PMs salvam bebê engasgado com leite, no DF Policiais militares que realizavam uma abordagem em rua de São Sebastião socorreram um recém-nascido, de sete dias, engasgado com leito materno (veja vídeo acima). A criança foi atendida ainda dentro do carro da corporação e levada para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) da região. O caso ocorreu por volta das 18h, desta quarta-feira (14). VÍDEO: PM de folga salva bebê engasgado com leite, em Taguatinga, no DF VÍDEO: avó pede socorro e PM desengasga recém-nascida no DF A equipe do Grupo Tático Operacional, do 21º Batalhão da PM, foi abordada pelo pai do bebê. Acompanhado pelo cunhado, eles pararam o carro da polícia e "desesperados, pediram socorro". Bebê Gael estava engasgado com leite e foi salvo por PM's, no DF PMDF/Divulgação "O pequeno Gael já se encontrava desfalecido, sem respirar e com a face roxeada, momento em que um dos integrantes da equipe recebeu o bebê e iniciou a manobra de ressuscitação, a 'manobra de Heimlich' ", informou a PM. No vídeo gravado pelos militares, é possível ver um PM fazendo a manobra de Heimlich no bebê. A técnica de primeiros socorros é utilizada em casos de emergência por asfixia, provocada por qualquer tipo de corpo estranho que fique entalado nas vias respiratórias, impedindo a pessoa de respirar. Os policiais decidiram se deslocar até a UPA da cidade, sendo que durante o trajeto o policial continuou a fazer a manobra, esperando uma reação positiva da criança. Ao chegarem a UPA o bebê foi entregue a equipe de plantão, já recobrando a consciência e com seus sinais vitais restaurados. Foi feito o atendimento hospitalar padrão para que a criança fosse entregue ao pai, com a sua saúde restabelecida. Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.

Djamine Bertoni completou 10 anos no fim de março. Ela recebeu uma quantia dos avós para comprar um presente, mas preferiu fazer ação para entidade de Lagoa Vermelha. Djamine Bertoni soube da necessidade da instituição de saúde por meio de uma campanha da escola. Arquivo Pessoal Uma menina abriu mão do presente que ganhou dos avós em seu aniversário de 10 anos para ajudar um hospital de Lagoa Vermelha, no Norte do Rio Grande do Sul. Djamine Bertoni recebeu uma quantia em dinheiro, no fim de março, mas preferiu usar o valor para comprar donativos à instituição. Durante uma campanha para arrecadar recursos o Hospital São Paulo, feita na escola onde estuda, Djamine ficou sabendo sobre as necessidades que a instituição tem para enfrentar a pandemia. Caixas com donativos entregues ao Hospital São Paulo de Lagoa Vermelha Arquivo pessoal Acompanhada do pai e de professoras, as doações foram entregues na primeira semana de abril. A família preferiu não dar entrevista e nem revelar quanto foi o valor gasto, mas afirma que foram doados itens de limpeza e higiene pessoal. Covid-19 na cidade Segundo a última atualização da Secretaria Estadual de Saúde, divulgada na quarta-feira (14), Lagoa Vermelha registra 2.740 casos confirmados da doença e 48 vidas perdidas para Covid-19. Veja a situação em Lagoa Vermelha Vídeos: veja mais notícias do RS

Fenômeno foi registrado em São Joaquim, onde a mínima nesta manhã foi de 5,9ºC. A menor temperatura no estado foi registrada em Bom Jardim da Serra. Amanhecer em São Joaquim nesta quinta-feira (15) Mycchel Legnaghi / São Joaquim Online O amanhecer desta quinta-feira (15) foi gelado em algumas cidades de Santa Catarina. Na localidade Vale do Caminho da Neve em São Joaquim, na Serra catarinense, a paisagem ficou com uma fina camada gelo provocada pela geada nas primeira horas do dias. Na cidade, a temperatura chegou a 5,9ºC. No município vizinho, Bom Jardim da Serra, os termômetros marcaram 2,9ºC por volta das 7h. De acordo com o Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia (Ciram), órgão, que monitora o tempo no estado, Urupema, na mesma região, registrou com 6,6ºC no início da manhã. São Joaquim (SC): Planta com geada na Serra catarinense imagens Mycchel Legnaghi / São Joaquim Online Geada em São Joaquim no amanhecer de quinta-feira (15) imagens Mycchel Legnaghi / São Joaquim Online São Joaquim (SC): Campo ficou coberto de uma camada fina de gelo nesta quinta Mycchel Legnaghi/ São Joaquim Online Confira a previsão do tempo para SC VÍDEOS: Veja as reportagens mais assistidas da NSC TV no G1 Veja mais notícias do estado no G1 SC

