Simule e contrate

g1


Para comemorar 200º edição, g1 ouviu compila as músicas mais tocadas da história do Spotify do YouTube no Brasil. Sertanejo domina, Kondzilla se destaca e Marília Mendonça é campeã de hits. Top 200 Spotify no Brasil Henrique & Juliano - Arranhão - Ao Vivo - 208.447.453 Israel & Rodolffo - Batom de Cereja - Ao Vivo - 208.291.242 João Gomes - Meu Pedaço de Pecado - 201.894.865 Matheus Fernandes - Baby Me Atende - 195.586.414 Melim - Meu Abrigo - 193.809.661 João Gustavo e Murilo - Lençol Dobrado - 191.931.093 Os Barões Da Pisadinha - Recairei - Ao Vivo - 189.050.274 Diego & Victor Hugo - Facas - Ao Vivo 188.674.177 Ed Sheeran - Shape of You - 175.765.964 Dua Lipa - Don't Start Now - 172.819.224 Wesley Safadão - Ele É Ele, Eu Sou Eu - 171.740.131 Jonas Esticado - Investe Em Mim - 169.035.197 Gusttavo Lima - A Gente Fez Amor - Ao Vivo - 168.893.286 Marília Mendonça - Supera - Ao Vivo - 167.672.992 Henrique & Juliano - Liberdade Provisória - Ao Vivo - 167.585.078 The Weeknd - Blinding Lights - 167.384.887 Henrique & Juliano - Volta por Baixo - Ao Vivo - 165.632.918 Felipe Araújo - Atrasadinha - Ao Vivo - 163.884.577 Zé Neto & Cristiano - Notificação Preferida - Ao Vivo - 161.157.365 Marília Mendonça - Bebi Liguei - Ao Vivo - 160.310.905 Luíza & Maurílio - S de Saudade - 159.833.698 Jorge & Mateus - Tijolão - Ao Vivo - 159.832.111 Marília Mendonça - Esqueça-Me Se For Capaz - 159.609.171 Xamã - Malvadão 3 - 158.091.050 Marília Mendonça - Ciumeira - Ao Vivo - 157.103.893 George Henrique & Rodrigo - Vai Lá Em Casa Hoje - 156.399.168 Jorge & Mateus - Propaganda - Ao Vivo - 154.857.468 Zé Neto & Cristiano - Alô Ambev (Segue Sua Vida) - Ao Vivo - 154.854.236 Pineapple StormTv - Poesia Acústica #6: Era uma Vez - 153.635.889 Marília Mendonça - Graveto - Ao Vivo - 152.885.197 Jorge & Mateus - Cheirosa - Ao Vivo - 151.123.057 Melim - Ouvi Dizer - 146.764.126 Harry Styles - Watermelon Sugar - 146.516.870 Lauana Prado - Cobaia - 145.662.836 Raí Saia Rodada - Tapão Na Raba - 145.423.268 Henrique & Juliano - A Maior Saudade - Ao Vivo - 145.289.665 1Kilo - Deixe Me Ir - Acústico - 142.651.044 Os Barões Da Pisadinha - Basta Você Me Ligar - 139.620.128 Marília Mendonça - Troca de Calçada - 139.500.874 Luan Santana - MORENA - 138.061.412 Lagum - Deixa - 137.898.395 Fernando & Sorocaba - Só Não Divulga - 137.486.564 Zé Neto & Cristiano - Largado Às Traças - Ao Vivo - 135.908.916 Zé Neto & Cristiano - Barzinho Aleatório - Ao Vivo - 134.492.788 Alok - Hear Me Now - 134.307.381 Marília Mendonça - Todo Mundo Vai Sofrer - Ao Vivo - 134.169.939 Imagine Dragons - Believer - 133.045.518 Pedro Sampaio - GALOPA - 132.641.738 Zé Neto & Cristiano - Ela e Ela - 130.864.086 Matheus & Kauan - Litrão - Ao Vivo - 129.988.476 Matheus & Kauan - Vou Ter Que Superar - Ao Vivo - 129.543.103 Giulia Be - menina solta - 129.172.966 Henrique & Juliano - Briga Feia - Ao Vivo - 127.888.461 Matheus & Kauan - Quarta Cadeira - Ao Vivo - 127.326.809 Jorge & Mateus - Lance Individual - 126.234.745 Gusttavo Lima - Bloqueado - Ao Vivo - 125.979.347 Zé Neto & Cristiano - Você Beberia Ou Não Beberia? - 125.906.758 Pedro Sampaio - SENTADÃO - 124.419.795 Os Barões Da Pisadinha - Tá Rocheda - 123.889.688 Niack - Oh Juliana - 123.830.370 Mc Davi - Bipolar - 123.821.442 Tones and I - Dance Monkey - 122.796.732 Matuê - Quer Voar - 122.795.574 Avine Vinny - Coração Cachorro - 122.109.183 João Gomes - Aquelas Coisas - 121.924.478 Gusttavo Lima - Nota de Repúdio - Ao Vivo - 121.819.398 Tayrone - Cê Tá Preparada - Ao Vivo - 121.808.491 Jorge & Mateus - Paradigmas - 121.622.813 Jorge & Mateus - Ranking - 121.522.354 Tarcísio do Acordeon - Rolê - 119.901.415 Zé Felipe - Revoada No Colchão - 118.581.097 Gusttavo Lima - Ficha Limpa - 118.430.418 Dilsinho - Sogra - Ao Vivo - 118.333.523 Vitor e Luan - Localiza Aí BB - 118.264.315 MC Zaquin - Não Nasceu pra Namorar - 118.113.063 Anitta - Vai malandra - 117.909.882 Marília Mendonça - Presepada - 117.320.931 Hugo & Guilherme - Mal Feito - Ao Vivo - 116.694.615 Mc Poze do Rodo - Vida Louca - 116.449.815 Guilherme & Benuto - 3 Batidas - 116.350.014 Zé Felipe - Toma Toma Vapo Vapo - 116.137.172 Matheus & Kauan - Ao Vivo E A Cores - 115.951.800 Marília Mendonça - Todo Mundo Menos Você - 115.161.101 Paulo Pires - Ameaça - 115.080.899 Os Barões Da Pisadinha - Quero Ver é Me Esquecer - 115.068.855 Marília Mendonça - Quero Você do Jeito Que Quiser - 114.469.847 Pk - Quando a vontade bater (Participação especial de PK Delas) - 114.252.706 MC Du Black - Gaiola É o Troco - 114.136.444 Mc Anjim - Bala Love - 113.346.356 Pineapple StormTv - Poesia Acústica #9: Melhor Forma - 113.000.981 João Gomes - Se For Amor - 111.910.871 Jorge & Mateus - Troca - 111.485.643 Tarcísio do Acordeon - Meia Noite (Você tem meu Whatsapp) - 111.396.711 Jorge & Mateus - Molhando o Volante - 110.955.366 Dilsinho - Péssimo Negócio - Ao Vivo - 110.288.242 Simone & Simaria - Foi Pá Pum - 109.879.273 Malu - Disco Arranhado - Funk Remix - 109.770.777 Zé Neto & Cristiano - Ferida Curada - 109.754.461 Marília Mendonça - Serenata - Ao Vivo - 108.671.432 Gustavo Mioto - Solteiro Não Trai - Ao Vivo - 108.377.614 Top 200 clipes brasileiros no YouTube MC Fioti - Bum Bum Tam Tam (KondZilla) - 1.712.733.533 MC Kevinho - Olha a Explosão (KondZilla) - 1.181.620.288 Michel Teló - Ai Se Eu Te Pego - Video Oficial (Assim você me mata) - - 1.069.753.979 Zé Neto e Cristiano - LARGADO ÀS TRAÇAS - Zé Neto e Cristiano Acústico 883.285.203 Amor de Verdade - MC Kekel e MC Rita (KondZilla) - 727.652.668 Zé Neto e Cristiano - NOTIFICAÇÃO PREFERIDA - 727.050.893 Simone & Simaria - Loka ft. Anitta - 718.309.705 Preto no Branco - Ninguém Explica Deus (Ao Vivo) ft. Gabriela Rocha - 665.087.438 Anitta & J Balvin - Downtown - 632.360.723 MC Kevinho - O Grave Bater [Sintonia Soundtrack] (KondZilla) - 622.440.014 Bumbum Granada - MCs Zaac e Jerry (KondZilla) - 613.459.593 Poesia Acústica #6 - Era Uma Vez - Mc Cabelinho, Orochi, Bob, Maquin, Azzy, Filipe Ret, Dudu, Xamã - 608.143.613 Ministério Zoe - Aquieta Minh'alma (Video Oficial) - 601.158.697 Maiara & Maraisa - Medo Bobo (Ao Vivo em Goiânia)- 591.233.940 Poesia Acústica #2 - Sobre Nós - Delacruz I Maria I Ducon I Luiz Lins I Diomedes I Bk' I Kayuá - 586.352.484 Marília Mendonça - BEM PIOR QUE EU - (Todos Os Cantos)- 581.176.840 Marília Mendonça - Infiel - Vídeo Oficial do DVD - 573.859.708 Henrique e Juliano - Flor E O Beija-Flor part. Marília Mendonça - DVD Novas Histórias - 561.681.190 Gusttavo Lima - Apelido Carinhoso - DVD Buteco do Gusttavo Lima 2 (Vídeo Oficial) - 555.760.762 Marília Mendonça - Eu Sei De Cor - DVD Realidade - 525.997.908 LUGAR SECRETO | CLIPE OFICIAL | EP CÉU | GABRIELA ROCHA - 520.835.100 Gustavo Mioto - Anti-Amor Part Jorge e Mateus - 519.258.464 Lauana Prado - Cobaia (Ao Vivo) - 510.740.511 Acústico 1Kilo - Deixe-me Ir (Baviera. Knust e Pablo Martins) - 507.121.481 Fuleragem - MC WM (KondZilla) - 499.712.720 Marília Mendonça - Estranho (Agora Que São Elas 2) - 499.013.638 Henrique e Juliano - VIDINHA DE BALADA - DVD O Céu Explica Tudo - 495.997.422 Matheus & Kauan - Vou Ter Que Superar (Ao Vivo) ft. Marilia Mendonça - 493.467.516 Marília Mendonça - BEBI LIGUEI (TODOS OS CANTOS) - 491.485.734 Midian Lima - Jó - COM LETRA - 488.468.488 Marília Mendonça - De Quem É A Culpa? - DVD Realidade - 486.082.883 Maiara & Maraisa - 10% (Ao Vivo em Goiânia) - 478.579.402 Nego do Borel - Você Partiu Meu Coração (Videoclipe) ft. Anitta. Wesley Safadão - 476.396.386 Tribo da Periferia - Imprevisível (Official Music Video) - 474.462.478 Zé Neto e Cristiano - STATUS QUE EU NÃO QUERIA - #EsqueceOMundoLaFora - 470.229.162 Marília Mendonça - CIUMEIRA - (Todos Os Cantos) #Ciumeira - 467.611.019 Lembranças - Hungria Hip Hop (Official Vídeo) - 463.975.494 Felipe Araújo & Ferrugem - Atrasadinha - 459.446.326 Mano Walter - Não Deixo Não (Video Oficial) - 457.147.406 Jorge & Mateus - Propaganda [Terra Sem CEP] (Vídeo Oficial) - 455.816.765 MC Livinho - Cheia de Marra (KondZilla) | Official Music Video - 454.521.123 Dilsinho - Péssimo Negócio (DVD Terra do Nunca Ao Vivo) - 453.751.043 Jorge & Mateus - Sosseguei (Como Sempre Feito Nunca) - 450.232.985 Márcia Fellipe. Jerry Smith - Quem Me Dera - 448.200.833 Matheus & Kauan - Quarta Cadeira (Ao Vivo Em Goiânia / 2018) ft. Jorge & Mateus - 442.625.969 Marília Mendonça - TODO MUNDO VAI SOFRER (Todos Os Cantos) - 437.305.065 Abusadamente - MC Gustta e MC DG (KondZilla) | Official Music Video - 434.624.414 Alok. Bruno Martini feat. Zeeba - Hear Me Now (Official Music Video) - 429.419.965 Anitta. Mc Zaac. Maejor feat. Tropkillaz & DJ Yuri Martins - Vai Malandra - 428.937.621 Marília Mendonça - SUPERA (Todos Os Cantos) - 427.360.005 Henrique e Juliano - NA HORA DA RAIVA - DVD Novas Histórias - Ao vivo em Recife - 426.588.021 Marília Mendonça - Amante Não Tem Lar - DVD Realidade - 425.082.208 Mano Walter - O Que Houve? ft. Marília Mendonça (Ao Vivo) - 423.817.227 Anitta - Bang (Official Music Video) - 420.467.857 Anitta feat. Maluma - Sim Ou Não (Official Music Video) - 419.829.445 Kevinho e MC Kekel - O Bebê (kondzilla.com) | Official Music Video - 418.007.953 Melim - Meu Abrigo - 417.264.507 Marília Mendonça - Alô Porteiro - Vídeo Oficial do DVD - 415.656.718 Zé Ramalho - Sinônimos (Ao Vivo) - 413.534.789 Humberto e Ronaldo - Não Fala Não Pra Mim feat. Jerry Smith - 411.836.795 Projota - Muleque De Vila (Ao Vivo) - 411.558.422 Wesley Safadão e Aldair Playboy ft. Kevinho - Amor Falso - 405.214.005 Enzo Rabelo - Tijolinho Por Tijolinho | Part. Zé Felipe - 403.934.584 Thiago Brava Ft. Jorge - Dona Maria - 402.210.843 Israel & Rodolffo - Batom De Cereja (Aqui e Agora) - 401.375.897 Henrique e Juliano - LIBERDADE PROVISÓRIA - DVD Ao Vivo No Ibirapuera - 397.495.589 Gusttavo Lima - Cem Mil - DVD O Embaixador (Ao Vivo) - 396.718.171 Diego & Victor Hugo. Bruno & Marrone - Facas (Ao Vivo) - 396.350.868 Henrique e Juliano - Cuida Bem Dela (DVD Ao vivo em Brasília) [Vídeo Oficial] - 395.752.608 Pabllo Vittar - K.O. (Videoclipe Oficial) - 390.693.925 Matheus Fernandes e Dilsinho - Baby Me Atende (Clipe Oficial) - 389.936.694 MC Bruninho e Vitinho Ferrari - Sou Favela (GR6 Filmes) DJ DG e Batidão Stronda - 389.912.895 MC G15 - Deu Onda (KondZilla) - 389.801.800 Luan Santana | Vingança ft Mc Kekel (Video Oficial) - Live-Móvel - 386.141.680 Wesley Safadão - Ar Condicionado no 15 [DVD WS In Miami Beach] - 385.927.666 MC Kevinho - Tumbalatum (KondZilla) - 383.324.166 Marília Mendonça - A Culpa é Dele feat. Maiara e Maraisa (Agora é Que São Elas 2) - 382.083.621 Ferrugem - Sinto sua Falta. É Natural. Pra Você Acreditar e Pirata e Tesouro "DVD Chão De Estrelas" - 379.421.869 Só Quer Vrau - MC MM feat DJ RD (KondZilla) | Official Music Video - 376.167.072 Anitta - Paradinha [Official Music Video] - 375.547.900 Leandro Borges - Deus e Eu (Não conte seus maiores sonhos a ninguém) (Ao Vivo) - 372.306.592 Deixa Acontecer / Coração Radiante / Compasso Do Amor - 370.586.373 MC Nando DK e Jerry Smith feat. DJ Cassula - Troféu do Ano (KondZilla) | Official Music Video - 370.574.048 Hungria Hip Hop - Amor e Fé (Official Music Video) #CheiroDoMato - 370.430.651 Marília Mendonça - INTENÇÃO feat. Gaab (Todos Os Cantos) - 367.973.086 MC L Da Vinte e MC Gury - Parado no Bailão (Funk Explode) - 366.888.154 Henrique e Juliano - AQUELA PESSOA - DVD O Céu Explica Tudo - 363.205.944 Henrique e Juliano - Como É Que A Gente Fica - DVD Novas Histórias - Ao vivo em Recife - 363.167.317 IZA - Pesadão (Participação especial Marcelo Falcão) - 359.684.020 Naiara Azevedo Ft. Maiara e Maraisa - 50 Reais - 357.923.380 Xand Avião feat. Gusttavo Lima - Algo Mais (Amante) (DVD: Errejota) [Clipe Oficial] - 355.642.338 Gusttavo Lima – A Gente Fez Amor - DVD O Embaixador In Cariri (Ao Vivo) - 355.459.118 Poesia Acústica #3 - Capricorniana - Sant | Tiago Mac | Lord | Maria | Choice - 354.628.230 Gabriel Diniz - Jenifer - 352.221.564 Kell Smith - Era Uma Vez (Videoclipe Oficial) - 350.372.724 Gusttavo Lima - Eu Não Iria - DVD O Embaixador (Ao Vivo) - 350.293.256 Gusttavo Lima - Na Hora de Amar (Spending My Time) - DVD O Embaixador (Ao Vivo) - 350.130.533 Juliano Son | Lindo és + Só Quero Ver Você (Livres Ao Vivo Em São Paulo) - 349.436.282 Arlequina - MC Bella (KondZilla) | Official Music Video - 348.786.038 Anitta & J Balvin - Downtown (Official Lyric Video) ft. Lele Pons & Juanpa Zurita - 347.896.721 Você pode ouvir o G1 ouviu no G1, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts ou no Apple Podcasts. Assine ou siga o G1 Ouviu para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar. O que são podcasts? Um podcast é como se fosse um programa de rádio, mas não é: em vez de ter uma hora certa para ir ao ar, pode ser ouvido quando e onde a gente quiser. E em vez de sintonizar numa estação de rádio, a gente acha na internet. De graça. Dá para escutar num site, numa plataforma de música ou num aplicativo só de podcast no celular, para ir ouvindo quando a gente preferir: no trânsito, lavando louça, na praia, na academia... Os podcasts podem ser temáticos, contar uma história única, trazer debates ou simplesmente conversas sobre os mais diversos assuntos. É possível ouvir episódios avulsos ou assinar um podcast – de graça - e, assim, ser avisado sempre que um novo episódio for publicado. G1/Divulgação