Administração busca novos lares para 135 bichos que não fazem parte da caatinga, mata atlântica e demais biomas do estado. Animais só devem ser transferidos caso novo local seja adequado, segundo secretário. Zoológico do Recife anuncia mudanças O Zoológico do Recife, localizado dentro do Parque de Dois Irmãos, na Zona Oeste da cidade, anunciou um novo plano diretor que prevê mudanças e foco na preservação de animais originários dos biomas pernambucanos (veja vídeo acima). Com a mudança, 135 animais exóticos podem deixar o local, segundo a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas). "Como espaço de conservação, [o zoológico] traz agora mais para perto da gente a realidade das espécimes que já estão aqui da nossa fauna natural, ou seja, na Caatinga e na Mata Atlântica", explicou o secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, José Bertotti, nesta quinta-feira (15). O novo plano também prevê que haja um trabalho voltado à reprodução dos animais de biomas pernambucanos, focando no repovoamento de unidades de conservação do estado. De acordo com a Semas, responsável pela administração do zoológico, os animais que a serem transferidos são tratados caso a caso. Primata no Zoológico do Recife, no Parque Dois Irmãos, na Zona Oeste da cidade Danilo César/TV Globo "Vamos fazer essa transferência de espécimes que a gente considera exóticas dentro de um plano individual para cada uma das que estão presentes", afirmou o secretário. Entre os animais que devem deixar o Recife estão o casal de ursos-pardos, que devem ser acolhidos pelo Rancho dos Gnomos, em São Paulo. "O ambiente e o clima daqui não são propícios a eles [os ursos]. Qualquer um dos animais que serão transferidos, só serão transferidos para algum lugar que for identificado, em parceria, que seja um ambiente igual ou melhor do que a gente tem aqui", garantiu o secretário. Onça no Zoológico do Recife, localizado no Parque Dois Irmãos, na Zona Oeste da capital pernambucana Reprodução/TV Globo Bertotti ressaltou que todos os animais que permanecem no zoológico, sejam espécies exóticas ou naturais, não têm condições de voltar à natureza e à vida selvagem. Bertotti relembrou o caso do leão Leo, que nasceu dentro de um circo, foi resgatado e viveu no zoológico até falecer em janeiro deste ano. "Infelizmente, ainda existem animais vítimas de tráfico e vítimas de maus tratos. Alguns deles não conseguem retornar à natureza. A gente faz um trabalho de retorno, mas esses animais que não podem voltar à natureza, eles vêm aqui para o zoológico e aí se faz um trabalho de educação ambiental, de pesquisa, de reprodução e, principalmente, de conservação da biodiversidade", disse. De acordo com secretário, Zoológico do Recife conta com cerca de 380 espécies de animais Reprodução/TV Globo O Zoológico do Recife permanece fechado para visitação desde o início da pandemia da Covid-19, em março de 2020. "A gente não pode receber visitantes agora porque a gente precisa proteger os animais e também os tratadores e a própria população", disse o secretário. O veterinário do zoológico Márcio Silva contou que algumas espécies, como os primatas, sentiram mais a falta de visitantes no local. "A gente observou que houve uma mudança de comportamento de alguns animais, associado a falta de público. Eles eram habituados a ser visitação [...] e isso para algumas espécies termina funcionando como uma forma deles terem observações a fazer, interações mesmo", declarou o veterinário. Vista aérea do Zoológico do Recife, localizado no Parque Dois Irmãos, na Zona Oeste da cidade Reprodução/TV Globo Segundo o cuidador, é provável que o retorno das visitações, ainda sem data, aconteça de maneira gradativa, para acostumar novamente os animais com a presença de tantos seres humanos. "A gente tem algumas técnicas que devemos utilizar. A primeira é tentar voltar de maneira gradativa. Então, quando o parque voltar provavelmente não vai ser com o mesmo funcionamento que era antes da pandemia", afirmou. VÍDEOS: Mais assistidos de PE nos últimos 7 dias

Mais de 2,5 mil indígenas foram infectados com o novo coronavírus no estado. Em toda a Amazônia Legal são registrados quase 900 óbitos. Aldeia indígena em RO Reprodução/Rede Amazônica A Covid-19 vitimou mais de 50 indígenas em Rondônia desde o início da pandemia, segundo levantamento da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab) divulgado esta semana. No estado também foram registrados mais de 2,5 mil indígenas infectados pelo novo coronavírus e outros 23 casos suspeitos. Em toda a Amazônia Legal - formada pelos estados do Acre, Amazonas, Amapá, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins - já são mais de 37 mil casos e 894 mortes pela doença: Amazonas - 306 Mato Grosso - 163 Roraima - 120 Pará -111 Maranhão - 70 Rondônia - 53 Acre - 31 Amapá - 21 Tocantins - 19 Indígena Aruka Juma morreu vítima da Covid-19 em Porto Velho Rede Amazônica/ Reprodução A Covid-19 já atinge 22 povos indígenas em Rondônia, sendo eles Aikanã, Arara Karo, Cinta Larga, Kanoê, Karitiana, Karipuna, Kassupa, Kaxarari, Kempe, Juma, Makurap, Mamaindê, Mura, Oro War, Paiter Suruí, Parintintin, Piripkura, Puruborá, Sakirabiat, Sabanê, Tupari e Wajuru. Dos óbitos, as etnias mais atingidas foram Paiter Suruí (6), Cintar larga (5), Karitiana (3) e Puruborá (3). Pelo menos 19 indígenas mortos não tiveram a etnia identificada. O levantamento da Coiab utiliza dados de boletins informativos e notas de falecimento da Sesai, informações de lideranças, profissionais da saúde indígena e organizações da rede da coordenação. Vacinação De acordo com dados da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), em todo o estado já foram imunizados contra a Covid-19 6.537 indígenas com a primeira dose e 4.722 com a segunda dose. Veja mais notícias de Rondônia

Dados da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública apontam queda nos crimes de homicídio, roubo e sequestro. Crimes violentos registram queda em Divinópolis Polícia Militar/Divulgação No primeiro trimestre de 2021, Divinópolis registrou o menor número de crimes violentos dos últimos quatro anos. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (12) pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública de Minas Gerais (Sejusp-MG). Os dados analisados pelo G1 consideram os registros realizados nos primeiros trimestres dos anos de 2012 a 2021. São considerados como violentos os crimes tentado e consumado de estupro, estupro de vulnerável, homicídio, roubo e extorsão; extorsão mediante sequestro consumado e sequestro e cárcere privado consumado. Números Nos três primeiros meses de 2021 foram registradas 129 ocorrências de crimes violentos no município. Em comparação ao mesmo período de 2020, quando foram apontados 207 registros, o número representa redução de 37,6%. Em comparação com 2018, ano mais violento dos analisado, o número de registros de 2021 foi 68,6% menor. Naquele ano, foram registradas 411 ocorrências de crimes violentos nos três primeiros meses. Homicídios tentados e consumados O crime de homicídio não teve redução em relação aos três primeiros meses de 2020. No primeiro trimestre do ano passado foram oito registros. Em 2021, foram 12 ocorrências. Estupro O crime de estupro consumado em 2021, na comparação com o ano passado, não teve alteração: um registro em cada ano. Em 2018, foram dois casos; em 2019, foram três registros. Outros crimes Tentativas e roubos consumados registraram o menor índice dos últimos quatro anos. Em 2021, foram 98 registros; em 2020; foram 189 casos; 284 casos em 2019 ; e em 2018 foram 371 registros. Tentativas, sequestro e cárcere privado consumados também apresentaram redução. Em 2021 foi um registro e em 2018 foram dois casos. Em 2019 e 2020, nenhum caso foi registrado. Extorsão e extorsão mediante sequestro também tiveram redução. Um registro em 2021 contra dois casos em 2020. Em 2019 foram dois e em 2018 foram cinco casos. Ocorrências de crimes violentos no primeiro trimestre de 2021 em Divinópolis Perfil das vítimas em MG A Sejusp apontou que, neste ano, homens pardos e negros, com faixa etária entre 35 e 64 anos, concentram a maior parte das vítimas de homicídios em Minas Gerais. No recorte por sexo, entre as 635 pessoas assassinadas no primeiro trimestre deste ano no Estado, 581, o equivalente a 91,5%, eram do sexo masculino e 54 (8,5%) do sexo feminino. Considerando o recorte racial, foram 312 pessoas pardas (49,1%), 125 negras (19,7%) e 109 brancas (17,2%) — o restante se divide entre albinos, amarelos ou não identificados. Em relação à faixa etária, 210 vítimas (33,1%) tinham entre 35 e 64 anos; 176 entre 18 e 24 anos (27,7%) e 118 entre 25 e 29 anos (18,6%). VÍDEOS: veja tudo sobre o Centro-Oeste de Minas:

A chácara foi encontrada após vizinhos denunciarem forte odor que vinha da casa. Duas pessoas foram detidas. Chácara do Residencial Palmeiras é usada para produzir drogas em Artur Nogueira A Polícia Civil e a Guarda Municipal de Artur Nogueira (SP) apreenderam cerca de 140 pés de maconha em uma estufa no condomínio de chácaras Recanto das Palmeiras nesta quinta-feira (15). Policiais chegaram no local após denúncias de vizinhos em decorrência do forte odor. Na casa foram encontradas também balanças de precisão para pesagem da droga, além da estrutura com ar condicionado e iluminação artificial para viabilizar a plantação. Um homem de 30 anos e uma mulher de 22 anos foram detidos no local e encaminhados para a Delegacia de Polícia da cidade. As equipes que realizaram a apreensão aguardavam nesta manhã a realização da perícia para, então, remover os pés de maconha até a delegacia. Até a publicação da reportagem, a Polícia Civil não informou qual será o destino final das plantas. Aproximadamente 140 pés de maconha estavam na estufa clandestina Mariana Avanzzi VÍDEOS: Veja mais assuntos de Campinas e região Veja mais notícias da região em G1 Campinas

Ele é considerado o maior distribuidor de drogas da zona rural da cidade, diz Polícia Civil. Abordagem aconteceu na altura da Praia Grande. Cocaína apreendida estava embalada para venda, diz Polícia Civil Divulgação/Polícia Civil Um homem foi preso em flagrante na quarta-feira (14) em Paraty (RJ) transportando cocaína. A ação aconteceu na BR-101 (Rodovia Rio-Santos), na altura da Praia Grande. Segundo a Polícia Civil, agentes receberam uma denúncia anônima de que o suspeito, de 37 anos, estaria com drogas no veículo, que foi abordado e revistado. Ainda de acordo com a polícia, 244 cápsulas de cocaína embaladas para venda foram apreendidas com o homem. Agentes disseram também que durante a abordagem ele tentou se desfazer dos entorpecentes, mas foi flagrado. A Polícia Civil informou que o suspeito é considerado o maior distribuidor de drogas da zona rural da cidade. Ele buscaria entorpecentes no bairro Ilha das Cobras e distribuiria para os bairros localizados às margens da Rio-Santos. O homem foi encaminhado à delegacia e responde por tráfico de drogas. VÍDEOS: as notícias que foram ao ar na TV Rio Sul

Batizada de ‘Laços de Família’ a operação está sendo realizada na manhã desta quinta-feira (15) nas cidades de São Luís, Paço do Lumiar, São José de Ribamar, Miranda do Norte e Bom Jardim. Operação investiga crimes de desvios de recursos públicos em cidades do MA Divulgação/MP-MA Uma operação realizada pelo Grupo de Atuação Especializada no Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) do Ministério Público do Maranhão em parceria com a Polícia Civil do Maranhão cumpriu na manhã desta quinta-feira (15) mandados de busca e apreensão em cinco municípios do estado por crimes de desvios de recursos públicos. Batizada de ‘Laços de Família’, a operação está sendo realizada nas cidades de São Luís, Paço do Lumiar, São José de Ribamar, Miranda do Norte e Bom Jardim. Segundo a polícia, as investigações começaram após uma denúncia do Tribunal de Contas da União (TCU) sobre desvios de recursos realizados no período de 2017 a 2020, durante a gestão do ex-prefeito de Miranda do Norte, Carlos Eduardo Fonseca Belfort. Ainda de acordo com a polícia, o ex-prefeito faria uso de recursos públicos para quitar dívidas pessoais junto ao TCU. O mesmo esquema também seria feito pelo ex-prefeito e atual deputado federal, José Lourenço Bonfim Júnior, que esteve à frente da administração municipal de Miranda do Norte no período de 2009 a 2016. A polícia diz que o esquema era operacionalizado por meio de empresas de fachada que participavam de licitações fraudulentas. O esquema causou um prejuízo aos cofres públicos no valor de R$ 22.061.477,53. O G1 entrou em contato com a assessoria dos dois ex-prefeitos e aguarda posicionamento sobre as investigações das quais eles são citados.