Animal foi capturado pelo Corpo de Bombeiros. Serpente foi solta em área de reserva ambiental. Homem encontra cobra em restaurante de Catalão Um comerciante se surpreendeu ao encontrar uma cobra enrolada em algumas garrafas de açafrão, no restaurante dele em Catalão, às margens da BR-050, na região sudeste de Goiás. O animal foi capturado pelo Corpo de Bombeiros e solto em uma área de reserva ambiental. A cobra foi capturada na quinta-feira (23), por volta das 11h, por dois militares dos bombeiros. Para isso, eles usaram uma pinça e um tambor, além de equipamentos de proteção. “Fomos acionados para capturar uma cobra que estava em um restaurante na zona rural. No local, encontramos a cobra em uma estante. Utilizando uma pinça e um tambor fizemos a captura”, narrou o relato da ocorrência. LEIA TAMBÉM: VÍDEO: Cobra é abandonada próximo a batalhão policial em Rio Verde IMPRESSIONANTE: Homem captura cobra com as mãos e a solta em córrego de Goiânia Adolescente é picada por cobra ao colocar a mão em pote para pegar ração de peixes em Formosa Comerciante se surpreende ao se deparar com cobra enrolada a garrafas de açafrão em Catalão, Goiás Divulgação/Corpo de Bombeiros Segundo os bombeiros, a serpente é uma caninana, que não é venenosa. O biólogo Edson Abrão avaliou pela imagem e disse que também acredita ser desta espécie, mas afirmou que não foi possível confirmar somente pela fotografia. O especialista contou ainda que a caninana se alimenta de outras serpentes. Ele disse que, caso a cobra encontrada seja desta espécie, é provável que ela estivesse entre as garrafas em busca de alimento. “A caninana é um serpente agressiva e provavelmente estava nesse local atrás de alimentos, como roedores, por exemplo. Ela é imune ao veneno de várias outras serpentes peçonhentas”, disse. Após a captura, a cobra foi solta em uma área de reserva ambiental do Centro de Triagem de Animais Silvestre (Cetas). Veja outras notícias da região no g1 Goiás. Serpente foi solta em área de reserva ambiental Divulgação/Corpo de Bombeiros VÍDEOS: últimas notícias sobre resgate de animais em Goiás

Noite deste sábado (26) foi de festa para o público e para Israel e Rodolffo, que se apresentaram pela primeira vez no São João de Campina Grande. Dupla Israel e Rodolffo no São João 2022 de Campina Grande, PB Bruna Couto/g1 A noite deste sábado (26) no São João 2022 de Campina Grande foi marcada pelo show da dupla sertaneja Israel e Rodolffo. Eles se apresentaram pela primeira vez no Parque do Povo, e receberam fãs de várias partes do Brasil para um show que durou quase duas horas. Compartilhe esta notícia no WhatsApp Compartilhe esta notícia no Telegram Pouco antes do show, a dupla disse ao g1 que estava "realizando um grande sonho" ao cantar n'O Maior São João do Mundo. Para eles, a festa, que recebe artistas conhecidos nacionalmente, sempre foi vista como um objetivo a ser conquistado. "Isso aqui pra nós é uma grande conquista. Estamos com o coração transbordando de alegria. A festa é muito conhecida, e a gente sempre quis estar aqui. Estamos super honrados", disse Rodolffo. Eles também falaram sobre a responsabilidade de cantar durante os festejos juninos, em festas típicas do Nordeste, e adiantaram que tinham preparado um repertório especial para os shows de São João, mesclando sucessos autorais do sertanejo e canções marcantes do forró. "A responsabilidade é gigantesca. Já faz três meses que discutimos o repertório de São João. Fizemos alguns shows pra ensaiar, pra chegarmos aqui afiados", explicou Israel. SÃO JOÃO 2022: saiba tudo sobre as festas juninas na Paraíba Israel e Rodolffo durante show no São João 2022 de Campina Grande, PB Bruna Couto/g1 Quando o show começou, por volta das 23h, a dupla viu um Parque do Povo cheio de fãs de vários estados do Brasil, como Goiás, São Paulo e Pernambuco, além de admiradores que moram em Campina Grande. Fãs de Israel e Rodolffo no show da dupla em Campina Grande, PB Bruna Couto/g1 Os fãs da dupla também fizeram questão de mostrar admiração pela amizade entre o cantor sertanejo Rodolffo e a cantora paraibana Juliette, ex-colegas de confinamento no BBB 21. Com cartazes e adereços escritos 'Rodette', união entre Rodolfo e Juliette, eles entregaram ao ex-BBB um adereço com a palavra 'Piruca', apelido que a paraibana deu ao amigo ainda na casa mais vigiada do Brasil. Eles também cantaram a música "Sobre", parceria com Juliette. LEIA TAMBÉM: Juliette faz primeiro show no São João de Campina Grande Fãs de Rodolffo e Juliette no São João 2022 de Campina Grande Bruna Couto/g1 No repertório, grandes sucessos como "Batom de Cereja" dividiram espaço com músicas de nomes como Dominguinhos, Luiz Gonzaga e Elba Ramalho. A dupla separou um momento da apresentação para reverenciar a cultura de Campina Grande e o público aproveitou para dançar muito forró. Emocionados, Israel e Rodolffo agradeceram várias vezes aos fãs por cantarem suas músicas e participarem do momento especial para eles. "Sempre vimos os maiores artistas do Brasil pisando nesse palco, virou um sonho pra a gente. Graças a Deus a gente está realizando. Isso é muito especial", relatou Israel. O show também foi marcado pela presença e participação de uma fã mirim de Israel e Rodolffo. A garota, que mora na cidade de Pocinhos, próximo a Campina Grande, foi levada pelos pais para ver a apresentação, e subiu ao palco para cantar com a dupla. Fã mirim sobe ao palco para cantar com Israel e Rodolffo, em Campina Grande, PB Bruna Couto/g1 A dupla também homenageou Marília Mendonça, que morreu em 2021 vítima de um acidente aéreo. Ao cantarem as músicas da artista, pediram que o público desse continuidade à alegria que era marca da 'Rainha da Sofrência". Depois de mais de uma hora de show, Israel e Rodolfo desceram do palco principal do Parque do Povo e receberam o calor dos fãs. Passaram por um corredor no meio da multidão e tiraram várias fotos com quem estava no local, finalizando a participação no São João 2022 de Campina Grande. "A gente pode falar, mas vocês não vão entender o tamanho da nossa realização. Esperamos encontrar vocês em breve! Até ano que vem, Campina Grande", disseram antes de deixar o palco. SHOWS: confira programação completa do São João 2022 de Campina Grande Felipe Alcântara também se apresentou no Parque do Povo Depois do show de Israel e Rodolffo, o paraibano Felipe Alcântara subiu ao palco principal do 'PP'. Antes do show, o artista conversou com a imprensa e relatou a emoção em poder voltar ao São João de Campina Grande após a suspensão da festa em virtude da pandemia da Covid-19. "Estou muito emocionado. Eu vim ao Parque do Povo durante a pandemia, vi esse lugar vazio, e hoje estou super feliz em poder voltar ao palco d'O Maior São João do Mundo com o calor do público", disse. Paraibano Felipe Alcântara no São João 2022 de Campina Grande Bruna Couto/g1 Felipe também relatou que o São João de Campina Grande é sinônimo de família para ele, que é natural de João Pessoa. Segundo ele, ao lembrar da festa, lembra também de memórias de infância e tradições que não podem se apagar com o tempo. "Esse lugar só me traz alegria. Quando piso aqui, sinto acolhimento. Em Campina Grande, através do povo, deixa muito nítido o quanto o São João é nosso", finalizou. O São João 2022 de Campina Grande segue acontecendo até o próximo dia 10 de julho. Neste domingo (26), sobem ao palco principal do Parque do Povo Bruno e Denner, Gil Mendes, Luka Bass e Jeito Nordestino. Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba

Irmãs encerraram as apresentações na madrugada deste domingo (26) no Pátio de Eventos Luiz Gonzaga. Maiara e Maraísa em Caruaru Hayale Guimarães/g1 Caruaru Um grupo de fãs viajou cerca de 10h para assistir ao show de Maiara e Maraísa no São João de Caruaru, no Agreste de Pernambuco. Adriana Araújo, Daniele Araújo e o cunhado Luiz vieram da cidade de Juazeiro do Norte, no Ceará, especialmente para o show das irmãs. Nós amamos Maiara e Maraísa, viemos para Caruaru e daqui vamos para Petrolina para outro show delas", afirmou a fã. A dupla encerrou a noite de apresentações no Pátio de Eventos na madrugada deste domingo (26). As técnicas do The Voice kids, programa da Globo, já cantaram no Maior e Melhor São João do Mundo, mas segundo elas, a expectativa é sempre grande para este momento. Mayara e Maraísa no Pátio de Eventos Hayale Guimarães/g1 Caruaru "Cantar mais uma vez em Caruaru, nesta festa linda e de tanta grandeza, é para nós uma realização. Amamos esse público tão receptivo e caloroso", falou uma das irmãs durante a apresentação. Maiara e Maraísa cantam em Caruaru A dupla sertaneja fez uma homenagem à cantora Marília Mendonça, que era uma grande amiga das irmãs e também parceira de projetos de trabalhos. "Nossa eterna Marília Mendonça, nós te amamos". O Pátio de Eventos Luiz lua Gonzaga ficou lotado durante as apresentações na madrugada deste domingo (26). Pátio de Eventos Luiz Lua Gonzaga Anderson Melo/TV Asa Branca

'Eu tenho vontade de chorar, mas se eu choro, eu tenho medo pelos meus netos', disse. Adriana Coelho da Silva deixou quatro filhos. Após alta, idosa ferida em ataque a ônibus em Piracicaba descobre que filha morreu A aposentada de 60 anos, ferida no ônibus do transporte coletivo alvo de atentado em Piracicaba (SP) na terça-feira (21), disse neste sábado (25) que só após a alta médica soube da morte da filha. Vítima da mesma tragédia, Adriana Coelho da Silva, de 42 anos perdeu a vida após ser atingida por facadas. A mãe teve ferimentos no pescoço e foi socorrida na Avenida Armando de Salles Oliveira e levada para o Hospital Fornecedores de Cana, onde passou por cirurgia e recebeu alta na quinta-feira (23). "Eu tava internada, não sabia de nada. Por isso que Deus me deu essa força toda", conta. Vídeo mostra momento em que suspeito se rende após esfaquear passageiros em ônibus de Piracicaba 'Todo mundo gritando desesperado', relata sobrevivente Três morreram em ataque a facadas dentro do ônibus Saiba quem são as vítimas do crime Autor escolheu vítimas aleatoriamente e sem motivação, diz polícia Aposentada de 60 anos conta que perdeu a filha no ataque ao ônibus de Piracicaba Reprodução/EPTV No dia do crime, que deixou outras duas pessoas mortas, a aposentada tinha ido buscar uma cesta básica e voltava para casa no ônibus da linha Centro-Vila Sônia. Ela estava sentada em um banco no fundo do veículo, próximo à filha, que tinha acabado de sair do trabalho. Ao ser atingida, a mãe escutou barulho e viu o sangue. Depois disso, saiu correndo para pedir socorro e não conseguiu ver o homem que havia desferido o golpe em seu pescoço. "Eu não percebi, não vi nada, pra mim era um acidente'", relembra. Adriana deixou quatro filhos. Momento em que agentes de trânsito bloqueiam o trânsito em avenida de Piracicaba, após atentado em ônibus Claudia Assencio/ g1 "Que Deus tome conta da alma dela e dê muita força pra nós e os filhos dela. Eu tenho vontade de chorar, mas se eu choro eu tenho medo pelos meus netos", lamenta a avó. Também morreram no ataque, Roseli Ramalho Ferreira, de 55 anos, funcionária do Sindicato dos Metalúrgicos da cidade, e Valdemar da Silva Venâncio, de 68 anos. O assassino foi preso após o ataque e transferido para o Centro de Progressão Penitenciária de Campinas (SP). O caso é investigado pela Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic) de Piracicaba (SP). Idosa estava internada no Hospital dos Fornecedores de Cana, em Piracicaba Fernanda Zanetti/G1 Veja mais notícias da região no g1 Piracicaba