Medida acontece após moradores relatarem espera de até três dias por uma vaga em UTI, apesar do boletim da prefeitura não divulgar ocupação total dos leitos. Prefeitura não informou se já recebeu a recomendação. MP dá 24h para que pacientes de Piracicaba à espera por leitos sejam transferidos O Ministério Público de São Paulo (MP-SP) deu prazo de 24 horas para que a Prefeitura de Piracicaba (SP) destine leitos livres de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e enfermaria aos pacientes que aguardam transferência. A medida acontece após moradores relatarem espera de até três dias por uma vaga em UTI, apesar do boletim da prefeitura não divulgar ocupação total dos leitos. Caso não seja possível a liberação, o MP solicita a divulgação correta dos dados. A Promotoria aponta que a prefeitura vem informando que há leitos nos hospitais enquanto a Diretoria Regional de Saúde de Piracicaba registra fila de espera por vagas de UTI e enfermaria. Leitos de UTI no Hospital Regional de Piracicaba para casos de Covid-19 Divulgação/ Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo O documento do MP destaca que, na última terça-feira (13), havia 25 pacientes aguardando leito de UTI enquanto a taxa de ocupação estava em 78%, com 15 leitos livres no Sistema Único de Saúde (SUS) e 22 na rede particular do município. No mesmo dia, 11 pacientes esperavam transferência para enfermaria enquanto havia 34 vagas, segundo a própria prefeitura. Na recomendação, o MP dá prazo de 24 horas para que o prefeito e o secretário de Saúde providenciem a transferência dos pacientes, e caso não seja possível destinar as vagas, façam a adequação do boletim Covid para constar corretamente a ocupação dos leitos e a fila de espera. Em caso de descumprimento, o Ministério Público pode entrar com ação na Justiça por improbidade administrativa, além da responsabilização penal. Até a noite desta quarta-feira (14), a prefeitura ainda não tinha recebido a recomendação do MP e informou que "irá responder ao Ministério Público o que for necessário dentro do prazo exigido". Espera de até três dias Na segunda-feira (12), o G1 publicou uma reportagem mostrando que, apesar de boletins oficiais apontarem leitos livres de UTI em Piracicaba, moradores relatavam espera de até três dias pela abertura de vagas desta complexidade na rede pública da cidade em meio à pandemia de coronavírus. Rafael Chieregatto relatou que seu pai, Luiz Francisco Chieregatto, que está com Covid-19, sofreu um AVC e foi levado ao Central de Ortopedia e Traumatologia (COT) de Piracicaba enquanto aguardava uma vaga de UTI. "Estou há 18 horas tentando uma vaga na UTI para meu pai, tanto particular como pública, em nível regional [...] Ele está com Covid e o que agravou foi o AVC que ele teve ontem. A Covid está estável, porém, o estado neurológico dele é muito grave. Está avançando e ele precisa urgentemente de uma UTI. E a gente não consegue leito. A cidade toda, praticamente, está mobilizada nisso e a gente não consegue um leito. Eu estou desesperado", contou. Francisco entrou na fila por leito no domingo (11), segundo o filho. Rafael pediu ajuda por rede social para conseguir vaga para o pai em UTI Reprodução/ Instagram Em outro caso, Roberto Serafim Alves, de 74 anos, que estava na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Vila Sônia após ter sofrido um provável AVC, aguardava um leito de UTI desde sexta-feira (9). "Ontem, 10h30 eu estava no pronto-socorro, a médica chegou e falou: 'olha, a central de vagas negou [a vaga], orientou a gente a conversar com a família para fazer o tratamento paliativo'. Aí eu falei que não, que não queria tratamento paliativo, queria a vaga dele. Quando foi hoje, às 8h20, ligaram para meu primo falando que a vaga tinha saído e que era pra ir para o pronto-socorro. Chegando no pronto-socorro falaram que a vaga estava errada, que a vaga que saiu era de enfermaria e que o caso dele era de UTI. Desde sexta-feira não viram que a vaga estava errada? Nunca vi isso na minha vida", relatou a sobrinha de Roberto, Cassandra de Oliveira, de 43 anos. Na terça-feira (13), segundo a prefeitura, 78% dos leitos de terapia intensiva exclusivos para pacientes com Covid estão ocupados. O percentual inclui as vagas dos hospitais públicos e particulares de Piracicaba. Mas de acordo com informações passadas ao MP, mesmo com 22% dos leitos livres, cerca de 30 pacientes estavam à espera de UTI, segundo o Departamento Regional de Saúde. Por nota, a prefeitura disse que, quanto ao cálculo de ocupação de leitos, segue protocolo do Cento Covid-19 do Governo do Estado de São Paulo. "O atendimento dos pacientes e distribuição de segue critério médico, interlocução com os hospitais de referência e a central de vagas, além da disponibilidade na rede; as unidades de referência estão preparadas para tratamento de enfermagem e intensivo dos pacientes Covid-19", acrescentou. VÍDEOS: acompanhe as reportagens sobre coronavírus na região Veja mais notícias da região no G1 Piracicaba