Gilberto Gil faz 80 anos neste domingo, 26 de junho de 2022 Irakerly / Facebook Gilberto Gil ♪ GIL 80 ANOS – Da grandeza de Gilberto Gil, mestre da MPB que faz 80 anos neste domingo, já não há mais nada a dizer. Até porque o poeta e compositor tropicalista Torquato Neto (1944 – 1972) já disse tudo ao sentenciar que “há várias maneiras de se cantar e fazer música brasileira” e que “Gil prefere todas”. Neste domingo, 26 de junho de 2022, o Blog do Mauro Ferreira corrobora a sentença de Torquato e exemplifica a pluralidade da obra de Gilberto Gil ao listar 80 músicas do cancioneiro autoral do artista octogenário, em cena desde 1962. ♪ Eis, em ordem cronológica, 80 músicas compostas por Gilberto Gil e lançadas entre 1965 e 2019 na voz do próprio cantor ou, em casos eventuais, em gravações de cantoras como Elis Regina (1945 – 1982), Gal Costa, Maria Bethânia e Roberta Sá: 1. Eu vim da Bahia (1965) – Samba em que Gil aponta a origem do artista, nascido no estado que lhe deu régua e compasso 2. Procissão (Gilberto Gil e Edy Star, 1965) – O olhar do artista sobre a fé do povo sertanejo. 3. Roda (Gilberto Gil e João Augusto 1965) – Preste atenção no ritmo da música 4. Amor até o fim (1966) – Samba que caiu no suingue de Elis Regina (1945 – 1982) 5. Viramundo (Gilberto Gil e José Carlos Capinan, 1966) – Um grito de guerra sobre os desatinos do sertão 6. Lunik 9 (1967) – O poeta hi-tech vislumbra a chegada do homem à lua 7. Domingo no parque (1967) – Narrativa cinematográfica da tragédia amorosa 8. Bom dia (Gilberto Gil e Nana Caymmi, 1967) – Parceria bissexta com a cantora e então esposa 9. Geleia geral (Gilberto Gil e Torquato Neto, 1968) – O poeta desfolha a bandeira da manhã tropical 10. Marginália II (Gilberto Gil e Torquato Neto, 1968) – A radiografia do fim do mundo 11. Divino maravilhoso (Gilberto Gil e Caetano Veloso, 1968) – Parceria com o irmão musical para o despertar tropicalista de Gal Costa 12. Aquele abraço (1969) – Um samba para se despedir do Rio de Janeiro (e do Brasil) antes da viagem para o exílio 13. Crazy pop rock (Gilberto Gil e Jorge Mautner, 1971) – Rock made in Inglaterra 14. Expresso 2222 (1972) – Começa a circular um Gil de sotaque mais universal, mas brasileiro 15. Back in Bahia (1972) – Radiografia dos sentimentos londrinos e da felicidade de voltar para a pátria na batida do rock 16. Oriente (1972) – Canção-bússola que aponta as incertezas da existência 17. Preciso aprender a só ser (1973) – Samba-canção filosófico que alude ao antecessor de 1965 18. Ladeira da preguiça (1973) – Samba sinuoso como as subidas e descidas de Salvador (BA) 19. Cálice (Gilberto Gil e Chico Buarque, 1973) – Um grito preso na garganta e abafado pela censura 20. Filhos de Gandhy (1973) – Saudação ao bloco baiano no passo do ijexá 21. Lamento sertanejo (Gilberto Gil e Dominguinhos, 1973) – Retrato do sertanejo contrariado na cidade grande 22. Barato total (1974) – Música para quando a gente está contente. 23. Copo vazio (1974) – Metáfora política na canção dada ao parceiro Chico Buarque 24. Lugar comum (Gilberto Gil e João Donato, 1974) – Gil cai no suingue de João Donato 25. Refazenda (1975) – Momento bucólico no tempo do mato 26. Retiros espirituais (1975) – Recolhimento para olhar para dentro de si 27. Pai e mãe (1975) – Um inventário de afetos e temores familiares 28. Esotérico (1976) – Joia do repertório dos Doces Bárbaros 29. O seu amor (1976) – Canção sobre a liberdade de amar 30. Sítio do pica-pau amarelo (1977) – Tema para abrir as portas da imaginação infantil 31. Refavela (1977) – O mergulho na música negra do mundo 32. De onde vem o baião (1977) – Repisando no chão de Luiz Gonzaga (1912 – 1989) 33. Babá Alapalá (1977) – Tributo aos orixás da deusa música africana 34. Sandra (1977) – Reggae na refavela 35. Realce (1979) – Quanto mais purpurina, melhor na era das discotecas 36. Toda menina baiana (1979) – Ijexá estilizado, feito por quem veio da Bahia 37. Não chore mais (No woman, no cry) (Vincent Ford, 1974, em versão de Gilberto Gil, 1979) – Bob Marley (1945 – 1981) no topo das paradas do Brasil 38. Abri a porta (Gilberto Gil e Dominguinhos, 1979) – Um xote com as cores vivas do som nordestino 39. Se eu quiser falar com Deus (1980) – Canção espiritualista feita para Roberto Carlos, mas recusada pelo Rei 40. Palco (1980) – Ode à cena em que reina a deusa música 41. Flora (1981) – Declaração de amor para a então nova companheira de vida 42. Estrela (1981) – Canção que somente ganharia a voz do autor em 1997 43. Luar (A gente precisa ver o luar) (1981) – Canção-título de um disco pop 44. Andar com fé (1982) – Outra manifestação de fé na caminhada 45. Drão (1982) – Canção de amor para a ex-mulher 46. Deixar você (1982) – Canção para fazer nascer a luz na escuridão do amor 47. A linha e o linho (1983) – Bordado em forma de canção de amor 48. Extra (1983) – Música-título de outro álbum pop 49. Tempo rei (1984) – Canção filosófica sobre a eterna transformação da vida 50. Vamos fugir (Gilberto Gil e Liminha, 1984) – Reggae que atravessou gerações 51. Pessoa nefasta (1984) – Rock em feitio de oração 52. Nos barracos da cidade (Gilberto Gil e Liminha, 1985) – Um grito contra os maus políticos 53. Seu olhar (1985) – Mais uma sedutora canção de amor 54. Só chamei porque te amo (I just called to say I love you) (Stevie Wonder em versão em português de Gilberto Gil, 1986) – Versão sensível da canção do gênio norte-americano 55. Um trem para as estrelas (1987) – Primeira e única parceria de Gil com Cazuza (1958 – 1990), ícone da geração pop da década de 1980 56. O eterno Deus Mu dança (Gilberto Gil e Celso Fonseca, 1989) – Gil no passo do pop dos anos 1980 57. Amarra o teu arado a uma estrela (1989) – Poesia em forma de canção 58. Baticum (Gilberto Gil e Chico Buarque, 1989) – Outra colaboração com o parceiro de Cálice 59. Réquiem para Mãe Menininha (1989) – Tributo a ialorixá que reinou nos terreiros da Bahia 60. Parabolicamará (1992) – Raízes e antenas ligadas na música-título do primeiro álbum do artista nos anos 1990 61. Buda Nagô (1992) – Tributo a Dorival Caymmi (1914 – 2008) 62. Haiti (Gilberto Gil e Caetano Veloso, 1993) – Pense numa canção-quase-rap sobre os abismos sociais do Brasil 63. Mãe da manhã (1993) – Obra-prima lançada por Gal Costa e nunca gravada pelo compositor 64. Pela internet (1996) – Samba que saúda a rede com alusão ao tema seminal de 1916 65. Quanta (1997) – Canção sobre ciência e magia que deu título a álbum duplo do artista 66. Um abraço no João (1997) – Afago no pai da bossa 67. Onde o xaxado tá (Gilberto Gil e Rodolfo Stroeter, 1998) – Mapa do sertão musical nordestino em disco globalizado gravado com Stroeter 68. Rep (Gilberto Gil, 1998) – Rap e repente se afinam sob o sol de Oslo 69. Ciranda (Gilberto Gil e Moacir Santos, 1998) – O encontro do mago da Bahia com o mestre pernambucano 70. Dinamarca (Gilberto Gil e Milton Nascimento, 2000) – A Bahia se encontra com Minas Gerais 71. Sebastian (Gilberto Gil e Milton Nascimento, 2000) – O destaque do álbum de Gil com Milton 72. Banda larga cordel (Gilberto Gil, 2008) – O artista religa a antena parabolicamará 73. O oco do mundo (Gilberto Gil, 2008) – O poeta expõe definições sobre o Homem em estágio sombrio e repetitivo 74. Canô (Gilberto Gil, 2008) – Um samba para a matriarca da família Veloso. 75. Não tenho medo da morte (Gilberto Gil, 2008) – Canção interiorizada que versa sobre a finitude 76. A faca e o queijo (Gilberto Gil, 2008) – Outra canção de amor (maduro) para Flora Gil 77. Sereno (Gilberto Gil, 2018) – Samba afetuoso de avô para o neto 78. Ok Ok Ok (Gilberto Gil, 2018) – Canção contundente que deu título ao álbum de 2018 79. Afogamento (Gilberto Gil, 2018) – Música que deu origem ao disco de Roberta Sá com músicas inéditas de Gil 80. Giro (Gilberto Gil, 2019) – Samba de roda feito para o álbum de Roberta Sá

Cantor completa 80 anos neste domingo (26). Gilberto Gil nas lentes de Thereza Eugênia Thereza Eugênia/Divulgação Os músicos Caetano Veloso e Gilberto Gil sorriem durante entrevista no Rio de Janeiro em março de 1972 Estadão Conteúdo/Arquivo Gilberto Gil posa com Rita Lee, Arnaldo Batista e Sérgio Dias, integrantes do grupo Os Mutantes, em São Paulo em março de 1972 Estadão Conteúdo/Arquivo Caetano Veloso, Gilberto Gil e outros artistas sobem no Trio Espacial, no encontro de trios, na Praça Castro Alves, para cantar com o Trio Elétrico Armandinho, Dodô e Osmar. Família Macedo / Arquivo Pessoal Apresentação do cantor Gilberto Gil no Rock in Rio I, na cidade do Rio de Janeiro, em janeiro de 1985 Estadão Conteúdo/Arquivo Os cantores e músicos Gilberto Gil e Stevie Wonder durante apresentação no Free Jazz Festival, no Rio de Janeiro, em outubro de 1995 Antônio Duarte/Agência O Dia/Estadão Conteúdo/Arquivo Gilberto Gil gravou "Sol de Maria" para sua primeira bisneta, filha de Francisco Gil Reprodução/Instagram/PretaGil Gilberto Gil Divulgação/Marcelo Hallit A primeira-dama Marisa Letícia é vista ao lado do presidente Lula e do ministro da Cultura, Gilberto Gil ,durante a abertura do Fórum Cultural Mundial em São Paulo, em junho de 2004 Alex Silva/Estadão Conteúdo/Arquivo Gilberto Gil e Nelida Piñon durante cerimônia na ABL Reprodução/Twitter Gilberto Gil lança clipe 'Refloresta' Reprodução Gilberto Gil no Mita Festival Ariel Martini / Divulgação O cantor Gilberto Gil em imagem de dezembro de 2012 Eduardo Nicolau/Estadão Conteúdo Gilberto Gil em foto de agosto de 2018. WILTON JUNIOR / ESTADÃO CONTEÚDO. Gilberto Gil apresenta show "Ok Ok Ok" no Teatro Guararapes, sábado (8), às 21h Gerard Giaume/Divulgação Dominguinhos e Gilberto Gil em show no Canecão, Rio de Janeiro em 1989 Arquivo/Estadão Conteúdo Gilberto Gil, Gal Costa e Nando Reis Divulgação Gil, Mutantes, Caetano e Nara Leão juntos Reprodução, Globoplay Gilberto Gil no show 'Refavela 40' Michele Castilho / Divulgação Caetano e Gil conversam com os jornalistas durante o ensaio para o especial 'Ivete, Gil e Caetano' Alexandre Durão/G1 Foto de 8 de novembro de 2006 mostra o ex-presidente Lula (à esquerda) e o então ministro da Cultura, Gilberto Gil (à direita), entregando a Ordem do Mérito Cultural ao cineasta argentino Fernando Birri, em cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasília; condecoração é atribuída pelo Ministério da Cultura (MinC) Evaristo Sa/AFP Gilberto Gil e Caetano Veloso no Domingão do Faustão em 1993 Reprodução TV Globo Caetano Veloso e Gilberto Gil em 1968, auge da Tropicália. Divulgação Gilberto Gil participou pela primeira vez do Bloco da Preta Gabriel Santos / Riotur No disco "Ok, Ok, Ok", Gilberto Gil fala dos médicos, da saúde, dos netos e das suas musas Gerard Giaume/Divulgação Caetano Veloso, Maria Bethânia, Gal Costa e Gilberto Gil durante entrevista coletiva no estúdio de Gil, na Gávea, Zona Sul do Rio, para anunciar show dos Doces Bárbaros Fábio Motta/Estadão Conteúdo/Arquivo Gilberto Gil e Ivete Sangalo se apresentam juntos no Allianz Parque, em São Paulo Divulgação Gilberto Gil, Maria Bethânia, Gal Costa e Caetano Veloso durante apresentação dos Doces Bárbaros no Rio de Janeiro, em agosto de 1978 Estadão Conteúdo/Arquivo O cantor e compositor Gilberto Gil, com a filha no colo, concede entrevista a repórteres no Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, em janeiro de 1972 Estadão Conteúdo/Arquivo

♪ GIL 80 ANOS – Gilberto Gil, o alquimista da música brasileira, chega hoje aos 80 anos. Nascido em 26 de junho de 1942, em Salvador (BA), o baiano Gilberto Passos Gil Moreira ainda parece vislumbrar horizontes – como na foto acima, tirada pela companheira Flora Gil, musa de algumas canções do compositor, e postada nas redes sociais do artista. Da Europa, onde inicia hoje a turnê do show Nós, a gente com os filhos e os netos, Gil recebe as láureas pelo 80º aniversário de vida. Cumprimentos indiretamente dirigidos ao artista, um dos gigantes da MPB, ao lado de outros quase octogenários como Caetano Veloso e Milton Nascimento, também nascidos em 1942. Gil é plural. Por ser de lá do Nordeste, na certa por isso mesmo, Gil sabe de onde vem o baião, até por ser fiel devoto de Luiz Gonzaga (1912 – 1989), rei da nação musical nordestina. Só que, do chão em que Gil assentou obra construída há 60 anos, pode vir tanto um baião quanto um crazy pop rock. Ou mesmo um reggae, pois Gil foi um dos pioneiros brasileiros a cair na gandaia em águas jamaicanas. Com um pé no baião de Gonzaga e outro no reggae de Bob Marley (1945 – 1981), Gil sempre transitou com liberdade pelo universo pop, não fosse ele um dos arquitetos da Tropicália, movimento pop que derrubou os muros da música brasileira entre 1967 e 1968. Discípulo de João Gilberto (1931 – 2019), Gil cultiva a bossa dos que olham para a música do mundo sem pré-conceitos, absorvendo e reprocessando influências amalgamadas em cancioneiro de assinatura pessoal. Gil sabe cair como poucos no suingue do samba, munido do violão, máquina de ritmo que norteia a criação do compositor. Mas nunca se permitiu ficar dentro de uma única roda. Com olhar que transcende a atmosfera corpórea, Gil gira e capta impressões do espaço sideral com a mesma naturalidade com que, enxergando anos-luz à frente, soube antecipar a refestança dos ritmos negros na refavela povoada por funk, música afro-baiana e reggae. Vez em quando, o criador se permite fazer retiros espirituais, tal como um buda nagô, alcunha que há 30 anos cravou em Dorival Caymmi (1914 – 2008), e que hoje lhe cai muito bem. É desses recantos luminosos da alma que parecem brotar as canções filosóficas com as quais o poeta compositor investiga a transcendência humana, propondo a refazenda de sentimentos sobre Deus e fé. Na obra de Gil, arte, ciência, religião e fé convivem harmoniosamente. Poeta que desfolhou a bandeira na geleia geral da manhã tropicalista, Gil é o homem que também anteviu a porção-mulher exposta em cancioneiro imune aos efeitos do tempo-rei. No fundo sempre mutante, Gilberto Gil faz 80 anos sem parecer sentir o peso da idade na alma presumivelmente zen. Mesmo que a obra já pareça concluída e perpetuada em discografia luminosa, o alquimista ainda está em cena, enxergando horizontes ao lado dos filhos e netos. Da gente de Gil. Talvez o artista até veja além do horizonte, com a sabedoria amealhada pela vida, sem medo da morte, mas andando com a fé que nunca pareceu ter falhado. À sombra dessa obra luminosa, Gilberto Gil já é imortal. Logomarca 'Gil 80 anos' Daniel Kondo