Receita de banco de varejo, no entanto, caiu 12%, para US$ 8,1 bilhões no trimestre encerrado em março. O lucro do Bank of America mais do que dobrou no primeiro trimestre e superou as estimativas de Wall Street, uma vez que o banco reduziu provisões que havia reservado para cobrir potenciais perdas com empréstimos em razão da pandemia de coronavírus. O segundo maior banco dos EUA em ativos desbloqueou US$ 2,7 bilhões de suas reservas e revelou um plano de recompra de ações de US$ 25 bilhões, apostando em uma rápida recuperação econômica impulsionada pela agilidade no processo de vacinação contra a Covid-19. A receita de banco de varejo, no entanto, caiu 12%, para US$ 8,1 bilhões no trimestre encerrado em março. A margem financeira (NII), uma medida chave de quanto o banco pode ganhar com empréstimos, caiu 16%, para US$ 10,2 bilhões. "Enquanto as baixas taxas de juros continuaram a desafiar a receita, os custos do crédito melhoraram e acreditamos que o progresso na crise da saúde e na economia apontam para uma recuperação acelerada", disse Brian Moynihan, presidente-executivo do banco, em um comunicado. Fachada da sede do Bank of America em Washington, em imagem de arquivo AFP Os juros extremamente baixos nos Estados Unidos, uma das medidas para ajudar na recuperação econômica, corroem a receita de bancos como o Bank of America, que lucram com a diferença entre o que ganham com os empréstimos e o que pagam com os depósitos. O lucro líquido aplicável aos acionistas ordinários aumentou para US$ 7,56 bilhões, ou US$ 0,86 por ação, de US$ 3,54 bilhões, ou US$ 0,40 por ação, um ano antes. Analistas esperavam, em média, um lucro de US$ 0,66 por ação, de acordo com dados IBES da Refinitiv. O lucro antes dos impostos e da provisão, visto neste trimestre como uma medida melhor do verdadeiro desempenho dos bancos, caiu 21% em relação ao ano anterior. Em comparação, o JPMorgan disse na quarta-feira que seu lucro pré-provisionamento do primeiro trimestre subiu 18%, enquanto o Wells Fargo reportou uma queda de 13%.

Vacinação de seis professores foi realizada durante ato simbólico de início da campanha de imunização para a categoria. Primeira professora a receber a vacina contra Covid-19 no ES Divulgação/Governo do ES Teve início na manhã desta quinta-feira (15) a vacinação contra a Covid-19 dos profissionais da área da educação que atuam no Espírito Santo. O ato simbólico contou com a aplicação da primeira dose em seis professores. Vacina em Vitória: veja quem pode ser vacinado e o que fazer De acordo com o governador Renato Casagrande (PSB), que comandou a cerimônia no Palácio Anchieta, em Vitória, as doses para este grupo virão da reserva técnica de vacinas, a mesma utilizada para vacinar os profissionais das forças de segurança. "Não temos vacina para todo mundo, pois a quantidade ainda não é a que gostaríamos. Mas é muito importante dar início a esse novo grupo de profissionais. Queremos mais vacinas para atender mais profissionais, mas quem encaminha é o Ministério da Saúde e há uma ordem estipulada pelo plano nacional de imunização", explicou Casagrande. O governador contou que as vacinas são distribuídas imediatamente e que o estado faz uma aplicação rápida dos quantitativos que lhe são disponibilizados. "Enquanto não tem vacina pra todo mundo, é preciso ter disciplina para usar máscara e fazer distanciamento", completou. Somente os professores são 42 mil profissionais no Espírito Santo. A primeira dose foi aplicada na professora de língua portuguesa Débora Cristina Marques de Moraes, de 50 anos, que atua na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Elza Lemos Andreatta, localizada na Ilha das Caeiras, em Vitória. Efetivamente, a imunização terá início somente na próxima semana, a partir da reserva técnica do lote de doses que o estado receberá até amanhã, o que representa cerca de 5 mil doses. Os primeiros da lista serão os profissionais da faixa etária de 50 a 59 anos, seguindo em ordem até os mais novos. Dentro dessa faixa etária, inicia-se com os trabalhadores da educação básica, ensino fundamental, ensino médio e ensino superior. Durante a cerimônia, foram vacinados seis professores, mas também estão incluídos na lista demais profissionais que formam a rede de educação. Foram vacinados professores das redes municipal, estadual e privada. O ensino superior também foi representado por professores das redes privada e pública. O secretário estadual de Educação, Vitor de Angelo, que também é professor, disse que foi um momento de grande emoção. "A vacina representa se não o fim da pandemia, mas pelo menos um ciclo que aponta para o fim. Para nós é uma alegria muito grande saber que profissionais de educação estão aqui para representar essa caminhada de superação que o Brasil e o mundo vivem em razão da pandemia", pontuou. A lista com o nome dos profissionais, o local e o horário onde ocorrerão as aplicações da vacina contra Covid-19 serão confeccionados por um comitê interinstitucional, que será coordenado pela Secretaria de Estado da Educação (Sedu), mas contará com a presença da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), Sindicato das Instituições de Educação Particulares (Sinep), União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime). O trabalho será auditado e acompanhado pela Secretaria de Controle e Transparência (Secont). Os trabalhadores da educação não precisão de agendamento, apenas serão orientados por esse comitê, atrás de cada município. O secretário de Saúde, Nésio Fernandes, participou do ato simbólico e reforçou que nenhum outro grupo alvo da vacinação será prejudicado. Veja perguntas e respostas sobre a vacinação contra a Covid-19 VÍDEOS: tudo sobre o Espírito Santo Initial plugin text Veja o plantão de últimas notícias do G1 Espírito Santo