Levantamento feito em 2020, e atualizado em 2021, mostrou, segundo autores, que atendentes de hospitais do RJ, que deveriam acolher a vítima de estupro, fornecem falsas informações e tentam desestimular mulheres que querem realizar o aborto legal. Mulher grávida FreeStock/Unsplash Permitido pela legislação brasileira desde 1940, o aborto em casos de gravidez decorrente de estupro ainda é um tabu. O caso da menina de 11 anos que foi estuprada e teve o direito ao aborto negado pela Justiça de Santa Catarina jogou luz sobre a difícil situação de quem precisa realizar esse procedimento. Como se não bastasse o trauma causado pelo estupro, muitas vítimas sofrem pela segunda vez ao procurar uma unidade de saúde pública para agendar o procedimento de interrupção de gestação, diz um estudo da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio). O trabalho realizado em 2020 e atualizado em 2021 tinha o objetivo de mostrar como os hospitais públicos cadastrados pelo Ministério da Saúde para a realização do aborto em casos de estupro recebiam ligações de pessoas que desejavam agendar o procedimento. A postura dos profissionais que atendiam as chamadas foi classificada como "não acolhedora" pelos autores. As pesquisadoras concluíram que o aborto legal é "desencorajado" em muitos hospitais que deveriam acolher as vítimas de estupro. O estudo apontou ainda que "dificultar o acesso ao serviço de abortamento é uma estratégia política institucionalizada e articulada e segue vitimizando mulheres e meninas que optam pela realização do aborto". "Durante o desenvolvimento da pesquisa foi possível verificar a falta de preparo dos hospitais em fornecer informações sobre aborto legal. As pesquisadoras passaram pelos mais diversos tipos de situação, desde recepcionista pregando que aborto é crime, até mesmo ouvindo xingamentos e tendo as ligações encerradas tão logo a temática era apresentada. O que era para ser um mapa sobre hospitais que realizam ou não aborto legal, se tornou um mapa de desinformação sobre aborto", dizia um trecho do documento produzido pela UniRio. Menina de 11 anos que foi estuprada em SC consegue fazer aborto, diz MPF Aborto negado por juíza de SC repercute na imprensa internacional O que pode acontecer com juíza que induziu menina de 11 anos estuprada a evitar aborto Batizado como “Não posso passar essa informação': O direito ao aborto legal no Brasil", o trabalho foi desenvolvido pelas pesquisadoras Eliane Vieira Lacerda Almeida, Lara Ribeiro Pereira Carneiro, Lorenna Medeiros Toscano de Brito, e Maria Inês Lopa Ruivo, sob a orientação da professora Érica Maia Arruda, do Grupo de Pesquisa Direitos Humanos e Transformação Social da universidade. "Esse é um problema cultural do nosso país, mas também de falta de estrutura. Vivemos em uma sociedade muito violenta e machista. É cultural, mas também é de governo. Uma normativa do Ministério da Saúde passou a exigir muito mais elementos para a realização do aborto legal, que deveria ser simples e rápido, pelo bem da vítima. Essa burocratização só fortalece esse machismo e essa cultura de autoritarismo", disse a orientadora Erica Arruda. De acordo com a legislação, a mulher que sofreu estupro tem o direito a atendimento gratuito no SUS, que inclui: o recebimento de tratamentos contra DSTs; a pílula do dia seguinte; apoio psicológico; e, em casos de gravidez, o direito ao aborto legal. Segundo a Norma Técnica de Atenção Humanizada ao Abortamento, determinação publicada pelo Ministério da Saúde em 2020, o aborto em casos de estupro é permitido até a 20ª semana de gestação, podendo ser estendido até 22 semanas, desde que o feto tenha menos de 500 gramas. Contudo, especialistas na área dizem que a lei não prevê um tempo máximo de gestação para a realização do procedimento. A lei brasileira também não determina que a mulher vítima de estupro precise apresentar boletim de ocorrência, laudo do IML ou autorização judicial para garantir o direito ao aborto. Para Júlia Rocha, coordenadora de acesso à informação e transparência da Ong Artigo 19, responsável pelo Mapa do Aborto Legal, qualquer hospital que ofereça serviços de ginecologia e obstetrícia deve ter equipamento adequado e equipe treinada para realizar abortos nas situações previstas em lei. "É importante a gente relembrar que todo equipamento público que tenha capacidade tem a obrigação de prover esse serviço. Isto está previsto desde 2015, pela extinta Secretaria de Políticas para Mulheres", comentou Julia. "Esse é um direito humano e as pessoas precisam estar cintes que ele existe", acrescentou. Só 4 hospitais do RJ aparecem em Mapa do Aborto Legal Desenvolvido pela Ong Artigo 19, o Mapa do Aborto Legal mostra quais unidades de saúde pública responderam positivamente ao contato de vítimas de estupro que tentavam agendar a interrupção da gestação. O que é aborto legal Segundo o levantamento feito em 2020, em todo o estado do Rio de Janeiro, apenas quatro unidades de saúde fazem o procedimento em casos de estupro. São elas: Hospital da Mulher Heloneida Studart, São João de Meriti; Maternidade Carmela Dutra, no Méier, na Zona Norte do Rio; Hospital Maternidade Fernando Magalhães, em São Cristóvão, na Zona Norte do Rio; e a Maternidade Escola da UFRJ, em Laranjeiras, na Zona Sul. O g1 ouviu o Governo do Estado do Rio e, segundo ele, só na esfera estadual há três unidades capazes de fazer esse tipo de atendimento: o Hospital da Mulher Heloneida Studart; o Hospital Estadual Azevedo Lima, no Fonseca, em Niterói; e o Hospital Estadual dos Lagos Nossa Senhora de Nazareth, em Saquarema. Veja no fim da reportagem o que mais falaram o governo, a Prefeitura do Rio e o Ministéiro da Saúde sobre o tema. Metodologia do levantamento O trabalho realizado pela ong Artigo 19 pretende monitorar, centralizar e compartilhar informações públicas sobre aborto legal no Brasil. Pesquisadoras da ONG ligaram para todos os hospitais disponibilizados pelo Ministério da Saúde, que se autodeclararam aptos a realizar a interrupção da gravidez para os casos previstos em lei. Segundo Júlia Rocha, o mapa tenta identificar onde vítimas de estupro podem buscar atendimento qualificado para realizar o aborto legal. "A nossa percepção é que existe uma falha no fornecimento da informação e no treinamento dos profissionais que estão na ponta realizando o acolhimento. Não só recebemos muitas negativas, como também informações equivocadas", disse Julia. Hospital da Mulher Heloneida Studart, em São João de Meriti, na Região Metropolitana do Rio. Reprodução/Google Maps A pesquisadora lembrou que muitas atendentes não conhecem a lei e tentam convencer a vítima de estupro a não abortar. "Teve um caso muito emblemático no Rio de Janeiro. Uma atendente respondeu: 'Direitos humanos para humanos direitos. Aqui a gente não faz esse tipo de coisa'. Em outros casos, as pessoas perguntavam se já estava com o boletim de ocorrência, se tinha autorização judicial para fazer o procedimento. Isso foi bastante comum", contou. Julia acredita que o principal problema dos hospitais está no atendimento. Autores da pesquisa dizem que o Ministério da Saúde diz que dez unidades de saúde da capital do Rio de Janeiro informaram realizar a interrupção da gestação de acordo com a lei. Ao g1, entretanto, o Ministério não especificou a quantidade de unidades. Segundo o Mapa do Aborto Legal, só três hospitais na cidade acolheram possíveis vítimas de estupro que buscavam agendar o aborto legal. "A gente precisa ter uma divulgação melhor para a população de modo geral. Mas também que haja um melhor treinamento para as equipes. Quando a gente pensa na capacitação dos profissionais de saúde é obvio que essas pessoas também devem ser multiplicadoras da informação", argumentou Julia. O que dizem as autoridades de saúde Questionado pelo g1 por e-mail, o Ministério da Saúde não respondeu as perguntas feitas. Entretanto, um assessor da pasta disse, por telefone, que as informações sobre os hospitais que realizam o aborto legal só poderiam ser fornecidas pelas autoridades de saúde de estados e municípios. A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro informou, em nota, que 'todas as maternidades realizam o acolhimento e atendimento às vítimas de violência sexual e/ou que demandam a realização do aborto previsto em lei'. "Todos os casos são acompanhados por equipe multiprofissional de forma articulada entre as Subsecretarias de Atenção Primária (SUBPAV) - por meio da Gerência da Mulher e Grupo Articulador Regional (GAR) - e Atenção Hospitalar, Urgência e Emergência (Subhue)/SHPM. A identidade das pacientes é mantida em sigilo pelo sistema de saúde”. “Além do acolhimento e atendimento, a notificação imediata da violência sexual deve ser realizada pelo(a) profissional de saúde que prestar o primeiro atendimento ao caso em até 24 horas, por e-mail ou telefone, ao Serviço de Vigilância em Saúde. A Ficha do SINAN (Sistema de Informação de Agravos de Notificação) deve ser preenchida e encaminhada ao Serviço de Vigilância em Saúde da respectiva Coordenadoria de Atenção Primária (CAP). “Após o primeiro atendimento, o(a) profissional de saúde deve traçar condutas de acordo com a particularidade do caso e orientar sobre a rede de saúde e de proteção social. Deve ser garantida a continuidade do acompanhamento à vítima de violência sexual, com encaminhamento responsável ao serviço que fará o seguimento. Cada CAP conta com um GAR que, dentre suas competências, prevê a articulação entre os serviços que atendem casos de violência e a Atenção Primária à Saúde (APS) para o planejamento e avaliação de ações no enfrentamento às violências. O GAR pode ser acionado quando houver necessidade de esclarecimento quanto aos fluxos de atendimento nos respectivos territórios." A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro informou que três unidades contam com atendimento especializado e humanizado às vítimas de violência sexual e estão aptas a realizar procedimentos previstos por lei e normativas do SUS relativas ao aborto legal. "A Secretaria realiza rotineiramente a capacitação dos profissionais e a avaliação dos atendimentos nas unidades para garantir que o atendimento e o acolhimento das vítimas sejam realizados de acordo com os protocolos da pasta".

Correspondente inglês morto no Vale do Javari será cremado domingo em Niterói. Viúva mostra aliança do marido, encontrada no Amazonas Reprodução O corpo do jornalista inglês Dom Phillips, assassinado no Vale do Javari, no Amazonas, será cremado neste domingo (26) em Niterói, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. A família do correspondente informou que o funeral e a cremação do corpo de Dom acontecerão no Cemitério Parque da Colina. Durante a manhã de domingo, no local, será lido um pronunciamento escrito por parentes do jornalista. O corpo chegou ao Rio de Janeiro nesta quinta-feira (23) em um avião da Polícia Federal (PF). A viúva dele, Alessandra Sampaio, recebeu da PF a aliança do marido (veja na foto acima). Dom Phillips: saiba quem é o jornalista inglês assassinado no Amazonas Assassinato de Bruno Pereira e Dom Phillips: Profissão Repórter acompanhou buscas no Vale do Javari Policiais federais e parentes de Dom Phillips acompanharam o traslado do corpo ao Rio Reprodução/TV Globo Dom e o indigenista Bruno Pereira foram vistos pela última vez em 5 de junho, enquanto faziam uma expedição na região do Vale do Javari, no Amazonas. Os corpos dos dois foram encontrados no dia 15. Laudos periciais confirmaram que eles foram mortos a tiros, com munição de caça. Jornalista inglês Dom Phillips Reprodução Twitter/@domphillips Três homens já foram presos por terem participação no crime. Segundo a Polícia Federal, outros cinco homens que ajudaram a enterrar os corpos de Bruno e Dom na mata foram identificados. Além disso, nesta quinta, um homem se apresentou à polícia em São Paulo dizendo que participou dos assassinatos. A perícia apontou que Bruno foi atingido por três disparos, dois no tórax e um na cabeça. Já Dom foi baleado uma vez, no tórax. A embarcação usada pelos dois será periciada nesta quinta. A motivação do crime ainda é incerta, mas a polícia apura se há relação com a atividade de pesca ilegal e tráfico de drogas na região. Segunda maior terra indígena do país, o Vale do Javari é palco de conflitos típicos da Amazônia: desmatamento e avanço do garimpo. Protesto após desaparecimento de Bruno e Dom Reuters/Ueslei Marcelino

Clube de países mais ricos se reúne na Europa até terça-feira (28). Guerra na Ucrânia e suas consequências para a economia devem ser tema central. Castelo de Elmau, na Alemanha, onde acontece a cúpula do G7 de 2022 Wolfgang Rattay/Reuters Começa neste domingo (26) a reunião anual da cúpula do G7, clube de países mais ricos do mundo. O encontro na Alemanha deve durar até terça-feira (28). Os países que são membros e os convidados discutem temas de relevância do momento e anunciam medidas conjuntas. Uma das principais expectativas deste ano é que o encontro tenha como foco o apoio à Ucrânia diante da ofensiva russa. Segundo o chanceler da Alemanha, Olaf Scholz, o objetivo do encontro é enviar um "sinal poderoso" demonstrando que "nossas democracias fortes estão cientes de sua responsabilidade global conjunta". Abaixo, leia perguntas e respostas sobre o assunto e entenda o que esperar da cúpula. Onde acontece o G7? Neste ano, a cúpula acontece no castelo de Elmau, nos Alpes da Baviera, no sul da Alemanha. Quem faz parte do G7? Os países que fazem parte do G7 são: Alemanha, Canadá, França, Itália, Japão, Reino Unido e Estados Unidos. O Brasil faz parte do G7? Não, o Brasil não faz parte do G7 e pela terceira vez consecutiva ficou de fora da lista de convidados. Em 2020, o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, chegou a dizer que poderia ser convidado para a reunião do G7, que naquele ano era presidido pelos Estados Unidos, então comandado por Donald Trump. Por conta da pandemia, entretanto, o encontro foi adiado, e o Brasil acabou descartado novamente da lista. Em 2019, o Brasil também ficou de fora da cúpula. Na ocasião, o presidente da França, Emmanuel Macron, anunciou uma ajuda emergencial para combater queimadas na Amazônia, em meio ao clima de tensão entre os dois países. Após o anúncio da ajuda, Bolsonaro questionou os interesses do líder francês na floresta. Quais países foram convidados? A Alemanha, país que preside o G7 neste ano, anunciou em maio os países convidados para a cúpula do grupo: Argentina, África do Sul, Índia, Indonésia e Senegal. O que esperar do encontro de 2022? O tema deste ano é "Progresso na direção de um mundo equitativo". Segundo Scholz, a mensagem que deve sair da cúpula do G7 é: "As democracias do mundo estão juntas na luta contra o imperialismo de Putin. Mas eles não estão menos comprometidos com a luta contra a fome e a pobreza e com o combate às crises de saúde e às mudanças climáticas." O líder alemão também afirmou que a guerra não deve levar "nós, do G7, a negligenciar nossa responsabilidade por desafios globais como a crise climática e a pandemia. Pelo contrário: muitas das metas que nos propusemos no início do ano tornaram-se ainda mais urgentes como resultado da mudança na situação global." Entretanto, a expectativa para que o encontro tenha como foco o apoio à Ucrânia diante da ofensiva russa é grande. Segundo a agência de notícias Reuters, líderes do G7 estão tendo discussões "muito construtivas" sobre um possível limite para as importações de petróleo russo, citando uma fonte do governo alemão. "Estamos em um bom caminho para chegar a um acordo", disse o funcionário. Em maio, o G7 anunciou, através da Casa Branca, que "comprometeu-se a proibir ou eliminar gradualmente as importações de petróleo russo". "Isso será um duro golpe para a principal artéria da economia do (presidente russo Vladimir) Putin e lhe negará a renda necessária para financiar sua guerra", acrescentou em comunicado. Rússia A Rússia deixou de fazer parte da cúpula em 2014, quando o grupo se chamava G8. Na ocasião, a a Rússia foi retirada do grupo após o governo de Vladimir Putin invadir e anexar a Crimeia, região da Ucrânia. Como foi o G7 de 2021? Em 2021, o encontro aconteceu em Londres. Na última edição, os países convidados foram: Austrália, Índia, África do Sul e Coreia e do Sul. Os ministros das Finanças do G7 se comprometeram com um imposto mínimo global para grandes empresas de "pelo menos 15%". O acordo foi descrito como "histórico" pelo ministro britânico das Finanças, Rishi Sunak, que presidiu a reunião de 2021.

Vítima tinha 21 anos e o homem, 79 anos. Segundo a investigação, eles discutiam a separação quando os tiros foram disparados. A cantora mexicana Yrma Lydya Reprodução Instagram/@yrma_lydya Yrma Lydya, a jovem cantora mexicana assassina a tiros pelo marido, tinha 21 anos e uma carreira promissora. Ela trabalhava em seu quarto álbum quando foi morta em um restaurante na Cidade do México na quinta-feira (23). Segundo a investigação, Yrma Lydya e o marido, o advogado Jesús Hernández Alcocer, de 79 anos, discutiam pouco antes do crime. Ela ainda deixou um bilhete enigmático, com círculos e outras figuras, em uma toalha de papel da mesa: "problemas de sangue, defeito, diabetes, desonesto, começar todo dia, o começo". O primeiro álbum de Yrma Lydya chama-se "God's Gift" (2015). Dois anos depois, em 2017, ela lançou "Talking", quando começou a se apresentar na televisão e em shows. Em 2019 ela estreou o álbum "Eternamente". A cantora foi introduzida no mundo artístico pelos seus pais, que a matricularam no balé quando tinha dois anos. "Desde criança me preparei no Bel Canto, mas nesse caminho encontrei as partituras de José Alfredo Jiménez, de María Grever, de todos aqueles compositores que deram brilho à música mexicana", disse ela em entrevista compartilhada em uma de suas redes sociais. Yrma Lydya foi agraciada com o Prêmio Nacional de Cultura, dado pelo Senado, e com o Doutor Honoris Causa por suas contribuições à cultura, concedido pela Câmara dos Deputados. A cantora mexicana Yrma Lydya Reprodução Instagram/@yrma_lydya Tiros e bilhete O crime aconteceu no restaurante Suntory Del Valle, na zona sul da Cidade do México. O homem foi preso por policiais junto com outra mulher. "Um homem atirou três vezes em sua esposa, ele já está detido junto com outra mulher que o acompanhava", disse Omar García Harfuch, secretário de Segurança da Cidade do México. Cantora mexicana Yrma Lydia Reprodução Instagram/@yrma_lydya Pouco antes de ser assassinada, Yrma Lydya escreveu algumas palavras aleatórias em uma toalha de papel da mesa: "problemas de sangue, defeito, diabetes, desonesto, começar todo dia, o começo". Ela também desenhou uma série de círculos e figuras. Alcocer tentou subornar a polícia para deixá-lo escapar na companhia de um de seus seguranças, que também foi preso. Cantora mexicana Yrma Lydia Reprodução Instagram/@yrma_lydya