Dois assaltantes em uma motocicleta assaltaram equipe de reportagem no bairro Coroado. Cinegrafista baleado em Manaus após perseguir assaltantes Reprodução O cinegrafista Renê Silva, de 45 anos, foi baleado após perseguir ladrões que assaltaram a equipe de reportagem, no bairro Coroado, Zona Leste de Manaus. Ele foi atingido por dois tiros e está internado. Segundo a jornalista Natasha Pinto, que acompanhava o cinegrafista, a equipe foi fazer uma gravação em uma quadra do bairro Coroado sobre um caso de tentativa de homicídio que ocorreu na noite de quarta-feira (14). Após a gravação, ao tentarem retornar para o carro, os jornalistas foram abordados por dois assaltantes em uma motocicleta. "Um deles desceu da motocicleta, apontou a arma no meu rosto e disse que eu 'perdi', para eu passar o celular. Eu disse para ele 'calma', e o outro comparsa alertou para ele a seguinte frase: 'eles são da TV', pois viu o microfone na minha mão, e ambos ficaram nervosos", contou. Os suspeitos fugiram e levaram dois celulares. Com um celular reserva, a repórter avisou a produção do jornal. A equipe de reportagem deixou o local, e o cinegrafista, que também dirige o carro, avistou a dupla de assaltantes próximo ao Clube do Trabalhador, o Sesi. A repórter disse que tentou anotar a placa da motocicleta, mas percebeu que o cinegrafista acelerou e jogou o carro para cima dos assaltantes, que caíram em via pública. Ela relatou que o cinegrafista saiu do carro para tentar pegar os assaltantes, entrou em luta corporal, mas um deles atirou. O cinegrafista foi então atingido por dois tiros. A repórter disse que, ao ouvir os disparos, se escondeu atrás do carro. Os assaltantes fugiram com os celulares da equipe, que acionou a polícia e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, mas as equipes de socorro não compareceram ao local. Um motorista que passava pela via ajudou a repórter a levar o cinegrafista até o Hospital João Lúcio. O Centro Integrado de Operações e Segurança (Ciops) informou que o caso foi repassado para o supervisor da área, pois "não havia nenhuma viatura para o atendimento". Uma equipe da Polícia Militar foi até o hospital e recolheu informações sobre os assaltantes. Policiais foram até o hospital João Lúcio, em Manaus, para obter informações sobre o crime na manhã desta quinta-feira (15) Eliana Nascimento/G1 Veja os vídeos mais assistidos do G1 Amazonas

Participe usando #BDAC ou pelo (68) 99211-2930 BDAC: Acompanhe ao vivo Participe usando #BDAC ou pelo (68) 99211-2930 O G1 transmite diariamente os telejornais Bom Dia Acre, às 7h30, JAC 1, às 11h, e o JAC - 2ª edição a partir de 19h30.

O professor de História morreu em decorrência da Covid-19, aos 60 anos de idade, após passar mais de 20 dias internado para tratar da doença. Morreu, na madrugada desta quinta-feira (14), em São Luís, o ex-vereador da capital e professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA) do Monte Castelo, Joan Gabriel Botelho. Professor de História do IFMA e ex-vereador de São Luís, Joan Botelho, morre em decorrência da Covid Reprodução/Redes Sociais. O professor de História morreu em decorrência da Covid-19, aos 60 anos de idade, após passar mais de 20 dias internado para tratar da doença. O anúncio da morte dele foi dada por um dos filhos do professor, por meio das redes sociais. “É, meu pai, essa batalha o senhor não conseguiu vencer, agora é fazer história lá no céu, com o Senhor Jesus. O mestre dos magos agora descansa em um lugar aonde não há mais dor nem sofrimento. Agora só nos resta lembranças e a saudade. Você fez história em vida e não esquecerei jamais. Agora não está mais aqui comigo em vida, mas teu espírito me acompanha e junto de Deus, está em um lugar melhor. Eu te amo, meu pai, sempre te amarei”, disse o filho, que não se identificou na postagem, que foi feita no perfil do professor no Instagram. Joan Gabriel Botelho era graduado em História e Direito pela Universidade Federal do Maranhão. Ele tinha experiência na área de História, com ênfase em História do Brasil República e História do Maranhão. Ele era professor do IFMA, campus Monte Castelo, em São Luís, além de ter sido diretor do Núcleo de Estudos Avançados do IFMA no município de Santa Rita. O professor também dava aulas em alguns cursos preparatórios na capital. Além da vida acadêmica, Joan também atuou na política. Ele foi vereador pelo Partido dos Trabalhadores (PT) entre os anos de 1996 a 2000. Em 2019, o professor lançou a terceira edição de um livro didático sobre a história do Maranhão, intitulado “Conhecendo e debatendo a história do Maranhão”. O livro, segundo Joan Botelho, tem por objetivo atender aos estudantes de Ensino Médio, vestibulandos e candidatos de concursos públicos. A obra está dividida em três partes: História do Maranhão Colônia, Império e República. A primeira edição data de 2007 e a segunda de 2012. A professora de História do IFMA, divulgou nota de pesar pela morte de Joan Botelho, destacando que a "história do Maranhão perde um ícone". Leia da nota na íntegra: Joan Botelho sempre amou a vida! O conheci em uma banca para professor substituto e fui acolhida desde o primeiro instante. Depois de alguns anos, retornei como colega de departamento e vivenciei ele falar com amor sobre a história do Maranhão, sobre o Moto Clube, sobre seus planos. Ele nunca deixou de sonhar! A história do Maranhão perde um ícone. O Departamento de Humanas e Sociais do Campus Monte Castelo perde um grande amigo e companheiro. Eu sentirei saudades demais de acompanhá-lo nas cinco semanas de Olimpíada Nacional em História do Brasil. Lembro de um áudio de Joan no nosso grupo de história: ele falava sobre a primeira internação que havia durado 32 dias ano passado e tentava dizer que talvez ele tivesse que perder a perna, que tanto utilizou pra fazer gols, como um bom motense. E afirmava: mas eu posso até vir a perder a perna que tanto fez gol e com a qual já corri demais, só que eu nunca vou perder as memórias do que a minha perna já foi capaz de fazer. Que todos os anjos e espíritos de luz te guiem para teu novo lar espiritual. Que Deus conforte a família e os filhos, que muito ainda tinham a aprender com esse grande mestre. Olorun Kosi Purê (Deus lhe dê o descanso eterno!) Pyetra Cutrim Lins Damasceno