Neste sábado (25) o evento chegou a sua quarta noite. Já passaram pela arena as rainhas e as juninas do Grupo de Acesso. Arraiá da Capital: Veja como foram as primeiras apresentações do Grupo Especial Neste sábado (25) o evento chegou a sua quarta noite. Já passaram pela arena as rainhas e as juninas do Grupo de Acesso.
As inúmeras dificuldades de quem mora no local há anos vão ficar para trás. Para que essa transformação física comece, as 240 famílias, aproximadamente 670 pessoas, vão ser transferidas para casas temporárias alugadas. Famílias da Favela de Marte, no interior de São Paulo, vão para moradias temporárias No interior de São Paulo, em São José do Rio Preto, 240 famílias se preparam para uma grande mudança de vida. O caminho é pela rua de terra. Até chegar em casa, o trajeto é longo, feito sempre a pé. O barraco da dona de casa Ana Ester Palhares é um dos mais afastados na Favela Marte. São dois anos e meio vivendo no local. "Aqui a gente passa muito frio, porque a gente mora aqui embaixo e tem muito mato. Então, as crianças estão todo tempo gripadas e, se chove, alaga tudo, molha tudo, meus móveis. Eu não tenho mais nada, porque acabou tudo com a chuva", lamenta. As inúmeras dificuldades de quem mora no local há anos - o cenário todo, os barracos, tudo isso vai ficar para trás, na história. Para que essa transformação física comece, as 240 famílias, aproximadamente 670 pessoas, vão ser transferidas para casas temporárias alugadas em Rio Preto e pagas pela ONG Gerando Falcões. Isso deve acontecer já na primeira semana de julho. Psicólogos estão acompanhando esse processo de mudança promovendo rodas de conversa. Para tirar dúvidas dos moradores, uma equipe de advogados montou um plantão. “Nós temos advogados que ficam diariamente atendendo a população e trazendo uma maneira de acalmá-los para que eles possam entender os direitos e deveres dentro dessa política de regularização fundiária”, afirma Renato Goes, coordenador do projeto. “Por mais que vá ter uma mudança muito positiva na vida delas, gera muita insegurança, muitas incertezas e medos, e o meu objetivo é o fortalecimento”, explica Juliana Ferrari, psicóloga do projeto. O projeto da Favela Marte começou em 2020 e envolve muitos parceiros, prefeitura, governos do estado, federal, iniciativa privada e também ONGs, como o Instituto Valquírias World, de Rio Preto. Um investimento de R$ 58 milhões. “E agora chega esse momento tão esperado pelos moradores, que é o momento da moradia transitória, para que comece a construção dessas moradias dignas”, diz Amanda Oliveira, CEO e fundadora da Valquírias World. Até o fim do mês de julho, todos os barracos devem ser demolidos para que as obras comecem; 240 vão ser construídas. Tudo deve ficar pronto no fim do ano que vem. “A gente conseguiu um projeto que não vai só construir para nós a moradia digna, vai fazer uma transformação social em todas as famílias”, diz Benvindo Nery Pereira, CEO da Favela Marte. “Todos esses barracos, essa imagem que representa o passado, a pobreza extrema, vai ser derrubada, barraco a barraco, e Marte vai se transformar em um grande canteiro de obras, de um grande empreendimento social para ter uma favela 3D - digital, digna e realmente desenvolvida”, explica Edu Lyra, fundador e CEO da Gerando Falcões. Sabe a Ana Ester? Com a equipe do Jornal Nacional, pela primeira vez, ela visitou a casa onde vai morar, enquanto espera a dela ser construída. Paredes de concreto, lage, tudo bem diferente. "Lá onde eu moro, meu Deus, eu nem dormia de preocupação com medo de cair o barraco. As crianças não podiam engatinhar, não podiam caminhar. E eu vendo tudo isso, nossa, é uma felicidade", diz.
Um dos mais tradicionais grupos de teatro popular do país volta aos palcos depois de dois anos longe do público por causa da pandemia. Grupo Galpão comemora 40 anos de teatro Um dos mais tradicionais grupos de teatro popular do país, o Galpão começa a rodar o Brasil esta semana para comemorar os 40 anos. É a caminhada de uma atriz ao encontro do palco. Antes do espetáculo começar, o coração da atriz Teuda Bara bate ansioso, como se fosse a primeira vez. “É uma felicidade imensa, uma emoção, uma vontade enorme de fazer mesmo um encontro com o público. A gente estava com muita saudade disso. É um reencontro, sabe? É uma esperança de dias melhores”, festeja Teuda. Metade da vida Teuda Bara dedicou ao Galpão, companhia de teatro de Belo Horizonte que está completando 40 anos. O grupo é formado por 12 atores, que, desde 1982, não pararam mais de fazer arte. “Eu acho que a importância do Galpão vem muito dessa persistência, de ser um grupo tão persistente, apesar dos intempéries. A gente está sempre junto, está sempre vivo e está sempre produzindo coisas novas”, afirma o ator e diretor Júlio Maciel. Em quatro décadas, o Galpão tem momentos marcantes. Apresentações e releituras clássicas como “Romeu e Julieta” contada no jeitinho mineiro. "Os Gigantes da Montanha" foi assistido por mais de 50 mil espectadores. O palco? As praças da cidade. “Essa coisa do Galpão está no DNA do Galpão: a descentralização do teatro. O grupo realmente sempre excursionou. A gente acredita que o teatro é um instrumento de sensibilização das pessoas, de conscientização, de diversão, de tomada de consciência. Mistura tantas coisas, e por ele ser ao vivo a gente tem energia muito potente com o público”, afirma a atriz Inês Peixoto. As cortinas já se abriram para o Grupo Galpão mais de 3 mil vezes; apresentações que saíram de Minas Gerais e ganharam o Brasil e o mundo, em pelo menos 19 países. Para a plateia, que vai encher um teatro, um reencontro. Para os atores, um recomeço cheio de significados. Na fase mais crítica da pandemia, o Galpão teve que buscar novas saídas. Foi para a internet, fez apresentações virtuais, encontrou caminhos. Mas nada substitui o encontro. É uma volta para celebrar o teatro, a arte e a história do Grupo Galpão. “A gente está sempre trabalhando com uma nova linguagem, uma nova abordagem, um novo pensamento. Então, me estimula muito pensar o que vai ser para frente, o que que a gente ainda tem para fazer. Vamos fazer muito teatro com certeza”, diz a atriz Lydia Del Picchia.
A diva do carimbó chamegado só começou a cantar profissionalmente depois dos 70 anos. Dona Onete, símbolo da música da Amazônia, é homenageada em Belém Uma cantora que só gravou o primeiro disco com mais de 70 anos de idade é hoje um grande símbolo da música da Amazônia. O Ver-o-Peso, feira mais famosa do Pará, ganhou homenagem de Dona Onete. E a música se transformou em um dos maiores sucessos da artista. Dona Onete nasceu em Cachoeira do Arari, na Ilha do Marajó. Ela sempre gostou de cantar e escrever letras de músicas. Tem mais de 300 composições. “Eu não toco nada. Não sei qual é o tom, se é menor, se é maior. Não sei nada, mas a música surgiu de um jeito”, diz. Mas a professora de história só ganhou os palcos depois de se aposentar, quando já morava em Belém, e tudo aconteceu por acaso, depois que alguns músicos que ensaiavam perto da casa dela ouviram Dona Onete cantar. “Ouviram eu cantando, parecia a voz de uma mulher nova. Aí eles desceram e foram ver. Chegaram lá, já tinha 70 anos, cantando”, conta. Depois da surpresa, Dona Onete foi convidada para fazer parte do grupo e resolveu aceitar. Vieram os shows, e três álbuns já foram lançados. O primeiro, aos 72 anos. A rainha do carimbó chamegado, o principal ritmo do Pará, conquistou o público. Participou de festivais no Brasil e no exterior, teve música em trilha de filme, novela e até o Rock in Rio já abriu passagem para Dona Onete. Dona Onete acaba de completar 83 anos. E os presentes não param de chegar. Comandar um show no Teatro da Paz, em Belém, uma das casas de espetáculos mais importantes da Amazônia, é parte das comemorações. Chegou o dia de realizar um sonho. No palco de uma noite inesquecível, Dona Onete cantou com amigos e foi homenageada pela União Brasileira de Compositores com uma premiação que valoriza artistas regionais. O público que lotou o teatro chegou com saudade para comemorar com Dona Onete. “O Brasil tem que homenagear demais essa mulher. Eu olho para Dona Onete, eu digo: ‘Quando eu for grande, quero ser igual a ela’”, diz a cantora Fafá de Belém. “Receba! Mas não é melhor ser homenageada em vida? Eu digo, obrigada”, diz Dona Onete.

Caso foi registrado em Araguaína, no norte do Tocantins. Um dos homens detidos usava uma moto com pouco mais de 100 cilindradas. Motos apreendidas pela PRF com suspeitos de racha PRF/Divulgação Um grupo de motociclistas foi flagrado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) enquanto estava fazendo um racha no perímetro urbano da BR-153 em Araguaína, no norte do Tocantins. O fato foi registrado na noite desta sexta-feira (24). A PRF informou que uma equipe estava fazendo uma ronda pela rodovia quando avistou os motociclistas em alta velocidade. Os agentes iniciaram uma perseguição e conseguiram alcançar os motociclistas. Três ainda conseguiram escapar, mas dois foram abordados. Um dos motociclistas detidos estava em uma Honda POP, que tem pouco mais de 100 cilindradas. O homem não possuía carteira de habilitação. Os dois condutores foram levados para a delegacia da Polícia Civil e tiveram os veículos apreendidos. Eles foram autuados participar de disputa automobilística em via pública e dirigir veículos causando risco para terceiros. Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

DJ foi a terceira atração do Pátio de Eventos Luiz Lua Gonzaga e garantiu a animação do público. Alok em show no Pátio de Eventos Hayale Guimarães/g1 Caruaru Alok já está acostumado a se apresentar na Capital do Forró, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. Neste sábado (25), o DJ foi a terceira atração do Pátio de Eventos Luiz Lua Gonzaga e garantiu a animação do público, formado por crianças, adolescentes, jovens e adultos. Para o artista, cantar no Maior e Melhor São João do Mundo mostra que essa festa é multicultural e que abraça todos os estilos de música. O DJ também disse que já se sente em casa ao cantar na Capital do Forró. Alok em Caruaru Hayale Guimarães/g1 Caruaru "Já me sinto em casa cantando em Caruaru, tenho um grande carinho por esse povo que me acolhe tão bem. Sei da importância desta festa e o quanto ela é multicultural", afirma Alok. Na Capital do Forró, o DJ também tocou em ritmo eletrônico uma música de Alceu Valença. .

A-ha, Ney Matogrosso e Francisco, el Hombre também cantaram em Portugal; veja como foi. Anitta e Post Malone encerram festival neste domingo (26). Duran Duran fecha 3º dia de Rock in Rio Lisboa Divulgação/I Hate Flash Só deu nostalgia no Palco Mundo do Rock in Rio Lisboa neste sábado (25), com os shows de Duran, Duran e A-ha. Liderada por Simon Le Bon, a banda inglesa levantou o público com hits que marcaram os anos 80, como "Save a Prayer", "Rio" e "Come Undone". O terceiro dia de festival no Parque da Bela Vista, em Lisboa, teve público de 70 mil pessoas. Rock in Rio Lisboa: veja como foi primeiro final de semana em FOTOS Antes de cantar "Ordinary World", Le Bon dedicou a música aos ucranianos que vivem em guerra desde fevereiro. "As pessoas da Ucrânia estão sofrendo um experiência indescritível. A gente deseja amor, sorte, felicidade, vida e sucesso no país deles", falou o vocalista. Duran Duran faz protesto contra guerra na Ucrânia em show do Rock in Rio Lisboa Gabriela Sarmento/g1 "Essa música é sobre acreditar, ter fé, não deixar que as coisas sejam tiradas de você. Se você perde a fé, você perde a coisa mais importante do mundo". No telão, a bandeira da Ucrânia foi projetada em cima da transmissão das imagens do palco. Era nitidamente uma festa nostálgica para uma turma mais velha, que curtia de forma mais contida. Roberta Medina, vice-presidente executiva do festival, explicou que a proposta era exatamente essa em conversa com jornalistas durante a tarde deste sábado. "O Rock in Rio em Portugal é o festival da família, mas o dia do Duran Duran é o primeiro dia da história do festival os pais não vão trazer as crianças. É um dia de liberdade da galera mais velha vir sem a preocupação de gerir os filhos". Morten Harket e Paul Waaktaar-Savoy, do A-ha, durante show no Rock in Rio Lisboa Divulgação/I Hate Flash Ainda na onda dos anos 80, o A-ha mostrou porque vai ser sempre referência quando o assunto é synth-pop. O grupo norueguês revisitou o álbum de estreia "Hunting High and Low", de 1985, em show que foi mais morno. O clima só subiu mesmo na metade final com a ajuda de hits como a faixa-título, "The Living Daylights" e "Take on Me", a última música do setlist. Em "Hunting High and Low", o vocalista Morten Harket cantou o refrão só com o público por duas vezes no final em um dos momentos bonitos do dia. No final, mandou beijinhos para a plateia para a felicidade de muitas fãs que devem sonhar com ele há décadas. A-ha vai fazer shows no Brasil em julho; veja datas e cidades aqui. Brasil em Lisboa Ney Matogrosso Divulgação/Rock in Rio Lisboa/I Hate Flash Os portugueses esperaram por quatro anos até viver a experiência do Rock in Rio outra vez, já que a última edição antes da pandemia foi em 2018. Depois de tanto tempo, o show de Ney Matogrosso era um dos mais aguardados deste sábado. O cantor apresentou músicas do álbum "Bloco na Rua", lançado em 2019, penúltimo da discografia. Quando fez 80 anos, em outubro de 2021, o cantor lançou "Nu com a minha música", mas ainda não saiu em turnê com o novo trabalho. "Como 2 e 2", música de Caetano Veloso, é ponto alto do show com um começo quase a capella e mostra como a voz segue metálica e firme independente do tempo. "Poema" e "Ex-Amor" são as escolhidas para terminar o show de pouco mais de um hora. Banda Francisco, El Hombre se apresenta no Rock In Rio Lisboa Já o Francisco, El Hombre se apresentou no palco Rock Your Street no começo da tarde deste sábado e colocou todo mundo para dançar. A banda aproveitou o momento para cantar "Arranca a cabeça do rei", música que ainda não foi lançada e reforça o lado político da banda. "Essa é dedicada a todo mundo no Brasil que vai nesse ano, através do voto, arrancar a cabeça do rei", falou o baterista Sebastián Piracés-Ugarte. Além de músicas famosas, como "Triste Louca e Má" e, "Tá com Dolar Tá com Deus", o repertório teve a parte final dedicada ao álbum "Casa Francisco", lançado em outubro de 2021. "O objetivo é sair daqui pingando", brincou o vocalista Mateo Piracés-Ugarte ao ensinar a coreografia de "Arrasta". Ele terminou o show de sunga no meio da galera em uma das várias rodinhas abertas durante o show. O último dia de Rock in Rio Lisboa acontece neste domingo (26), com shows de Anitta, Post Malone, Jason Derulo, Rebecca e Johnny Hooker. ROCK IN RIO 2022: programação completa por dia do festival 'ESTICADINHA': Veja quem aproveita vinda ao Brasil para tocar em outras cidades
Segundo levantamento, quase 9 milhões de brasileiros de 70 a 79 anos estão aptos a votar este ano, uma fatia que representa 5,91% do total do eleitorado brasileiro. E cerca de 4 milhões com mais de 80 anos também podem ir às urnas. TSE lança campanha para incentivar voto de idosos acima dos 70 anos O Tribunal Superior Eleitoral está incentivando o voto de quem tem mais de 70 anos para as eleições de outubro. Para quem viveu tempos sem liberdade, não há como abrir mão do poder de escolha. “Eu vou com muito orgulho votar, porque quem passou pela Ditadura sabe que isso foi uma conquista, a gente é elemento de mudança na sociedade, né? Eu me sinto assim”, afirma a aposentada Sonia Maria Pereira. Dona Sonia acumula 76 anos de uma vida cheia de lembranças de muitas eleições, enquanto espera pela próxima. “É esse daqui que eu vou levar na mão. Tem outros antigos; esse daqui é de 1986. Um tanto, muitos comprovantes, e eu guardo, porque eu gosto deles. Neste momento que eu tenho esse comprovante, eu escolhi, escolhi conscientemente”, diz. Assim como Dona Sonia, quase 9 milhões de brasileiros de 70 a 79 anos estão aptos a votar este ano, segundo levantamento do Tribunal Superior Eleitoral feito até maio - uma fatia que representa 5,91% do total do eleitorado brasileiro. Pouco mais de 4 milhões com mais de 80 anos também podem ir às urnas em outubro: 2,66% do eleitorado. O voto é obrigatório para quem tem mais de 18 anos e menos de 70, e facultativo para quem tem 16 ou 17 anos e para as pessoas acima de 70. Mesmo não sendo obrigatório, a Justiça Eleitoral lançou uma campanha para atrair o voto da parcela mais jovem da população, e agora concentra esforços em estimular a participação nas urnas daqueles que já viveram mais. A campanha do TSE em parceria com o Tribunal Regional Eleitoral do Pará mostra que o Brasil é construído pelo voto de pessoas como a Dona Gracina do Rosário. “Eu tenho 81 anos, eu faço questão de votar. Para mim, nesse dia é uma felicidade de me arrumar e ir bem bonita votar”, diz ela na campanha. “É importante a participação, particularmente desse setor da sociedade, pelo fato de que a cidadania se estende e é plena ao longo de toda a nossa vida. A gente precisa também se livrar desses preconceitos, desses juízos preconcebidos, de que os idosos não possuem uma vida ativa, interesse por política, né? Então é uma forma também de enfrentamento do conjunto de preconceitos que, de uma forma mais ampla, os idosos costumam enfrentar no seu dia a dia”, aponta a cientista política Marjorie Marona.
Um comandante assumiu o controle da administração local. Os russos agora estão próximos de dominar Lisichansk e, neste sábado (25), abriram fogo também em outras regiões da Ucrânia. Vários governadores falaram em mísseis lançados a partir do Mar Negro. O presidente da Ucrânia promete recuperar regiões dominadas pela Rússia na guerra O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, prometeu, neste sábado (25), recuperar regiões dominadas pela Rússia na guerra. O prefeito de Severodonetstk disse que forças de Moscou já ocupam totalmente a cidade. Conquistada Severodonetstk, os russos agora estão próximos de dominar Lisichansk e, neste sábado (25), abriram fogo também em outras regiões da Ucrânia. Vários governadores falaram em mísseis lançados a partir do Mar Negro. Karkiv, a segunda maior cidade da Ucrânia, que sofreu bombardeios pesados nos primeiros meses da guerra, viveu semanas de relativa calma, quebrada neste sábado por novas bombas. A resposta ucraniana vem com as armas de longo alcance americanas, que teriam chegado na quinta-feira (23). Com essas armas, que alcançam 80 quilômetros de distância, Kiev espera mudar o rumo desta guerra. Mas o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, declarou que pretende parar a guerra antes que ela arruíne a vida das pessoas em outros países da Europa. O primeiro-ministro britânico Boris Johnson disse temer que a Ucrânia seja pressionada a aceitar um acordo de paz desfavorável por causa dos efeitos econômicos do conflito. Em Odessa, no sul do país, começou a colheita de mais de 1 milhão de hectares de grãos, como o trigo. Mas, com a queda nas exportações, faltam instalações de armazenamento. Desde que Moscou invadiu a Ucrânia, o país foi forçado a exportar grãos de trem ou pelo Rio Danúbio, e não mais pelo mar. Guerra na Ucrânia prejudica comércio mundial de grãos Neste domingo (26), nos alpes da Baviera, no sul da Alemanha, começa a reunião do G7 que vai discutir maneiras para acabar com a guerra e para combater as crises que ela está provocando, como a dos grãos e do gás. Os líderes das sete democracias mais ricas do mundo estarão presentes.
Atriz contou que ficou grávida depois de ser estuprada e decidiu pelo procedimento, que é previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). A atriz Klara Castanho, de 21 anos, publicou neste sábado (21) um relato em que revela ter ficado grávida depois de ser estuprada. Ela manteve a gravidez, que descobriu já em estágio avançado, e optou por fazer a entrega voluntária do bebê para a adoção. Entenda como funciona o processo. Entrega legal ou voluntária para adoção é um processo previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). No processo, a mulher é ouvida e acompanhada por uma equipe técnica. O processo é sigiloso, protege a mãe e a criança. É acompanhado e autorizado pelo Poder Judiciário. O bebê é encaminhado para ser adotado por pessoas inscritas no Sistema Nacional de Adoção e Acolhimento. A entrega legal ou voluntária para adoção está prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). O procedimento garante que mulheres que engravidaram e não podem ou não desejam ficar com os bebês entreguem para adoção e não sejam responsabilizadas pelo ato. A gestante ou a mãe que optar pelo processo deve procurar postos de saúde, hospitais, conselhos tutelares ou qualquer órgão da rede de proteção à infância para manifestar esse interesse. Ela será encaminhada para a Vara da Infância e da Juventude e será acompanhada por uma equipe técnica, que conta com serviço de assistência social, jurídica e psicológica. 'Não quero ser mãe, não estou pronta', diz gestante que decidiu abrir mão de bebê Essa equipe encaminha o relatório para uma autoridade judicial, que vai analisar e julgar o caso, em uma audiência com a mulher. A entrega voluntária para adoção só pode ser feita por meio do Poder Judiciário. Registrar o filho de outra pessoa como se fosse seu ou atribuir parto alheio como próprio é crime previsto no artigo 242 do Código Penal. Já transferir uma criança ou adolescente a terceiros, sem autorização judicial, desrespeita o artigo 30 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Brasil teve um estupro a cada 10 minutos e um feminicídio a cada 7 horas em 2021 A mulher pode escolher informar ou não o nome do pai, assim como manter o nascimento e o processo em sigilo. Com a decisão do juiz, a criança é encaminhada para acolhimento. A mãe tem dez dias, a partir da data da audiência, para manifestar arrependimento. Caso isso não ocorra, o bebê é imediatamente encaminhado para ser adotado por pessoa ou casal inscrito no Sistema Nacional de Adoção e Acolhimento, previamente habilitados para adotar pela Vara da Infância e Juventude.
Hygor, que emocionou os telespectadores do Jornal Nacional há um mês ao conhecer uma cabine de avião, agora viajou com a família de Goiânia, onde mora, até Campinas e realizou mais um sonho. Menino com paralisia cerebral apaixonado por aviões viaja em um pela primeira vez O garotinho Hygor, que há um mês apareceu no Jornal Nacional realizando o sonho de conhecer aviões, agora foi além. Vai decolar o sonho do garoto apaixonado por aviões. “Depois da visita dele, a comunidade da aviação se mobilizou. Era o que precisava acontecer, né? Que era a gente conseguir realizar esse sonho do Hygor”, conta Rodrigo Côrtes, gerente executivo de aeroportos. Hygor tem oito anos e nasceu com paralisia cerebral. Apaixonado por aviação, ele visitou um aeroporto mês passado pela primeira vez. De lá pra cá, a rotina de ver de longe os pousos e decolagens no aeroporto de Goiânia não mudou. Mas chegou a hora de ter a experiência completa. “Temos a bordo um cliente encantador: o Hygor, que com certeza vai se lembrar do voo de hoje com muito carinho! Ficamos muito felizes em fazer parte deste momento tão especial, e desejamos ao Hygor um dia inesquecível em Campinas, sob um céu azul, repleto de alegrias”, anunciou a comissária na hora da decolagem, sob aplausos dos outros passageiros. Pela janela, a cidade vai ficando pequenininha. "Nunca, nem nos meus melhores sonhos, eu imaginei isso aqui", emocionou-se Sônia Brito, a mãe do Hygor. Depois de conhecer um avião de perto e realizar o sonho do primeiro voo, a família do Hygor pôde fazer um avião decolar em Campinas - claro que em um simulador de voo da companhia aérea, onde os pilotos fazem os treinamentos. O estímulo de fazer o que mais gosta ainda trouxe uma surpresa para Dona Sônia. “Ele está sentadinho, está levantando, minha filha. Você tá vendo? Sozinho!”, festejou. “Esse amor que ele desenvolveu pela aviação e por voar é um amor que nasce com muita gente. Voar é um sonho, é mágico. Viver essa magia junto com ele foi muito especial”, afirmou Ariana Cruz, gerente-geral de marketing e produto da Azul. “Isso ficará na cabecinha dele por muitos anos, porque foi inesquecível, não só pra ele, para a gente também, que acompanhamos”, diz a mãe do menino.
Em Washington, centenas de pessoas protestaram contra a decisão de seis juízes de cancelar o direito das mulheres americanas ao aborto. Em alguns momentos, o clima ficou tenso. Decisão da Suprema Corte dos EUA de suspender direito constitucional ao aborto provoca protestos no país O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, assinou, neste sábado (25), uma lei que restringe a compra de armas em todo o país para pessoas entre 18 e 21 anos. A nova lei, aprovada esta semana no Congresso, é considerada a maior mudança em três décadas na legislação sobre a venda de armas nos Estados Unidos. Ela autoriza, ainda, os estados a verificarem antecedentes criminais e registros de doença mental de clientes interessados na compra de uma arma. As palavras dos juízes da Suprema Corte dos EUA sobre a reversão do direito ao aborto Durante a cerimônia de assinatura da nova lei de armas, Joe Biden voltou a criticar a decisão da Suprema Corte dos Estados Unidos de suspender o direito constitucional ao aborto. Afastados da Suprema Corte por cercas, centenas de pessoas protestaram contra a decisão de seis juízes de cancelar o direito das mulheres americanas ao aborto. Em alguns momentos, o clima ficou tenso. A polícia chegou a deter dois manifestantes. De um lado, um grupo celebrava a decisão. Jessica disse que todo ser humano, mesmo um embrião com poucos dias, independentemente do tamanho, merece viver. Do outro lado, um grupo maior protestava. Para eles, uma mulher não pode perder o direito sobre o próprio corpo quando engravida, e o Estado não pode obrigar uma mulher a manter uma gravidez. Nancy diz que tornar o aborto ilegal não significa ter menos abortos, mas sim ter menos abortos seguros. Desde sexta-feira (24), quando saiu a decisao, manifestantes tomaram as ruas do país. Em um protesto em Iowa, um motorista acelerou a caminhonete contra os manifestantes contrários à decisão da Suprema Corte. No Arizona, a polícia jogou bombas de gás lacrimôgeneo depois que manifestantes se aproximaram e forçaram as portas de vidro do Senado estadual. Neste sábado, na Casa Branca, Joe Biden voltou a criticar. “A Suprema Corte tomou algumas decisões terríveis”, disse o presidente americano. Joe Biden avisou que a Casa Branca vai ficar de olho em como os estados conservadores vão colocar em prática a proibição ao aborto Desde a manhã deste sábado, nove estados já proibiram mulheres de fazerem abortos; outros 12 estados prometem restringir ou proibir completamente o procedimento em breve; e em outros nove, o futuro do direito ao aborto é incerto e está em discussão. E a expectativa e que novas mudanças estejam por vir. No voto escrito e apresentado na sexta (24), o juiz Clarence Thomas, da Suprema Corte, disse que também gostaria de revisitar outros temas, além do aborto: ele fala em rediscutir o direito ao casamento entre pessoas do mesmo sexo e o acesso das pessoas à pílula, DIU, preservativos e outros métodos contraceptivos.

Atriz publicou carta aberta em rede social. "Esse é o relato mais difícil da minha vida", afirmou. Klara Castanho Reprodução/Instagram Famosos se solidarizaram com a atriz Klara Castanho, de 21 anos, que publicou um relato em suas redes sociais em que disse que foi estuprada, engravidou e decidiu entregar o bebê diretamente para adoção. "Te amo para sempre. Estou com você", escreveu a atriz e apresentadora Maisa, ao comentar o post de Klara no Twitter. Maisa se solidariza em post de Klara Castanho Reprodução/Twitter "[...] Estarei sempre ao seu lado. [...] Sinta-se acolhida por tds q te respeitam. É o que importa sempre, focar no respeito, amor e na justiça ❤️", escreveu no Twitter a atriz Paolla Oliveira, com quem Klara atuou na novela Amor à Vida, de 2013. "Klara, não há o que falar, não há o que pensar. [...] Você está se transformando numa mulher incrível e merece ser feliz. Fica bem. Estamos contigo ❤️", escreveu a atriz Fernanda Paes Leme. A cantora e ex-BBB Pocah escreveu "[...] Você não está sozinha. FORÇAS", também respondendo ao post de Klara no Twitter. Entenda o caso A publicação foi feita na noite deste sábado (25), após o assunto se tornar um dos mais comentados nas redes sociais. "Não posso silenciar ao ver pessoas conspirando e criando versões sobre uma violência repulsiva e um trauma que sofri." Klara escreveu uma carta aberta em que conta sobre a violência sofrida e suas consequências. "Esse é o relato mais difícil da minha vida. Pensei que levaria essa dor e esse peso somente comigo", afirma. "Fui estuprada. Relembrar esse episódio traz uma sensação de morte, porque algo morreu em mim. Não estava na minha cidade, não estava perto da minha família nem dos meus amigos", diz a atriz. Klara Castanho Reprodução/Instagram A artista conta que não fez boletim de ocorrência na ocasião por se sentir envergonhada e culpada. "Tive a ilusão de que se eu fingisse que isso não aconteceu, talvez eu esquecesse, superasse. Mas não foi o que aconteceu. As únicas coisas que eu tive forças para fazer foram: tomar pílula do dia seguinte e fazer alguns exames", conta. "Somente a minha família sabia o que tinha acontecido." Brasil teve um estupro a cada 10 minutos em 2021 Klara Castanho Reprodução/Instagram Meses depois, segundo seu relato, ela começou a se sentir mal e, em meio a exames, descobriu a gravidez já em estado avançado. "Foi um choque, meu mundo caiu. Meu ciclo menstrual estava normal, meu corpo também. Eu não tinha ganhado peso nem barriga", diz. Klara afirma que, durante uma consulta, foi obrigada pelo médico a ouvir o coração da criança, o que considerou uma nova violação. "Naquele momento do exame, me senti novamente violada, novamente culpada. Em uma consulta médica contei ter sido estuprada, expliquei tudo o que aconteceu", diz. "O médico não teve nenhuma empatia por mim. Eu não era uma mulher que estava grávida por vontade e desejo, eu tinha sofrido uma violência. E mesmo assim, o profissional me obrigou a ouvir o coração da criança, disse que 50% do DNA eram meus e que eu seria obrigada a amá-lo." Klara Castanho Reprodução/Instagram Pela lei brasileira, Klara teria direito a fazer um aborto legal. A atriz afirma, no entanto, que tomou a decisão de fazer uma entrega direta para adoção. A entrega voluntária para adoção está prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e permite que uma gestante ou mãe entregue seu filho ou recém-nascido para adoção em um procedimento assistido pela Justiça. Klara Castanho Reprodução/Instagram Segundo Klara, a criança nasceu poucos dias depois de a gravidez ser descoberta. A atriz afirma que entrou em contato com uma advogada e fez todos os trâmites legais. "Tudo que eu fiz foi pensando em resguardar a vida e o futuro da criança. Cada passo está documentado e de acordo com a lei", afirma. "A criança merece ser criada por uma família amorosa, devidamente habilitada à adoção, que não tenha lembranças de um fato tão traumático." Klara Castanho Reprodução/Instagram

Imagem mostra funcionária da loja abrindo gavetas do cofre enquanto ladrão portava arma longa. Crime ocorreu por volta das 20h deste sábado (25). Houve disparo de tiros e correria. Câmera de segurança registra joalheria sendo assaltada em shopping de Campinas Imagens de câmera de segurança mostram o momento em que uma joalheria é assaltada no Parque D. Pedro Shopping, em Campinas (SP). O crime foi na noite deste sábado (25), houve troca de tiros e duas pessoas foram baleadas. A Polícia Militar ainda não sabe se o crime foi consumado. No vídeo, uma funcionária aparece abrindo as gavetas do cofre, retirando objetos de valor e colocando em uma sacola. Na porta, o ladrão aparece, segurando uma arma longa. O roubo foi perto das 20h. Assista nas imagens acima. Tentativa de roubo dentro do shopping D. Pedro deixa dois baleados e gera correria em Campinas Duas pessoas ficaram feridas e foram encaminhadas pela ambulância do centro de compras ao Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp, segundo informações do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O HC informou que as vítimas são seguranças do shopping e tiveram ferimentos nas pernas. Os dois passam bem e devem ter alta em breve. A Polícia Militar disse que ao menos duas joalherias teriam sido alvo dos assaltantes. Não há informações sobre presos e sobre o número de criminosos envolvidos. O shopping é um dos maiores do Brasil. Câmera de segurança de joalheria mostra assalto em shopping de Campinas Reprodução/EPTV Disparos de tiros foram ouvidos pelas pessoas que estavam no shopping no momento da ocorrência. Houve correria e gritos de desespero. Pessoas que estavam nos corredores correram para as lojas para se proteger. Segundo a reportagem da EPTV, afiliada da TV Globo, no local, crianças caíram durante a movimentação. Em um restaurante, os clientes se abaixaram no momentos dos disparos. O vidro de uma loja foi atingido por um dos disparos e ficou estilhaçado. Correria em loja do Parque D. Pedro Shopping, em Campinas, durante assalto a joalheria Reprodução/EPTV Quem estava no cinema precisou aguardar a Polícia Militar liberar a sala, e as pessoas foram retiradas em fila, por volta das 21h. A movimentação e a tensão seguiu até o estacionamento do centro de compras. "Todo mundo saiu correndo, um desespero", disse um deles, já do lado de fora do shopping. Em nota, o shopping afirmou que os envolvidos fugiram após assalto e nenhum cliente ficou ferido. "O shopping colabora com as investigações e reabrirá amanhã normalmente". Marca de disparo de arma de fogo no Parque D. Pedro Shopping, em Campinas Kleber Thomaz/g1 Polícia Militar dentro do Parque D. Pedro Shopping, em Campinas, durante assalto a joalheria Reprodução/EPTV VÍDEOS: confira outros destaques da região Veja mais notícias da região no g1 Campinas
Um segurança morreu em troca de tiros com os bandidos do lado de fora do shopping. A ação da quadrilha causou correria e momentos de desespero. Tentativa de assalto a joalheria em shopping de alto padrão no Rio deixa um morto Um assalto a uma joalheria provocou pânico no início da noite deste sábado (25) em um shopping de alto padrão no Rio de Janeiro. Correria e momentos de desespero. Os clientes se esconderam dentro das lojas, outros se jogaram no chão. Essas cenas ocorreram depois que bandidos tentaram roubar uma joalheira do Village Mall, um shopping com lojas de alto padrão na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Uma mulher foi feita refém. Em postagens em redes sociais, houve relatos de vários tiros. As lojas fecharam. Equipes da PM foram mobilizadas, inclusive o Bope, o Batalhão de Operações Especiais. Segundo testemunhas, eram 12 bandidos. Na fuga, houve uma intensa troca de tiros do lado de fora do shopping. Um segurança foi baleado e morreu. Os criminosos abandonaram uma moto, que pode ajudar a polícia a encontrar os autores do assalto. Os assaltantes levaram outra moto, de um homem. A Delegacia de Homicídios vai investigar o crime. A PM fez uma varredura na região em busca dos bandidos. Dona Maria estava passeando quando foi surpreendida: “Quando entrei na loja começou o tiroteio, fração de segundos.” A administração do Shopping Village Mall lamentou o episódio e disse que está colaborando com as autoridades para esclarecer os fatos.
Para ambientalistas, um decreto do governo federal que prometia dar mais agilidade ao processo teve efeito contrário. Infratores pagam apenas uma em cada 100 multas ambientais aplicadas pelo ICMBio no país Nos últimos cinco anos, de cada R$ 100 em multas aplicadas por crimes ambientais em áreas de conservação do ICMBio, apenas R$ 1 foi pago. Para ambientalistas, um decreto do governo federal que prometia dar mais agilidade ao processo teve efeito contrário. Polícia de Meio Ambiente fiscaliza grutas arqueológicas em Pains, Córrego Fundo e Arcos Flagrantes foram registrados durante um dos sobrevoos de ativistas do Greenpeace na Floresta Nacional do Jacundá, em Rondônia. O local tem 221 mil hectares e sofre com desmatamento e queimadas ilegais. A área é uma das 334 unidades de conservação fiscalizadas pelo Instituto Chico Mendes. Em Minas Gerais, são 17 unidades de conservação federal sob responsabilidade do ICMBio. Uma delas é a área de preservação ambiental Carster Lagoa Santa. Além da importância ambiental, ela tem um grande valor arqueológico, com muitas grutas e pinturas rupestres. Mas só nos últimos cinco anos foram aplicadas 19 multas que chegam a quase R$ 12 milhões, inclusive por loteamento irregular. No local foi encontrado o crânio da Luzia, a mulher mais antiga das Américas. Para o fundador do projeto Manuelzão, da Universidade Federal de Minas Gerais, crimes ambientais nessa área são ainda mais preocupantes porque ainda há muito a se descobrir. “Existem segredos ainda não desvendados da história da ocupação da América. A questão é que se ocupa ali e começa a retirar água subterrânea você está liquidando com a água em toda região, inclusive prejudicando o Rio das Velhas”, afirma o ambientalista Apolo Heringes Lisboa. Nos últimos cinco anos, agentes do ICMBio aplicaram R$ 2,3 bilhões em multas. Foram pagos até agora R$ 25,5 milhões, 1% do total. Para organizações de defesa do meio ambiente, esses números demostram impunidade. “Aquelas pessoas que cometem infrações contra o meio ambiente, que destroem as florestas, que poluem os rios, que retiram os animais dos seus habitats naturais, essas pessoas não estão sendo punidas como deveriam”, diz Rafael Giovanelli, especialista em Políticas Públicas/WWF Ambientalistas defendem que um dos motivos é um decreto do governo federal de 2019 que criou os núcleos de Conciliação Ambiental. É uma etapa inicial que deve ser feita após os fiscais lavrarem os autos de infração. Na época, o Ministério do Meio Ambiente disse que o objetivo do núcleo é dar agilidade e eficácia aos instrumentos de gestão, monitoramento e avaliação dos autos de infração, evitando que os processos se arrastem indefinidamente. Mas, na prática, a medida teve efeito contrário. “Anteriormente o fiscal aplicava a multa, a multa depois era julgada e a pessoa tinha o recurso, mas tinha que pagar após o recurso. Com essas audiências de conciliação, passou a ser um processo obrigatório no procedimento de execução da multa. Então, as multas embora sendo aplicadas e os valores sendo elevadíssimos, o pagamento delas e realmente fazer com que o contraventor pague pelo seu dano e tenha ali o estado presente, isso se tornou muito mais difícil nesse governo”, afirma André Freitas, gerente de Florestas do Greenpeace Brasil. O Jornal Nacional procurou o Palácio do Planalto, o Ministério do Meio Ambiente e o ICMBio, mas não teve resposta.