Dados atualizados foram divulgados na noite de quarta-feira (14) pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). Dados foram divulgados na noite de quarta (14) TV Globo / Reprodução 13 novos casos de Covid-19 são confirmados e mais 7 mortes pela doença foram confirmadas em Santarém, no oeste do Pará. Os dados atualizados foram divulgados na noite de quarta-feira (14) pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). De acordo com o boletim, as 7 mortes divulgadas aconteceram no período de 20 de março e 14 de abril, sendo 6 homens e 1 mulher. Outros 9 óbitos estão sendo investigados. Confira: 1 morte no dia 20/03: 57 anos; 1 morte no dia 29/03: 71 anos; 1 morte no dia 31/03: 87 anos; 1 morte no dia 07/04: 66 anos; 1 morte no dia 10/04: 74 anos; 1 morte no dia 11/04: 43 anos; 1 morte no dia 14/04: 62 anos. Segundo o informe, dos 17.172 casos confirmados de Covid-19, 16.072 estão recuperados, 117 estão internados, 902 são óbitos e outros 81 pacientes estão em isolamento clínico-hospitalar ou domiciliar. Ainda de acordo com os dados, 20.365 resultados são negativos, 83 estão em análises, 2.767 monitorados e 77.693 monitorados já recuperados. VÍDEOS: mais vistos do G1 Santarém e região

Atendimento para os idosos é no formato drive thru. Veja os locais e horários de atendimento. Balanços diários da vacinação será divulgados em Palmas Raiza Milhomem/Prefeitura de Palmas Pessoas com mais de 66 anos e profissionais da saúde podem se vacinar contra o coronavírus nesta quinta-feira (15). A vacinação dos idosos está sendo feita no formado de drive thru, na Praia da Graciosa e no estacionamento do Ginásio Ayrton Senna. O atendimento é das 8h às 17h. Para se vacinar é preciso comparecer aos locais com os documentos pessoais (RG ou CNH), CPF e cartão de vacina. Os profissionais da saúde que trabalham em clínicas particulares também podem se vacinar nesta quinta-feira (15), mas em local diferente. As doses estão sendo aplicadas no Ginásio do Centro Universitário Luterano de Palmas (Ceulp/Ulbra), na Avenida Teotônio Segurado, das 9h às 17h. Na última segunda-feira (12), a Secretaria Municipal de Saúde comunicou que as clínicas médicas, odontológicas e multiprofissionais da capital deveriam enviar um ofício solicitando vacinação para seus profissionais de saúde. Portanto, só devem receber as doses os profissionais cujo nome consta nas listas autorizadas pelas instituições. Vacinação Até o momento, 29.579 doses das vacinas contra a Covid-19 foram aplicadas em Palmas, 21.131 da primeira dose e 8.448 da segunda dose, e estão sendo vacinados profissionais da saúde, idosos com mais de 67 anos, idosos institucionalizados e cuidadores desses idosos. Mais informações sobre o andamento da imunização contra a Covid-19 podem ser acessadas no site Vacina Já. Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná.

Inscrições estão abertas para campus de Ceilândia; no Gama, prazo inicia nesta sexta-feira (16). Aulas serão remotas enquanto durar pandemia de Covid-19. Fachada da entrada do IFB Campus Ceilândia Arquivo da comunicação do IFB/Divulgação O Instituto Federal de Brasília (IFB) lançou dois editais com 450 vagas gratuitas em cursos de qualificação profissional e de formação inicial e continuada. São 150 vagas para o campus de Ceilândia e mais 300 na unidade localizada no Gama. Confira aqui editais completos As inscrições estão abertas para o IFB de Ceilândia e vão até a próxima quarta-feira (21). O cadastro deve ser feito pela internet. A seleção é por meio de sorteio. As oportunidades são para: Conhecimentos Básicos em Emagrecimento e Saúde Gestão para Pequenas Empresas Libras Básico Já no campus do Gama, as inscrições abrem nesta sexta-feira (16) e vão até o dia 28 de abril. Para participar, os candidatos precisam ter o ensino médio completo. São oportunidades nas seguintes áreas: Desenho Básico Boas Práticas e Controle de Qualidade de Alimentos Ensino de Ciências para os Anos Iniciais do Ensino Fundamental Espanhol Aplicado ao Trabalho Libras Básico Matemática Básica para Planilhas Eletrônicas Princípios de Segurança Microbiológica em Alimentos Segundo o edital, as aulas serão remotas enquanto perdurar a pandemia de Covid-19. VÍDEOS: Educação Leia outras notícias da região no G1 DF.