Atriz publicou carta em rede social, relatou violências que sofreu e disse que profissionais de hospital vazaram história sem o seu consentimento. Klara Castanho Reprodução/Instagram A atriz Klara Castanho, de 21 anos, publicou um relato em suas redes sociais e revelou que foi estuprada, engravidou e decidiu entregar o bebê diretamente para adoção. Compartilhe essa notícia no WhatsApp Compartilhe essa notícia no Telegram A publicação foi feita na noite deste sábado (25), após o assunto se tornar um dos mais comentados nas redes sociais. "Não posso silenciar ao ver pessoas conspirando e criando versões sobre uma violência repulsiva e um trauma que sofri", afirma ela. "Esse é o relato mais difícil da minha vida. Pensei que levaria essa dor e esse peso somente comigo." Klara escreveu uma carta aberta em que conta sobre a violência sofrida e suas consequências. Ela diz ter sido abordada por uma enfermeira momentos após o parto, que ameaçou divulgar sua história. Logo em seguida, a atriz recebeu mensagens de um colunista. "Minha história se tornar pública não foi um desejo meu." "Fui estuprada. Relembrar esse episódio traz uma sensação de morte, porque algo morreu em mim. Não estava na minha cidade, não estava perto da minha família nem dos meus amigos", diz a atriz. Klara Castanho Reprodução/Instagram A artista conta que não fez boletim de ocorrência na ocasião por se sentir envergonhada e culpada. "Tive a ilusão de que se eu fingisse que isso não aconteceu, talvez eu esquecesse, superasse. Mas não foi o que aconteceu. As únicas coisas que eu tive forças para fazer foram: tomar pílula do dia seguinte e fazer alguns exames", conta. "Somente a minha família sabia o que tinha acontecido." Brasil teve um estupro a cada 10 minutos em 2021 Klara Castanho Reprodução/Instagram Meses depois, segundo seu relato, ela começou a se sentir mal e, em meio a exames, descobriu a gravidez já em estágio avançado. "Foi um choque, meu mundo caiu. Meu ciclo menstrual estava normal, meu corpo também. Eu não tinha ganhado peso nem barriga", diz. Klara afirma que, durante uma consulta, foi obrigada pelo médico a ouvir o coração da criança, o que considerou uma nova violação. "Naquele momento do exame, me senti novamente violada, novamente culpada. Em uma consulta médica contei ter sido estuprada, expliquei tudo o que aconteceu", diz. "O médico não teve nenhuma empatia por mim. Eu não era uma mulher que estava grávida por vontade e desejo, eu tinha sofrido uma violência. E mesmo assim, o profissional me obrigou a ouvir o coração da criança, disse que 50% do DNA eram meus e que eu seria obrigada a amá-lo." Klara Castanho Reprodução/Instagram Entrega para adoção Pela lei brasileira, Klara teria direito a fazer um aborto legal. A atriz afirma, no entanto, que tomou a decisão de fazer uma entrega direta para adoção. A entrega voluntária para adoção está prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e permite que a mãe entregue o filho para adoção em um procedimento assistido pela Justiça. Klara Castanho Reprodução/Instagram Segundo Klara, a criança nasceu poucos dias depois de a gravidez ser descoberta. A atriz afirma que entrou em contato com uma advogada e fez todos os trâmites legais. "Tudo que eu fiz foi pensando em resguardar a vida e o futuro da criança. Cada passo está documentado e de acordo com a lei", afirma. "A criança merece ser criada por uma família amorosa, devidamente habilitada à adoção, que não tenha lembranças de um fato tão traumático." Klara Castanho Reprodução/Instagram Mais uma violência Na carta, Klara conta ainda que, momentos após o parto, ainda sob efeitos de anestesia, foi abordada por uma enfermeira que ameaçou contar sua história a um colunista. "Quando cheguei no quarto, já havia mensagens do colunista, com todas as informações. Ele só não sabia do estupro. Eu conversei com ele, expliquei tudo o que tinha me acontecido." A atriz não cita nomes e diz que foi procurada ainda por um outro colunista. "O fato de eles saberem mostra que os profissionais que deveriam ter me protegido em um momento de extrema dor e vulnerabilidade, que têm a obrigação legal de respeitar o sigilo da entrega, não foram éticos, nem tiveram respeito por mim nem pela criança", afirma.
Segundo Sipam, massa de ar seco no estado impede formação de nuvens carregadas e, consequentemente, chuva. Umidade relativa do ar em Rondônia é destaque na previsão do tempo O domingo (26) deve seguir quente e sem chuva em Rondônia, segundo previsão do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam). O último domingo de junho deve seguir ensolarado e quente, devido à permanência da massa de ar quente e seco no estado. Segundo o Sipam, o sol deve ficar forte principalmente no início da tarde, com tempo variando de claro a parcialmente nublado. Acompanhe: veja a previsão do tempo na sua cidade Em um alerta sobre tempo seco, o Instituto Nacional de Metereologia (Inmet) diz que Porto Velho deve ter umidade mínima de 20% neste domingo, o que é considerado baixo para a saúde. A temperatura na capital deve chegar a 35°C durante a tarde. Veja dicas para enfrentar o tempo seco Beba bastante água (cerca de dois litros por dia ou 10 copos de água de 200 ml). Ela hidrata todos os órgãos, inclusive pele e mucosa. Se puder, tenha um umidificador de ar em casa. Você também pode colocar uma bacia com água no ambiente, uma toalha umedecida para minimizar os efeitos do ar seco, do ar poluído. Hidrate bem as mucosas com soro fisiológico - pelo menos duas vezes ao dia. Lave os olhos com soro fisiológico ou com colírio de lágrima artificial. Cuidado com bebidas alcoólicas. Elas podem refrescar, mas também desidratam. Mantenha a casa limpa, evitando o acúmulo de poeira. Evite praticar exercícios físicos das 11h às 17h. Proteja-se ao máximo do sol e evite o ressecamento das mucosas e pele. O uso de máscaras pode ajudar a controlar a inalação de fuligem. Veja outras notícias de Rondônia
O então ministro Milton Ribeiro também estaria envolvido no esquema de desvio de recursos da educação. Empresário entrega à CGU comprovantes de depósitos em contas de parentes de pastores do caso MEC A investigação sobre a corrupção no Ministério da Educação ganhou neste sábado (25) um novo personagem: um empresário entregou à Controladoria-Geral da União comprovantes de depósitos nas contas de parentes dos pastores suspeitos de participar do esquema de desvio de dinheiro público. Escândalo do MEC: veja a cronologia do caso que levou à prisão de Milton Ribeiro e ao pedido de investigação contra Bolsonaro O tráfico de influência no Ministério da Educação tinha preço. Segundo o jornal Folha de S.Paulo, Wesley Costa de Jesus, genro do pastor Gilmar Santos, recebeu R$ 17 mil em negociação de evento com a presença do então ministro da Educação, Milton Ribeiro, no interior de São Paulo. A TV Globo teve acesso ao comprovante de pagamento que o empresário José Edvaldo Brito entregou à Controladoria-Geral da União. Valor: R$ 17 mil no dia cinco de agosto de 2021. Depositante: Sime Prag do Brasil Ltda ME - uma empresa de dedetização. Segundo Brito, quem fez o depósito foi um empresário amigo, Danilo Felipe Franco. No mesmo dia, Danilo fez, em seu próprio nome, outros dois pagamentos: R$ 20 mil para Luciano de Freitas Musse, ex-assessor do MEC; e R$ 30 mil para Helder Diego da Silva Bartolomeu, genro do outro pastor, Arilton Moura. Edvaldo disse à CGU que pediu a Danilo fazer os depósitos. O parecer do Ministério Público que serviu de base da operação contra os pastores e o ex-ministro menciona um relatório da CGU e cita: “Danilo Felipe Franco realizou três transferências bancárias a pessoas ligadas ao pastor Arilton Moura, totalizando R$ 67 mil.” Os três depósitos, para Wesley, Musse e Helder, somam R$ 67 mil. Segundo as investigações, o dinheiro fazia parte das tratativas. O evento do ministro Milton Ribeiro com prefeitos da região de Nova Odessa aconteceu em 21 de agosto, 16 dias depois dos pagamentos. O evento foi organizado pelos pastores que estão sob investigação. Segundo a Polícia Federal, o pastor Arilton Moura pediu R$ 100 mil ao empresário José Edvaldo Brito em troca da realização do evento em Odessa. O empresário José Edvaldo Brito disse ao Jornal Nacional que fez os depósitos a pedido do pastor Arilton Moura. Segundo ele, os recursos seriam para ações filantrópicas. Com autorização da Justiça, a PF gravou uma ligação de Arilton com uma advogada, na quarta-feira (22), dia em que ele, Gilmar Santos e Milton Ribeiro foram presos. O pastor ameaça “destruir todo mundo”. Arilton: Eu preciso que você ligue para a minha esposa... acalme minha esposa... porque se der qualquer problema com a minha menininha, eu vou destruir todo mundo! Não fica claro a quem Arilton estava se referindo quando falou em “menininha”. A influência dos pastores no MEC ficou explícita em entrevista de 9 de abril do ano passado à TV Gazeta. O então ministro Milton Ribeiro foi a Goiânia exclusivamente para a entrevista com o pastor Gilmar Santos. “Conforme nós anunciamos, está aqui conosco o ministro da Educação, Milton Ribeiro, a quem de antemão eu quero reconhecer a nossa dívida de gratidão pelo esforço e empenho que ele fez para atender o nosso convite para este bate-papo e para fazer uma exposição aqui das atuações de toda sua pasta”, disse Gilmar Santos. Gilmar agradece ao colega Arilton Moura por coordenar a entrevista. Arilton estava nos bastidores do estúdio. Na abertura da entrevista, Milton Ribeiro diz que desmarcou sua agenda só para atender ao convite dos pastores. Gilmar destaca sua atuação para estreitar o relacionamento de prefeitos e secretários de Educação com o ministro. “A nossa pequeníssima cooperação em aproximá-los do ministro e da sua equipe técnica me deixou realizado por ver que eles saíram de lá com brilhos nos olhos, entendendo que há recursos à disposição para seus municípios na área da educação e eles dependiam só de orientações de como ter acesso”, diz Gilmar Santos. A investigação da PF culminou na operação batizada de Acesso Pago, deflagrada na quarta-feira passada. Além de depoimentos e documentos, a PF juntou interceptações telefônicas autorizadas pela Justiça. Em uma das conversas gravadas, o ex-ministro conta para filha que havia recebido uma ligação do presidente Jair Bolsonaro. Milton Ribeiro: hoje o presidente me ligou... ele tá com um pressentimento, novamente, que eles podem querer atingi-lo através de mim, sabe? Ele acha que vão fazer uma busca e apreensão... Em casa... Sabe... É... É muito triste. Bom, isso pode acontecer, né? Esse telefonema foi no dia 9 de junho, mesma data em que o presidente Bolsonaro estava com o ministro da Justiça, Anderson Torres, na Cúpula das Américas, em Los Angeles. A oposição entende que a coincidência de datas das conversas que aparecem nas investigações da PF reforça a necessidade de apurar um segundo crime. “A partir de agora não é somente o esquema de corrupção do Ministério da Educação, é a atuação do presidente da República para impedir a atuação da Polícia Federal fazendo uso de informações privilegiadas”, diz o senador Randolfe Rodrigues, da Rede-AP O líder da oposição no Senado encaminhou o pedido para "apurar a conduta de violação de sigilo e de obstrução da Justiça do presidente Jair Bolsonaro” ao ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes, que já conduz um inquérito sobre outra suposta interferência do presidente na PF. O juiz Renato Borelli, responsável pela investigação do ex-ministro Milton Ribeiro, decidiu enviar o caso para o Supremo porque viu indícios de interferência do presidente, que tem foro privilegiado. As investigações devem ficar com a ministra Cármen Lúcia, que já conduziu o inquérito sobre suspeitas de desvio de recursos do MEC, quando Milton Ribeiro era ministro. Mesmo estando em um evento público, o presidente Jair Bolsonaro manteve neste sábado (25) o silêncio sobre o escândalo no MEC e sobre as denúncias de que interferiu nas investigações. Bolsonaro participou de uma marcha evangélica em Balneário Camboriú, em Santa Catarina. O Ministério Público Federal afirma haver indícios de que a operação da PF vazou e de que Bolsonaro interferiu nas investigações. O Palácio do Planalto e o Ministério da Justiça não se manifestaram. Na sexta-feira (24), o advogado de Bolsonaro, Frederick Wassef, disse que o presidente e o ex-ministro Milton Ribeiro não têm contato. A defesa de Milton Ribeiro afirmou que a Polícia Federal e a Controladoria-Geral da União só levantaram dúvida sobre a conduta do ex-ministro por causa de um depósito na conta dele, que era o pagamento da venda de um carro, e a documentação será incluída no inquérito. A defesa também repetiu que, se havia menção a uma pessoa com foro privilegiado nos autos, o juiz de primeira instância não poderia ter analisado o caso. A defesa de Arilton Moura informou que se manifestará nos autos. A defesa de Luciano Musse disse que ele nunca praticou nenhuma irregularidade. O Jornal Nacional não conseguiu contato com Wesley Costa de Jesus, Helder Diego da Silva Bartolomeu, Gilmar Santos e Danilo Felipe Franco.
Em entrevista exclusiva ao 'Fantástico', mãe fala de sua indignação e da luta para que a lei fosse cumprida. Procedimento foi realizado na última quinta-feira (23). Mãe de menina pressionada a não fazer aborto após estupro fala com exclusividade ao Fantástico O Fantástico deste domingo (26) traz uma entrevista exclusiva com a mãe da menina de 11 anos vítima de estupro de vulnerável, e pressionada em uma audiência a desistir da interrupção da gravidez prevista em lei. Em conversa com a repórter Renata Capucci que vai ao ar neste domingo (26), ela fala sobre a indignação com a condução do caso pela Justiça: "Se eles queriam preservar tanto a minha filha, era algo que não deveria ter sido perguntado para ela. Eu acho que eu deveria responder por ela, não ela". Um vídeo publicado na última segunda-feira (20) pelo Portal Catarinas e pelo The Intercept mostra trechos de uma audiência realizada em Santa Catarina para tratar do caso da menina que engravidou após ser vítima de estupro. Nas imagens, a juíza Joana Ribeiro Zimmer questiona se a criança não poderia manter a gestação por mais “uma ou duas semanas”, para aumentar a sobrevida do feto. Suportaria ficar mais um pouquinho? Segundo o Ministério Público Federal (MPF), o procedimento foi feito na quinta-feira (23), após recomendação do órgão ao hospital onde a menina havia sido inicialmente atendida. A reportagem também vai mostrar como foi a luta para que a lei fosse cumprida. "A gente procurou fazer tudo dentro dos comandos. Achei que a justiça fosse ser feita, né?" O que se sabe até agora ENTENDA O CASO Vítima de estupro, a menina descobriu que estava na 22ª semana de gravidez ao ser encaminhada a um hospital de Florianópolis (SC), onde teve o procedimento de aborto negado. Naquela unidade, a interrupção é realizada quando a gravidez está em até 20 semanas, apesar da legislação não estipular prazos ou solicitar autorização judicial para o procedimento. Segundo a lei, o aborto é permitido nos casos em que a gravidez é decorre de estupro ou quando há risco à vida da gestante. Em um terceiro caso, quando há um diagnóstico de anencefalia do feto, o aborto é permitido desde 2012, segundo decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). Desde um despacho da juíza, a criança estava sendo mantida em um abrigo para evitar que fizesse um aborto autorizado. Somente na terça (21), a menina foi liberada para sair do abrigo e voltar à casa da mãe. Depois disso, a defesa da família da menina entrou com um habeas corpus no Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) para realizar o procedimento de interrupção da gravidez. Juíza de SC impede aborto de criança, de 11 anos, vítima de estupro

Antes disso, após um pedido da mãe dele, Hygor, de 8 anos, já tinha realizado o desejo de conhecer uma aeronave de pertinho. Viagem foi especial e garoto foi até anunciado por comissária: 'Temos a bordo cliente encantador'. Menino com paralisia cerebral apaixonado por aviões viaja em um pela primeira vez O pequeno Hygor Luciano, de 8 anos, que nasceu com paralisia cerebral, realizou o sonho voar de avião pela primeira vez, em Goiânia. Antes disso, após um pedido da mãe dele, Sônia Brito, o menino já tinha realizado o desejo de conhecer uma aeronave de pertinho. A viagem foi preparada especialmente para o garoto e uma comissária até o anunciou no microfone do avião e ele foi aplaudido pelos demais passageiros. “Temos a bordo um cliente encantador. O Hygor, que com certeza vai se lembrar do voo de hoje com muito carinho, hoje está realizando o seu sonho de voar pela primeira vez", disse a comissária. "Ficamos muito felizes em fazer parte deste momento tão especial e desejamos ao Hygor um dia inesquecível em Campinas, sob um céu azul, repleto de alegrias”, completou a mulher. Compartilhe no WhatsApp Compartilhe no Telegram Menino com paralisia cerebral realiza sonho de voar de avião pela 1ª vez, em Goiânia, Goiás Reprodução/TV Anhanguera O voo aconteceu na quarta-feira (22) e saiu de Goiânia com destino a Campinas, em São Paulo. Isso foi possível após o menino visitar o aeroporto da capital goiana, no dia 25 de maio, e emocionar toda a tripulação. Gerente executivo da empresa que administra o aeroporto, Rodrigo Côrtes disse que, após a visita de Hygor, todos se mobilizaram para realizar o sonho dele de voar. “Depois da visita dele, a comunidade toda da aviação se mobilizou. Era o que precisava acontecer: que era a gente conseguisse realizar esse sonho do Hygor”, disse. LEIA TAMBÉM: Menino com paralisia cerebral realiza sonho de entrar em avião pela 1ª vez, em Goiânia Idosa de 78 anos se emociona ao ir ao circo pela primeira vez e ver neto se apresentar, em Goiânia Avó se emociona ao ter bebê com 'ossos de vidro' em casa pela 1ª vez Jovem goiana com doença crônica no intestino realiza sonho de cursar medicina: ‘Quero ajudar pessoas como eu’ Na hora da decolagem, ele observou atentamente enquanto a cidade ficava pequenininha, devido a altura Reprodução/TV Anhanguera Na hora da decolagem, o menino comemorou e riu muito. Ele observou atentamente enquanto a cidade ficava pequenininha, devido a altura. “Vai subir! Subiu, Hygor! É muito legal. Nunca nem nos meus melhores sonhos eu imaginei isso aqui ", disse a mãe enquanto o garoto observava o voo. Além de realizar o sonho do primeiro voo, a família do Hygor ainda pôde fazer um avião decolar em um simulador de voo da companhia aérea, em Campinas, onde os pilotos fazem os treinamentos. Segundo a mãe, a viagem foi um momento especial que ficará para sempre na memória da família. “Isso ficará na cabecinha dele por muitos anos, porque foi inesquecível não só pra ele, para gente também que acompanhou”, disse a mãe. Hygor Luciano, de 8 anos, que nasceu com paralisia cerebral, realizou o sonho voar de avião, em Goiânia, Goiás Reprodução/TV Anhanguera A gerente geral de marketing e produto da Azul Tariana Cruz disse que viver essa “magia” de voar com Hygor foi um momento especial. “Esse amor que ele desenvolveu, pela aviação e por voar, é um amor que nasce com muita gente. Voar é um sonho, é mágico né. Viver essa magia junto com ele foi muito especial”, disse. Menino com paralisia cerebral realiza sonho de entrar em avião pela 1ª vez, em Goiânia, Goiás Reprodução/TV Anhanguera Primeira visita ao aeroporto Mesmo com algumas limitações impostas pela condição do menino, isso não o impediu de se apaixonar por aeronaves. A mãe conta que mora em uma casa perto do Aeroporto de Goiânia e que descobriu a paixão de Hygor por aviões por causa da reação dele quando ouve barulhos vindos do local. "Ele gritava muito, muito mesmo. Às vezes ele parava de fazer o que estava fazendo para dizer ó [sinal com a mão no ouvido] para escutar a ‘zuada’ do avião. Aí, ele queria ir lá pra fora", disse. Menino com paralisia cerebral realiza sonho de entrar em avião pela 1ª vez, em Goiânia, Goiás Reprodução/TV Anhanguera Quando escuta o barulho, o menino não se contenta em ficar só na porta de casa e, quase todo dia, Sônia termina o dia com o garoto em cima do capô do carro para observar os aviões um pouco mais de perto. “A gente fica em uma parte do hangar e ele sobe em cima do carro e fica vendo", disse a mãe. Menino com paralisia cerebral realiza sonho de entrar em avião pela 1ª vez, em Goiânia, Goiás Reprodução/TV Anhanguera Desde que conheceu o avião de perto, em maio, a rotina da família não mudou: o menino continua indo para a porta de casa para assistir de longe os pousos e decolagens no Aeroporto de Goiânia. Sônia conta ainda que o estímulo de fazer o que mais gosta ainda trouxe uma surpresa: o garoto conseguiu sentar e levantar sozinho. “Ele está sentadinho, está levantando sozinho! Sentadinho, sozinho”, comemorou, emocionada. Veja outras notícias da região no g1 Goiás. Menino com paralisia cerebral realiza sonho de entrar em avião pela 1ª vez, em Goiânia, Goiás Reprodução/TV Anhanguera VÍDEOS: últimas notícias de Goiânia e Região Metropolitana

Projeto da Favela Marte, em São José do Rio Preto (SP), tem o investimento de R$ 58 milhões e começou em 2020. Objetivo é transformar barracos em casas até o fim de 2023. Vista aérea da Favela Marte, em São José do Rio Preto (SP) Reprodução/TV TEM Cerca de 670 pessoas passarão por uma transformação a partir de julho. Elas deixarão a Favela Marte, em São José do Rio Preto (SP), e serão transferidas temporariamente para casas alugadas pela ONG Gerando Falcões. A mudança das famílias vai acontecer para que casas tomem o lugar dos barracos. Psicólogos e advogados também têm acompanhado todo o processo. “Nós temos advogados que ficam diariamente atendendo a população e trazendo uma maneira de acalmá-los e que eles possam entender os direitos e deveres dentro dessa política de regularização fundiária”, diz Renato Goes, coordenador do plano de regularização fundiária da favela. Projeto vai transformar barracos da Favela Marte em casas Reprodução/TV TEM “Por mais que vai ter uma mudança muito positiva na vida delas [das pessoas] gera muita insegurança, muitas incertezas e medos e o meu objetivo é o fortalecimento pra gente lidar com esse medo e sair daquela angústia e nomear isso”, afirma Juliana Ferrari, psicóloga da favela. O projeto da Favela Marte tem o investimento de R$ 58 milhões, começou em 2020 e envolve parceiros, prefeitura, governos do Estado, Federal, iniciativa privada e ONGs, como o Instituto Valquírias World, de Rio Preto. “Nós trabalhamos ao longo desses quase dois anos o desenvolvimento social e renda. [...] É um processo de reeducação da favela e agora chega esse momento tão esperado pelos moradores, que é o momento da moradia transitória para que comece a construção das moradias dignas”, diz Amanda Oliveira, CEO e fundadora do Valquírias World. Famílias da Favela de Marte, no interior de São Paulo, vão para moradias temporárias Até o fim do mês de julho todos os barracos devem ser demolidos para que as obras de construção de 200 casas comecem. A previsão é que os imóveis fiquem prontos até o fim de 2023. “A gente conseguiu um projeto que não vai só construir a moradia digna, vai fazer uma transformação social em todas as famílias para que a gente realmente se emancipe. A gente nunca teve tantas oportunidades como as que esse projeto está trazendo para nós hoje”, conta Benvindo Nery Pereira, CEO da Favela Marte. De acordo com Edu Lyra, fundador e CEO da Gerando Falcões, o que está ocorrendo na Favela Marte é uma mudança sistêmica. “É toda transformação humana, como por exemplo zerar a fila de desemprego no território. Zerar a fila em creches, zerar o analfabetismo.” Vista aérea da Favela Marte, em São José do Rio Preto (SP) Reprodução/TV TEM Veja mais notícias da região no g1 Rio Preto e Araçatuba VÍDEOS: confira as reportagens da TV TEM

Desde o início da pandemia, o estado contabilizou 1.566.377 casos confirmados Leitos Covid-19 Divulgação / Sesab A Bahia registrou, nas últimas 24 horas, 162 casos de Covid-19 e nenhum óbito pela doença, segundo dados divulgados neste sábado (25) pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesab). Mortes e casos de Covid-19 nas cidades baianas Além disso, o estado possui 6.135 casos ativos. Desde o início da pandemia, a Bahia contabilizou 1.566.377 casos confirmados, 1.530.231 recuperados e 30.010 mortes. Os dados ainda podem sofrer alterações devido à instabilidade do sistema do Ministério da Saúde. A base ministerial tem, eventualmente, disponibilizado informações inconsistentes ou incompletas. O boletim contabiliza ainda 1.905.463 casos descartados, 340.995 em investigação e 64.274 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Os dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 20h54 deste sábado. O boletim completo está disponível no site da Sesab e no Business Intelligence. Vacinação Vacinação contra Covid-19 segue na quinta-feira (23), em Salvador Otávio Santos/Secom Até o momento temos 11.628.907 pessoas vacinadas com a primeira dose, 10.683.878 com a segunda dose ou dose única, 6.241.469 com a dose de reforço e 596.187 com o segundo reforço. Do público de 5 a 11 anos, 966.246 crianças já foram imunizadas com a primeira dose e 546.196 já tomaram também a segunda dose. Leitos A Bahia tem 456 leitos ativos para tratamento da Covid-19. Desse total, 128 estão com pacientes internados, o que representa taxa de ocupação geral de 28%. Desses leitos, 190 são de UTI adulto e estão com taxa de ocupação de 32% (61 leitos ocupados). Nas UTIs pediátricas, 18 das 23 vagas estão com pacientes (78% de ocupação). Os leitos clínicos para adultos estão com 17% de ocupação e os infantis, com 33%. Em Salvador, dos 195 leitos ativos, 72 estão ocupados (37% de ocupação geral). A taxa de ocupação dos leitos de UTI adulto é de 42% e o pediátrico está em 90%. Ainda na capital baiana, os leitos clínicos para adultos estão com 34% de ocupação e os pediátricos com 0%. Veja mais notícias do estado no g1 Bahia. Assista aos vídeos do g1 e TV Bahia 💻 Ouça 'Eu Te Explico' 🎙

Veja as dezenas sorteadas: 01 - 4 - 10 - 22 - 53 -54. Acertadores da quina levaram R$ 36 mil. Marcelo Brandt/G1 Uma aposta de Diadema (SP) acertou sozinha as seis dezenas do concurso 2.494 da Mega-Sena, que foi realizado na noite deste sábado (25), em São Paulo. O jogo foi simples, em que apenas seis dezenas foram assinaladas. O prêmio é de R$ 78.763.087,84 para a aposta que acertou as seis dezenas. 157 apostas ganharam o prêmio de cinco acertos, no valor de R$ 35.919,96 cada. Veja as dezenas: 22, 01, 54, 04, 10, 53. Quina de São João paga R$ 196 milhões; confira os números sorteados Dezenas sorteadas do concurso 2.494 da Mega-Sena Reprodução Facebook Para apostar na Mega-Sena As apostas dos jogos da Mega-Sena podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer lotérica do país ou pela internet, no site da Caixa Econômica Federal – acessível por celular, computador ou outros dispositivos. É necessário fazer um cadastro, ser maior de idade (18 anos ou mais) e preencher o número do cartão de crédito. Probabilidades A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 4,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa. Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 22.522,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa. Entenda como funciona a Mega-Sena e qual a probabilidade de ganhar o prêmio

Massa de ar frio e seco avança pelo estado e deixa o tempo estável com temperaturas mais baixas. Junho deve terminar, contudo, com muita chuva ao longo da semana. Frio volta ao RS neste domingo (26) A massa de ar frio e seco que avança pelo Rio Grande do Sul deixa o tempo estável e com temperaturas mais baixas neste domingo (26). Algumas cidades gaúchas podem ter mínimas abaixo dos 5°C, como em Pelotas (3ºC), no Sul, e Bagé (4ºC), na Fronteira Oeste. Como ainda terá nebulosidade na maioria dessas áreas, a chance de geada é pequena, mas não pode ser descartada. Especialmente, segundo a Climatempo, nas áreas do Centro e Sul do estado. Em Porto Alegre, as máximas não devem ultrapassar os 16ºC ao longo do dia. Isso se deve à circulação dos ventos em altitude. As menores temperaturas devem ser registradas durante a madrugada em Pedras Altas, Caçapava do Sul , Pinheiro Machado , Canguçu , São José dos Ausentes , Aceguá , Arroio Grande , Arroio do Padre e Arroio do Tigre. Porto Alegre: Muitas nuvens ao longo do dia. Mínima de 9°C e máxima de 16°C Pelotas: Geadas pela manhã e tempo firme. Mínima de 3°C e máxima de 15°C Caxias do Sul: Muitas nuvens ao longo do dia. Mínima de 9°C e máxima de 17°C Santa Maria: Muitas nuvens ao longo do dia. Mínima de 7°C e máxima de 14°C Santa Rosa: Muitas nuvens ao longo do dia. Mínima de 11°C e máxima de 17°C Erechim: Muitas nuvens ao longo do dia. Mínima de 6°C e máxima de 16°C Uruguaiana: Muitas nuvens ao longo do dia. Mínima de 8°C e máxima de 14°C Torres: Muitas nuvens ao longo do dia. Mínima de 9°C e máxima de 15°C Rio Grande: Muitas nuvens ao longo do dia. Mínima de 6°C e máxima de 14°C Mostardas: Muitas nuvens ao longo do dia. Mínima de 8°C e máxima de 16°C Passo Fundo: Muitas nuvens ao longo do dia. Mínima de 7°C e máxima de 17°C Bagé: Geadas pela manhã e tempo firme. Mínima de 4°C e máxima de 13°C Tramandaí: Muitas nuvens ao longo do dia. Mínima de 9°C e máxima de 16°C Xangri-Lá: Muitas nuvens ao longo do dia. Mínima de 9°C e máxima de 15°C Capão da Canoa: Muitas nuvens ao longo do dia. Mínima de 9°C e máxima de 17°C São Borja: Muitas nuvens ao longo do dia. Mínima de 10°C e máxima de 17°C Santa Cruz do Sul: Muitas nuvens ao longo do dia. Mínima de 8°C e máxima de 14°C Lajeado: Muitas nuvens ao longo do dia. Mínima de 10°C e máxima de 17°C Já a segunda-feira (27) será de pancadas de chuva ao longo do dia, com raios e rajadas de vento sobre as mesmas regiões, com acumulados elevados e riscos para danos. Chove fraco sobre o Centro, parte do Sul e do Oeste do Rio Grande do Sul. Isto se deve a um cavado em superfície, mais uma área de baixa pressão atmosférica entre o Paraguai e o Oeste da Região Sul, além de uma circulação dos ventos em altitude e de um corredor de umidade que vem do Norte do país. Nas demais áreas, o tempo é firme, mas ainda com muita nebulosidade. As pancadas fortes de chuva seguem por todo o Rio Grande do Sul na terça-feira (28), com potencial para temporais, raios e rajadas de vento, além de acumulados elevados de chuva, em especial na metade Sul do estado. As instabilidades são reforçadas por uma área de baixa pressão atmosférica que avança do Oeste até a costa do estado. Cidades da Serra, como Canela, devem registrar temperaturas baixas na madrugada deste domingo (26) Reprodução/RBS TV Vídeos: Tudo sobre o RS

Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Paraná.

Cantor abriu o show com a música de Luiz Gonzaga "Olha pro Céu". Pedrinho Pegação no Pátio de Eventos Hayale Guimarães/g1 Caruaru O cantor Pedrinho Pegação foi a segunda atração da noite deste sábado (25) em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. O artista começou o show no palco principal do Maior e Melhor São João do Mundo, no Pátio de Eventos, com a música de Luiz Gonzaga "Olha pro Céu". Pedrinho Pegação animou o público com sucessos como Farsante, Despertador, Amiga que é amiga, e claro, não deixou de cantar o ritmo do forró para fazer jus à Capital do Forró. Durante o show, Pedrinho agradeceu todo o carinho recebido pelo público caruaruense. Show de Pedrinho Pegação em Caruaru "Sempre que venho aqui em Caruaru recebo um amor enorme de vocês. É sempre uma alegria cantar aqui, principalmente nesta época de São João", diz o cantor. O