Motoristas confessaram que receberiam R$ 2 mil para fazer o transporte. Eles foram presos e levados para a delegacia. PRF de Rio Verde encontra 55 kg de maconha em fundo falso de carro A Polícia Rodoviária Federal apreendeu 55 kg de maconha que estavam escondidos no fundo falso de um carro na BR-060, em Rio Verde, no sudoeste de Goiás. Um outro carro, com uma família dentro, era o responsável por fazer a escolta da droga, segundo os policiais. Os dois motoristas foram presos em flagrante. A apreensão aconteceu na tarde de quarta-feira (14), durante uma fiscalização de rotina. A PRF informou que, ao abordar um Fiat Uno na barreira policial, percebeu que um Chevrolet/Onix parou alguns metros à frente na rodovia, o que levantou a suspeita que eles viajavam juntos. Quando os policiais começaram a fazer a fiscalização no primeiro carro, perceberam que o motorista estava nervoso. O Corpo de Bombeiros foi chamado para cortar a lataria com equipamento apropriado. No fundo falso, acharam dezenas de tabletes de droga. Os policiais identificaram que o outro carro, onde estava um casal e duas crianças, de 6 e 7 anos, era usado como batedor. “Um veículo é utilizado para verificar se existe policiamento na via e o outro para trazer a carga”, disse o policial rodoviário Guilherme Melo. Segundo a PRF, os dois motorista confessaram o crime. Eles saíram de Campo Grande (MS) e seguiriam até Goiânia. Eles contaram que receberiam R$ 2 mil pelo transporte. Os motoristas foram levados para a delegacia. Veja outras notícias da região no G1 Goiás. PRF apreende droga escondida em fundo falso de carro em Rio Verde Eduardo Martins/TV Anhanguera Droga apreendida em fundo falso de carro Eduardo Martins/TV Anhanguera VÍDEOS: últimas notícias de Goiás
Doses serão aplicadas no Centro de Educação e Cultura, das 9h às 10h e retorna a tarde, das 16h até as 19h. Salto inicia vacinação contra a Covid para profissionais da educação acima de 47 anos A vacinação contra a Covid-19 para os profissionais da educação é realizada nesta quinta-feira (15) em Salto (SP). As doses são aplicadas no Centro de Educação e Cultura, das 9h às 10h, e retorna no período da tarde, das 16h até as 19h. A vacina vai contemplar os secretários, auxiliares de serviços gerais, faxineiras, mediadores, merendeiras, monitores, cuidadores, diretores, vice diretores, professores efetivos e temporários e os coordenadores pedagógicos. A aplicação será até a sexta-feira (16) no Centro de Educação e Cultura de Salto, que fica na Rua Prudente de Moraes, 580, centro. Cada escola municipal, estadual e particular, vai receber uma lista da Secretaria de Educação do Município com o nome dos profissionais a serem vacinados e também com o dia e horário certo para não gerar aglomeração. É necessário levar os documentos pessoais, RG e CPF. O vice-governador, Rodrigo Garcia, e o Secretário da Educação do Estado, Rossieli Soares, vão acompanhar a vacinação na cidade. Ao todo serão distribuídas 350 mil doses, em todo o estado, para o grupo da educação. VÍDEOS: veja as reportagens do Bom Dia Cidade e do TEM Notícias de Sorocaba e Jundiaí O Veja mais notícias da região no G1 Sorocaba e Jundiaí

Oportunidades são para Arcoverde, Caruaru, Pesqueira, Santa Cruz do Capibaribe e Serra Talhada. Carteira de Trabalho (CTPS) Digital Minne Santos As Agências do Trabalho estão com vagas abertas para esta quinta-feira (15) em Arcoverde, Caruaru, Pesqueira, Santa Cruz do Capibaribe e Serra Talhada. No total, são 51 oportunidades. Em Caruaru, a agência está funcionando com horário marcado, na Rua Padre Antônio Tomáz, número 127, no bairro Maurício de Nassau. O telefone para contato da agência é o (81) 3719-9480. Durante a pandemia, os atendimentos nos municípios são realizados mediante pré-agendamento no site. O uso de máscara nas unidades é obrigatório. Confira as vagas disponíveis Arcoverde Agente de Microcrédito - 1 Farmacêutico - 1 Vendedor pracista - 1 Caruaru Agente de Pátio - 7 Analista de rede - 1 Capoteiro - 1 Carpinteiro Auxiliar - 1 Costureiro Velamista - 1 Encanador - 1 Mecânico de manutenção de automóveis - 2 Mecânico de Manutenção de Máquina Industrial - 5 Montador de Artefatos de Couro (Exceto roupas e calçados) - 1 Pedreiro - 2 Pintor de automóveis - 1 Promotor de Vendas - 1 Servente de Obras - 2 Técnico de manutenção industrial - 5 Vendedor pracista - 3 Carpinteiro - 1 Eletrotécnico - 1 Encanador - 1 Pesqueira Vendedor Pracista - 1 Santa Cruz do Capibaribe Encarregado de Seção de Controle de Produção - 1 Vendedor Pracista - 4 Serra Talhada Técnico de Controle de Meio Ambiente - 1 Técnico de Controle de Qualidade - 1 Técnico em Segurança do Trabalho - 1 Vagas exclusivas para pessoas com deficiência Caruaru Auxiliar de Logística - 1 Servente de Obras - 1

De acordo com a GCM, o homem confessou o crime. Bombeiros trabalham no local para apagar o fogo. Homem confessa ter incendiado ecoponto de Iracemápolis Um incêndio atingiu o ecoponto de Iracemápolis (SP) na madrugada desta quinta-feira (15). Um homem é suspeito de ter ateado fogo no local, que foi detido pelos guardas municipais. Incêndio no ecoponto de Iracemápolis Reprodução/EPTV De acordo com a Guarda Municipal, quando chegaram ao local, encontraram o homem com atitudes suspeitas, e após ter sido questionado, ele teria confessado ter colocado fogo no ecoponto. Até o momento da publicação desta matéria, os bombeiros ainda estavam no local combatendo o fogo. O homem foi levado para a delegacia e depois foi liberado. A polícia vai investigar o caso. Região de Piracicaba: fique por dentro do que acontece nas cidades Veja mais notícias da região no G1 Piracicaba